Esqueceu a senha?

Igreja Católica quer barrar crescimento evangélico

por Artigo compilado - qua abr 24, 9:45 am

Igreja Católica deverá intensificar trabalhos em áreas pobres para barrar crescimento dos evangélicos

Preocupada com o crescimento da Igreja Evangélica nas áreas mais carentes, a Igreja Católica pretende ampliar seu envolvimento nas áreas mais pobres. Este foi um dos principais temas discutidos durante a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, que terminou na última sexta-feira (19).

Intensificar os trabalhos dentro das Comunidades Eclesiais de Base é um dos projetos dos católicos. “É um jeito de fazer com que os leigos lá na base comecem novamente a se articular”, disse dom Severino Clasen.

Muitos religiosos avaliam que a falta de uma presença da Igreja Católica com mais força nas periferias ajudou no aumento de seguidores de igrejas como a Assembleia de Deus.

As Comunidades Eclesiais de Base possuem ligações com vertentes políticas mais voltadas à esquerda, o que provoca alguns conflitos de opinião entre os membros da cúpula da igreja.

“Talvez representem uma época, da ditadura militar, e foi aí que o povo conseguiu ter voz … “Em 30 anos, se faz um longo caminho. Então eu não posso simplesmente repetir o discurso de 1980 nem a prática de 1980 ao pé da letra”, argumenta dom Cláudio Hummes sobre as Comunidades Eclesiais de Base.

A própria eleição do papa Francisco chegou a ser atribuída por alguns veículos de imprensa de todo o mundo como uma estratégia para diminuir o crescimento dos evangélicos e uma eventual diminuição no número de fiéis católicos.

O Papa Francisco é argentino, possui 76 anos e é o primeiro líder da Igreja Católica não europeu. A América Latina, atualmente, é a região do mundo que concentra a maior parte dos católicos do mundo, hoje estimados em cerca de 1 bilhão e 100 milhões de pessoas. O Brasil é o país com o maior número de católicos, são ao todo 126 milhões de fiéis brasileiros.

Extraído do site portugues.christianpost.com em 24/04/2013


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

7 Comentários

Comentários 1 - 7 de 7Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. concordo penalmente com voçê jpc. não se deve pensar em quantidade de pessoas numa igreja e sim qualidade

    1. Podemos transformar quantidade em qualidade, então ambos são bons.

  2. Não se esqueçam: “Verdadeira Igreja” não é de composta de pedras, mas de pessoas!

  3. Cuidado com as palavras. Como cristao nao nos cabe julgar e somnete o Deus. Nao somos Deus somks obras dele. antes de criticar qlque acao vejam as fontes e a forma  omo foi aplicada as noticias. Se a igreja catolica quise catequisar. Qual o problema? Ensinar a palavre de Deus em primeiro lugar dai  com o entendimento o proprio espirito santo pela vontade de Deus vai guiar a pessoa a Cristo. Deus esta no controle de tudo e soh nao sera salvo que nao quiser pois ele vaai dar a oportunidade a todos. Nao eh religiao que salva eh a fe e crenca em Jesus Cristo.

  4. Amo os Católicos Mais descordo do Catolico. frequentei por pouco tempo a Igreja Catolica mais discordei.depois quase fui Testemunha de Jeová e mais discordei. posso dizer é impossível eu ir para Igreja Catolica . Discordo da Devoção aos Santos,o uso de Imagens e o Batismo por aspersão.

  5. discordo da devoção aos Santos pois Biblicamente o Culto só deve ser prestado a Deus.Deus proibiu o uso de Imagens no culto e até proibiu se encurva diante delas.discordo do Batismo por aspersão pois a palavra Batismo significa Mergulho,por isso Não posso ser Catolico.

  6. Não vai crescer! Já é grande! Em fé e devotos. O Nosso Deus é o mesmo seu e de qualquer outra religião do Cristianismo! 

Comentários 1 - 7 de 7Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement