Esqueceu a senha?

Já sei, Jean: o laudo é “homofóbico”

por Artigo compilado - seg mar 30, 6:52 pm

jeanwyllysINjpg

Para tirar proveito político da tragédia alheia, o deputado Jean Wyllys (PSOL) atribui rapidamente à homofobia toda morte de gays envolvida em algum mistério.

1) Foi assim no caso Kaique, que depois se revelou um suicídio, admitido pela família.

2) Foi assim no caso João Antônio Donati, no qual o suspeito confessou o crime e afirmou que teve um desentendimento com a vítima após uma relação sexual, ou seja: o assassino era gay!, embora, nas manchetes da imprensa brasileira, gays nunca matem, só morram.

3) Foi assim no caso do avião que caiu na Ucrânia, quando Wyllys chegou ao cúmulo de sugerir que ele foi derrubado, numa espécie de abate homofóbico, por levar pesquisadores do HIV.

Agora, outra chiadeira política do movimento gayzista foi desmoralizada pelos fatos.

O estudante Peterson Ricardo Teixeira de Oliveira, de 14 anos, filho adotivo de um casal gay, que teria sido agredido em uma escola na Grande São Paulo, morreu de causas naturais, segundo o laudo do exame necroscópico. O médico legista confirmou o que os policiais já haviam constatado no hospital: o corpo “não demonstra sinais de violência externa”.

Peterson tinha uma doença no coração, chamada cardiomiopatia hipertrófica (quando o miocárdio é maior que o normal), que pode provocar arritmias e, consequentemente, paradas cardiorrespiratórias. Lamento profundamente sua morte.

Mas isto só foi um assassinato homofóbico na cabeça dos fraudadores de estatísticas.

De resto, ser chamado de “filho de viado” na escola por ter pais adotivos gays é o mesmo que ser chamado de “filho de baleia” por ter pais gordos. Apenas uma babaquice adolescente que pode resultar em briga como qualquer outro “bullying” inspirado nos traços distintivos de alguém.

Tirar proveito político disso é coisa de vigaristas, ainda mais acusando, de antemão, adolescentes de criminosos. Só acho estranho que Jean Wyllys ainda não tenha achado um pesquisador do HIV nos destroços do avião da Germanwings.

Captura de Tela 2015-03-30 às 14.35.41

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil da Revista Veja em 30/03/2015


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

1 Comentário

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. no caso da queda do avião nos alpes franceses, o J.W não teve como argumentar as bobogens tendenciosas, pois o rapaz além de psicotico comprovado, passava por um momento dificil no relacionamento com a namorada (mulher), é um caso hetero. esse pessoal aposta que o povo é burro. 

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement