Esqueceu a senha?

Japão condena ‘Estado Islâmico’ por morte de jornalista

por Artigo compilado - dom fev 01, 3:39 pm

Credito: EPA
Primeiro-ministro japonês disse que ‘não cederá ao terrorismo’

Enquanto o Japão prometeu aumentar os esforços na luta contra o terrorismo, a Jordânia reagiu à divulgação de um vídeo que supostamente mostra a decapitação de um refém japonês pelo grupo autodenominado “Estado Islâmico” dizendo que faria “todo o possível” para conseguir a libertação de um jordaniano que também está sequestrado.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse que o país “não cederia ao terrorismo” e que ele iria aumentar seu apoio a países que lutam contra o “Estado Islâmico”.

O grupo citou a ajuda japonesa como uma das razões para fazer reféns do país.

O vídeo com a aparente decapitação de Kenji Goto foi divulgado menos de uma semana após a suposta decapitação de outro japonês, Haruna Yukawa.

Goto, de 47 anos, era um respeitado jornalista conhecido por seu trabalho cobrindo o sofrimento de civis em zonas de guerra. Ele foi para a Síria em outubro, supostamente para tentar garantir a libertação de Yukawa.

Credito: Reuters
Jornalista tinha experiência em cobertura de guerras

O vídeo, que tem todas as características dos divulgados anteriormente pelo “Estado Islâmico”, não foi autenticado, mas as autoridades japonesas acreditam que seja genuíno.

A divulgação acelerou os esforços da Jordânia para tentar salvar o piloto Lt Moaz al-Kasasbeh.

Ele foi capturado em dezembro, quando seu avião caiu em uma missão de apoio à colizão contra o “Estado Islâmico” liderada pelos Estados Unidos.

A Jordânia diz que está disposta a trocar um prisioneiro iraquiano pelo refém.

O porta-voz do governo Mohammed al-Momeni disse à agência de notícias oficial Petra que a administração irá fazer “tudo o que puder para salvar a vida e garantir a libertação de seu piloto”.

Credito: AP
Jordânia disse que está disposta a trocar prisioneiro iraquiano por piloto

Ele disse: “Todas as organizações do Estado foram mobilizadas para garantir a prova de vida que precisamos para que ele possa ser liberado e voltar para sua casa.”

Negociação conjunta

Autoridades japonesas vinham trabalhando com a Jordânia para conseguir a libertação de Goto e de al-Kasasbeh.

No sábado, no entanto, eles disseram que as negociações haviam chegado a um impasse.

Para libertar Goto, o “Estado Islâmico” exigia a soltura de um militante iraquiana capturado na Jordânia.

Mas o acordo pode ter sido dificultado pela exigência da Jordânia de que Lt Kasasbeh também fosse libertado.

Os militantes haviam inicialmente exigido um resgate de US$ 200 milhões para os dois reféns japoneses, o mesmo que Abe prometeu em ajuda não militar para países que lutam contra o “Estado Islâmico”.

Extraído do site http://www.bbc.co.uk/portuguese em 01/02/2015


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

5 Comentários

Comentários 1 - 5 de 5Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. É lamentável este ocorrido. 

    1. ah tá … !!!!  você lamenta muito seo “cristão dos peladões” ….

    2. aiiee desculpinha “supralapsariano” … obrigadinha.

  2. ENQUANTO QUE PESSOAS INOCENTES SÃO EXECUTADOS PELO “ESTADO” ISLÂMICO, OS TRAFICANTES BRASILEIROS NA INDONÉSIA SÃO EXECUTADOS JUSTIÇAMENTE PELA LEI DO PAÍS E A DILMA PEDE CLEMENCIA PARA OS CARAS, ELA NÃO VÊ QUE NO RJ HÁ PESSOAS MORRENDO POR BALA PERDIDA, ELA NÃO PEDE POR ELAS?

  3. ESSA DILMA E O PT PARECE O “ADVOGADO DO DIABO” – SÓ DEFENDE CRAPULAS.
    PT – LULA DILMA E GRAÇA FORSTER ACABARAM COM A PETROBRAS …MAIS DE UM BILHÃO DE REAIS DESVIADOS … LARGARAM S.PAULO SEM PROJETOS DE INFRAESTRUTURA OLHA A CRISE HIDRICA ..PSDB ESQUERDA IGUAL PT. LADRÕES !!!!

Comentários 1 - 5 de 5Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement