Esqueceu a senha?

Jesus não sabia a data da sua segunda vinda?

por Artigo compilado - sáb set 30, 8:08 am

MARCOS 13.32 – JESUS NÃO SABIA A DATA DE SUA SEGUNDA VINDA, PORTANTO ELE NÃO É DEUS?

Jesus nesse verso negou ter conhecimento de quando aconteceria a sua segunda vinda, dizendo: “Mas, daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai”. As Testemunhas de Jeová (TJs) argumentam: “Esse não seria o caso se Pai, Filho e Espírito Santo fossem iguais, compreendidos em um só Deus”. A ignorância de Jesus nessa passagem prova que Ele não é Deus Todo-Poderoso porque não é onisciente.

RESPOSTA APOLOGÉTICA: Devemos ser capazes de distinguir entre aquilo que Jesus na ocasião conhecia como Deus (absolutamente tudo), e aquilo que Ele conhecia como homem. Como Deus, Jesus era onisciente (conhecedor de todas as coisas), porém como homem era limitado em seu conhecimento. A situação pode ser assim esquematizada:

JESUS COMO DEUS                                                        JESUS COMO HOMEM

Possuidor de conhecimento ilimitado                            Limitado em conhecimento

Sem crescimento em termos de conhecimento            Crescendo em conhecimento

Conhecia precisamente a ocasião de sua 2ª vinda       Não conhecia a ocasião de sua 2ª vinda

Em Marcos 13.32 Jesus estava falando a partir do ponto de vista de seu lado humano. Em sua humanidade Jesus não era onisciente, mas limitado em entendimento, na mesma intensidade de todos os seres humanos. Se Jesus tivesse falado a partir da perspectiva de sua divindade, não teria dito o mesmo.

Numerosos versos das Escrituras ilustram que Jesus, como Deus, conhece todas as coisas. Por exemplo, Ele sabia precisamente onde estavam os peixes dentro da água (Lc. 5.4-6; Jo. 21.6-11), e conhecia também exatamente qual dos peixes continha a moeda (Mt. 17.27). Ele sabia que o seu amigo Lázaro havia morrido, mesmo não estando num lugar próximo à vizinhança de Lázaro (Jo. 11.11). Ele conhecia também aqueles que o rejeitariam (Jo. 6.64) e aqueles que o seguiriam (Jo. 10.14). Ele conhece o Pai, assim como o Pai o conhece, fato que requer que Jesus tenha a mesma onisciência do Pai (Mt. 11.27; Jo. 7.29; 8.55; 10.15; 17.25).

———————

Texto Base: Resposta às Seitas, Norman L. Geisler e Ron Rhodes, CPAD, 1997.

Texto adaptado e compilado pelo Pr. Edison Miranda da Silva e Maria Candida Alves.

Bibliografia:

“A Importância da Ressurreição de Jesus”, estudo do Pr. Natanael Rinaldi.

Analisando as Traduções da Bíblia, Severino Celestino da Silva, Editora Ideia, 11ª edição, 2014.

“A Ressurreição Corporal de Jesus”, estudo do Pr. Natanael Rinaldi.

Bíblia Apologética, ICP, 2000.

Heresias e Modismos, Pr. Esequias Soares, CPAD, 1ª edição, 2006.

O Livro dos Espíritos, Allan Kardec. Editora Petit, 2ª edição, 2001.

“O Mito do Ano 1914”, estudo do Pr. Natanael Rinaldi.

O Novo Testamento, Haroldo Dutra Dias, FEB, 1ª edição, 2013.

“Por Que Expor os Erros das Seitas”, estudo do Pr. Natanael Rinaldi.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

1 Comentário

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Concordo, mas Ele não sabia das coisas pq era Deus, mas pq era um homem cheio do Espírito Santo Lc 4/18-21! Ele também passava noites orando e com isso conhecia a vontade do Pai. O Espírito Santo revelava a Ele todas as coisas, não sua deidade da qual ele se esvaziou Fl 2/6-8.

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário