Esqueceu a senha?

“João de Deus” – O Perigo do curandeirismo

por Pr. João Flávio Martinez - seg set 03, 10:32 pm

No Brasil existe um homem em Goiás, auto-entitulado “João de Deus”, que alega receber”espíritos” de médicos. As pessoas vão até ele, recebem palavras de conforto, entram em um ambiente tranqüilo e dizem que se sentem melhor. Em alguns casos, ele realiza”cirurgias espirituais”, utilizando instrumentos como bisturis, obviamente fazendo as pessoas sangrarem.

Veja o vídeo aonde ele age como um médico:

Pelo Cógigo penal Brasileiro, será que isto não se encaixa aqui?

Curandeirismo
Art. 284 – Exercer o curandeirismo:
I – prescrevendo, ministrando ou aplicando, habitualmente, qualquer substância;
II – usando gestos, palavras ou qualquer outro meio;
III – fazendo diagnósticos:
Pena – detenção, de seis meses a dois anos.
Parágrafo único – Se o crime é praticado mediante remuneração, o agente fica também sujeito à multa.

E sim, muitas vezes ele realiza diagnósticos. Não seria o caso do Ministério Público averiguar isto, já que pela lei brasileira quem não é médico não pode realizar nenhum tipo de cirurgia ou diagnóstico?

Antes de tudo, gostaria de dizer que respeito a dor das pessoas que procuram “João de Deus”. De certo elas sofrem com suas doenças e muitas estão desenganadas. Mas procurar algo apenas porque é impressionante e mesmo sem evidências científicas não resolve.

Quando crenças religiosas ameaçam a saúde das pessoas, elas devem se tornar objeto de nossa preocupação. E se alguém já veio ou vier à falecer por ter deixado de procurar atendimento médico, por que preferiu procurar João de Deus? E se a pessoa que foi até ele com um efeito placebo se sentir bem na hora, parar de sentir dor e depois a doença voltar mais forte? E se alguém pegar uma infecção, pelo fato dele fazer cortes sem nenhum instrumento esterilizado?

É bom também mostrar como isso explora a boa-fé das pessoas. Criou-se um comércio em torno do desespero e da doença alheia. Sites estrangeiros vendem pacotes para europeus e americanos, que foram desenganados e vão atrás deste curandeiro de Goiás.

O curandeirismo é algo a ser evitado. Deixar alguém que não é médico colocar um bisturi em você ou lhe dar diagnósticos apenas porque essa pessoa tem uma cara boazinha e uma fala mansa pode ser perigoso.

Adaptado do site:

http://www.pesquisapsi.com/linhacetica/article/346/joao-de-deus-cirurgias-espirituais-e-afins


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement