Esqueceu a senha?

Joseph Smith Jr – o falso profeta do mormonismo

por Pr. Natanael Rinaldi - qui jul 31, 11:15 am

Joseph Smith Jr

A expressão bíblica “espírito de profecia” que aparece em Ap.19.10 é reivindicada por dois ilustres líderes. Um deles é uma mulher, chamada Ellen Gould White, conhecida como “a mensageira do Senhor” . É a líder espiritual do adventismo. O outro é Joseph Smith Jr., o fundador do mormonismo. Ambos utilizam-se da expressão bíblica “espírito de profecia” para referir-se a si mesmos como profetas de Deus.

Joseph Smith Jr declara: “Se qualquer pessoa me perguntar se eu sou um profeta, não o negarei, já que estaria mentindo se o fizesse; pois, segundo João, o testemunho de Jesus é o espírito de profecia. Portanto, se declaro ser testemunha ou mestre, e não tenho o espírito de profecia, que é o testemunho de Jesus, sou uma falsa testemunha; porém, se sou um mestre ou testemunha verdadeira, devo ter o espírito de profecia, e isso é o que constitui um profeta” (Ensinamentos do Profeta Joseph Smith, pg.263) – o grifo é nosso.

Joseph Smith, para se colocar como profeta, alega ter tido várias visões. A primeira delas, a mais importante, foi sobre a apostasia geral do cristianismo, quando Jesus lhe advertiu para não se juntar a nenhuma igreja, pois todas estavam erradas e seus credos eram uma abominação à vista de Deus. Foi avisado por Jesus para abrir uma nova igreja a que deu o título pomposo de Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. (A Pérola de Grande Valor, pg.56,57; 3Néfi 27.8).

 

REIVINDICAÇÕES DE JOSEPH SMITH

“Meus inimigos dizem que fui um profeta verdadeiro. Ora, prefiro ser um profeta verdadeiro, caído, do que um falso profeta. Quando um homem sai profetizando e ordena aos seus semelhantes que obedeçam aos seus ensinamentos, ou é verdadeiro ou é falso. Os falsos profetas sempre se levantaram para opor-se aos verdadeiros, profetizando coisas tão parecidas com a verdade que quase enganaram os próprios escolhidos.” (Ensinamentos do Profeta Joseph Smith, edição 1975 – pg. 357, autor Joseph Smith, editora A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias).

Como não existe mormonismo sem Joseph Smith Jr, os adeptos desse grupo religioso chegam ao extremo do fanatismo ao declarar que não há salvação sem ele. Dizem:

“NÃO HÁ SALVAÇÃO SEM ACEITAÇÃO DE JOSEPH SMITH”

 

“Se Joseph Smith foi realmente um profeta, e se disse a verdade ao afirmar que esteve na presença de anjos enviados pelo Senhor, e obteve as chaves da autoridade e o mandamento de novamente organizar a Igreja de Jesus Cristo na Terra, então este conhecimento é de vital importância para o mundo inteiro. Nenhum homem pode rejeitar este testemunho sem incorrer nas mais terríveis consequências, pois não poderá entrar no reino de Deus. Portanto, é dever de todo homem investigar, para que possa avaliar a questão cuidadosamente e conhecer a verdade.” (Doutrinas de Salvação Vol. 01, edição 1987 – pg. 206; autor Joseph Fielding Smith; editora Bookcraft) – grifo nosso.

 

TESTE DE UM PROFETA

No sermão profético de Jesus ele falou sobre o surgimento dos falsos profetas (Mt.24.5,11). Disse mais, que deveríamos estar alerta contra os falsos profetas: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores” (Mt.7:15).

Entretanto, precisamos ter cautela para não difamarmos pessoas que se intitulam profetas sem que tenhamos provas. Jesus falou que pelas nossas palavras seremos justificados ou condenados. É possível testarmos Joseph Smith Jr. para avaliar se ele é ou não um profeta verdadeiro? Certamente que sim e isso podemos fazer pela forma como a Bíblia recomenda.

(Dt.18:20) “Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá.”

(Dt. 18:21-22) “E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o SENHOR não falou? Quando o profeta falar em nome do SENHOR, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o SENHOR não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele.”

 

EXEMPLOS DE PROFECIAS NÃO CUMPRIDAS

1. Envolvimento da Inglaterra na guerra civil americana, o que não se deu:

“Na verdade, assim diz o Senhor concernente às guerras que logo virão, a começar pela rebelião de Carolina do Sul, que eventualmente terminará com a morte e sofrimento de muitas almas; e tempo virá em que as guerras se esparramarão sobre todas as nações a começar deste lugar. Pois eis que os Estados do Sul se dividirão contra os Estados do Norte, e aqueles pedirão auxílio a outras nações, mesmo a Grã- Bretanha, como é chamada, e pedirão auxílio de outras nações a fim de se defenderem contra outras nações, e então as guerras se esparramarão sobre todas as nações” (grifo nosso). (DOUTRINA E CONVÊNIOS, SEÇÃO 87.1-3, edição 1950, p.87, autor Joseph Smith, editora A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias).

NOTA: Não houve interferência da Inglaterra (ou Grã Bretanha) na guerra civil americana e nem envolvimento de outras nações.

 

2. A construção da cidade de Nova Jerusalém que deveria ser construída pela geração de Joseph Smith Jr., assim como o Templo, o que não se deu:

“Uma revelação de Jesus Cristo ao seu servo Joseph Smith Filho e seis élders, quando estes uniram seus corações e ergueram suas vozes ao alto. Sim, a Palavra do Senhor com respeito à sua Igreja, estabelecida nos últimos dias, como que pela boca de seu Profetas, para a restauração do seu povo e para o ajustamento dos seus Santos que permanecerão sobre o Monte Sião, o qual será a cidade Nova Jerusalém. A qual cidade será construída a começar pelo terreno do Templo, que foi designado pelo dedo do Senhor, nos limites ocidentais do estado de Missouri, e dedicado pela mão de Joseph Smith Filho e outros com quem o Senhor se comprazia. Na verdade esta é a Palavra do Senhor, que a cidade Nova Jerusalém seja construída pela congregação dos Santos, começando deste lugar, o lugar do Templo, o qual será erigido nesta geração. Pois na verdade esta geração toda não passará, sem que seja construída uma casa ao Senhor, e uma nuvem descansará sobre ela, a qual será a glória do Senhor que encherá a casa.” (DOUTRINA E CONVÊNIOS, SEÇÃO 84.1-5, edição 1950 – pg. 157, autor Joseph Smith, editora A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias) (grifo nosso).

NOTA: Essa profecia foi publicada no Diário de Discursos (Vol. 9 – pg. 71; Vol. 10 – pg. 344; Vol. 13 – pg. 362) dada a certeza de que esta profecia haveria de cumprir-se durante a geração de 1832, cidades e Templos não foram construídos naquela geração no estado de Missouri. Nada se cumpriu.

 

3. Sião, no Missouri, não poderia cair, nem ser removida de seu lugar:

“E agora Sião prosperará se fizer estas coisas, e se esparramará e se tornará gloriosa, muito grande e muito terrível. E as nações do mundo honrá-lo-ão e dirão: Certamente Sião é a cidade do nosso Deus, e certamente Sião não poderá cair, nem ser removida do seu lugar, pois Deus ali está e a mão do Senhor ali está; E pela força do seu poder ele jurou que seria a salvação e sua torre alta. Portanto, na verdade, assim diz o Senhor, que Sião regozije, pois isto é Sião – O PURO DE CORAÇÃO” (DOUTRINA E CONVÊNIOS SEÇÃO 97.18-21, edição de 1950).

NOTA: Joseph Smith estava em Kirtland, Ohio, quando esta profecia foi feita e não tinha ele conhecimento de que Sião havia sido removida duas semanas antes da assim chamada revelação.

 

4. A data da segunda vinda de Jesus:

“O Presidente Smith então afirmou…. que era a vontade de Deus que os que foram a Sião resolvidos a dar suas vidas, se necessário, seriam ordenados ao ministério, e sairiam para podar a vinha pela última vez, pois a vinda do Senhor estava perto e que o cenário seria desfeito em 56 anos.”(History of Church Vol.02, edição 1978 – pg. 182) – grifo nosso.

NOTA: Basta ao leitor somar 56 anos a 1835, data da revelação, e chegará ao ano de 1891, data final para a vinda de Cristo, o que não ocorreu .

 

  1. Os inimigos de Joseph Smith Jr. seriam destruídos ao procurar matá-lo.

“E assim profetizou José, dizendo: Eis que o Senhor abençoará este vidente; e aqueles que procurarem destruí-lo serão confundidos, porque a promessa que obtive do Senhor sobre o fruto de meus lombos, será cumprida. E eis que tenho a certeza de que esta promessa será cumprida. E seu nome será igual ao meu, e será também chamado pelo nome de seu pai. E ele será semelhante a mim porque aquilo que o Senhor fizer através de sua mão, pelo poder do Senhor, guiará meu povo à Salvação. Sim, assim profetizou José: Certo estou disto, como estou certo da promessa de Moisés: pois que o Senhor me disse: Preservarei tua descendência para sempre” (2NEFI 3.15-16-0 Livro de Mórmon, edição 1981 – pg. 7) – grifo nosso.

NOTA: A profecia não se cumpriu. Joseph Smith foi morto a bala, na prisão de Carthage, Illinois, em 27 de junho de 1844.

 

6. A primeira visão e o sacerdócio:

Joseph Smith declarou ter recebido uma revelação de Jesus em 1832 segundo a qual ninguém poderia ver o Pai celestial sem as ordenanças do sacerdócio. Disse ele: “E sem as suas ordenanças, a autoridade do sacerdócio, o poder de divindade não se manifesta aos homens na carne; Pois, sem isto, nenhum homem pode ver o rosto de Deus, o Pai, e viver.”(D&C 84.21-22, edição de 1950, p. 136).

Ocorre que sua história registra que ele recebeu o sacerdócio em 1829, e em 1820 teve ele sua primeira visão na qual declarou ter visto o Pai e o Filho, ou seja, nove anos antes de ter recebido o sacerdócio. “No dia quinze de maio de 1829 fomos ordenados pela mão desse mensageiro e batizados. Assim que saímos da água, após termos sido batizados, recebemos grandes e gloriosas bênçãos de nosso Pai Celestial. Apenas terminei de batizar Oliver Cowdery, o Espírito Santo desceu sobre ele e ele, pondo-se de pé, profetizou muitas coisas que logo deveriam acontecer. E tão logo fui batizado por ele, também recebi o espírito de profecia e profetizei sobre a edificação desta Igreja e muitas outras coisas ligadas a Igreja e a esta geração dos filhos dos homens. Estávamos cheios do Espírito Santo e regozijamo-nos no Deus de nossa Salvação.”(A Pérola de Grande Valor – edição 1997 -pg. 66-67, autor Joseph Smith Jr., editora A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias) – grifo nosso.

NOTA: Se a revelação fosse verdadeira como poderia ele continuar vivo e ver o Pai e o Filho sem o sacerdócio? O sacerdócio lhe foi outorgado nove anos depois.

Como demonstramos o mormonismo é tão verdadeiro quanto o seu profeta fundador. De ambos pode ser dito: “Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor” (Jr.17.5).


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement