Esqueceu a senha?

Luiz Mott: Homossexuais são eunucos

por Julio Severo - qua nov 27, 9:18 am

“Se o teu órgão sexual o faz pecar, corte-o.”

“Os gays são os eunucos de hoje,” disse Luiz Mott, considerado o pai do movimento homossexual do Brasil.

Em que sentido exatamente eunucos e homossexuais são iguais, de acordo com Mott? Eunucos só desejavam homens?

Eunucos eram homens castrados que trabalhavam nos palácios de alguns países. Daniel, o profeta da Bíblia, havia sido levado jovem ao palácio de Nabucodonor na Babilônia. Ali, ele foi castrado para trabalhar como eunuco.

Talvez entendiam, na época, que um homem castrado estaria menos ocupado com sexo e livre para focar em questões governamentais.

Eunucos eram também usados como guardas de haréns. Era uma função em que eles eram totalmente confiáveis. Eles poderiam ficar próximos das mulheres mais belas, mesmo que estivessem nuas, sem sentir um pingo de atração sexual.

Eunucos não têm sexo nem desejos sexuais. Eles não ocupam seu tempo e mente com interesses sexuais.

Daí, não se sabe por que Mott comparou homossexuais com eunucos. Homens viciados em práticas homossexuais ocupam seu tempo e mente em lascívias anais e fecais. Diferente do eunuco, eles não podem ficar diante de outro homem sem ter pensamentos lascivos. No caso de Mott, ele disse que já fez sexo com mais de 500 homens.

Quase todos os problemas do homossexual viciado giram em torno do seu vício. Se ele fosse eunuco, teria certamente uma vida muito mais tranquila: sem as orgias, com homens gays desconhecidos, em sujos banheiros públicos; sem pornografia; sem as doenças que acompanham o sexo fecal; sem a constante busca de prazeres em bares gay; sem a exposição a riscos em zonas de prostituição homossexual e sem os vícios de álcool e drogas que muitas vezes acompanham os vícios do sexo fecal. E sem o perigo de sofrer agressões e assassinato de amantes homossexuais.

Embora a comparação de Mott seja irreal, é impossível um homem viciado em homossexualismo ser um eunuco? Claro que não.

Tudo o que ele precisaria fazer é uma operação de castração.

Posso ouvir algumas vozes politicamente corretas dizendo: “Ai, que horror! Cortar o sexo? Isso é antiético, é antibíblico, é crime, é insanidade, é animalesco, é selvagem!”

Mas não se ouve a mesma gritaria histérica quando um ativista homossexual, num programa de entrevista, defende tranquilamente que viciados em homossexualismo tenham o direito açucarado de “mudança de sexo.”

Essa mudança envolve muito mais do que só castração. Envolve a mutilação, deformação e perversão dos órgãos sexuais. É um sacrifício em prol da perversão.

Mas sabia que há sacrifícios que podem ser feitos em prol do Reino de Deus? Esses sacrifícios afastam você do pecado e vício de uma perversão específica. Jesus disse:

“E, se a tua mão te fizer tropeçar, corta-a, pois é melhor entrares para a Vida mutilado do que, possuindo as duas mãos, ires para o inferno, onde o fogo que arde jamais arrefece. Naquele lugar, os teus vermes devoradores não morrem, e as chamas nunca se apagam. E, se o teu pé te fizer tropeçar, corta-o, pois é melhor entrares para a Vida aleijado do que, tendo os dois pés, seres lançado no inferno. Onde o teu verme não morre, e o fogo é inextinguível. E ainda, se um dos teus olhos te levar a pecar, arranca-o. É melhor entrares no Reino de Deus com apenas um dos teus olhos do que, possuindo os dois olhos, seres atirado no inferno. Naquele lugar, os teus vermes devoradores não morrem, e as chamas nunca se apagam.” (Marcos 9:43-48 KJA)

“Não se pode fazer isso que Jesus disse. Isso é loucura!” gritam muitos. Gritem isso para os militantes gays que exigem caras operações de mutilação sexual, em prol da perversão, pagas com o dinheiro dos impostos dos trabalhadores brasileiros.

Tirar o órgão sexual como um sacrifício contra o pecado é melhor do que mutilá-lo para mergulhar no pecado. Esse é um conselho útil para os seguidores de Luiz Mott. Se o pai do movimento deles acredita que os viciados em homossexualismo seriam melhores como eunucos, eu só tenho de concordar.

No caso de Mott, o problema é muito mais complexo. Ele tem sido acusado de defender a pedofilia. Há, inclusive, um vídeo indecente produzido por Mott em que ele, quase que abraçado à estátua de um bebê pelado, exalta as “maravilhas” de um museu erótico. Se as acusações contra ele se comprovam, não é caso para castração.

Castração é para quem sente fortes desejos de pecados, mas ainda não chegou a cometer atos de pedofilia ou prostituição. Para o homem que comete estupro contra crianças, a Bíblia prescreve penas pesadas.

Quero deixar claro publicamente que apoio a reivindicação de Mott de que os viciados em homossexualismo tenham o direito de ser eunucos. Melhor isso do que chegar ao ponto de defender e praticar a pedofilia. Só não tenho como pagar as operações de castração, mas convido todos a ajudarem Mott e seus seguidores nessa nobre reivindicação.

Meu conselho então, seguindo a sugestão de Mott de que os homossexuais devem ser eunucos e seguindo a reivindicação de muitos militantes gays que exigem que a população brasileira lhes pague caríssimas operações de mutilação sexual, é a castração.

É um conselho forte porque as consequências são muito mais fortes. Os homossexuais, junto com outros graves pecadores, estão impedidos, por determinação de Deus, de entrar no Reino de Deus:

“Não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem os que se entregam a práticas homossexuais de qualquer espécie, nem ladrões, nem avarentos, nem viciados em álcool ou outras drogas, nem caluniadores, nem estelionatários herdarão o Reino de Deus.” (1 Coríntios 6:9-10 KJA)

Contudo, o próximo versículo deixa claro que algumas pessoas que tinham essas práticas erradas as haviam abandonado. “Assim fostes alguns de vós. Contudo, vós fostes lavados, santificados e justificados em o Nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito Santo do nosso Deus! Nosso corpo é santuário de Deus.” (1 Coríntios 6:11 KJA)

Jesus liberta de todos os pecados. Mas às vezes pode ser necessário algum sacrifício.

Se as pessoas no pecado podem fazer grandes sacrifícios em prol de seu pecado, inclusive mutilação e perversão de seus órgãos sexuais, por que não poderiam seguir a ideia de eunuco sugerida por Mott?

Os avisos de Deus para os homossexuais são que o vício deles lhes fecha a porta para entrar no Reino de Deus.

Em contraste, o eunuco é alvo do carinho especial de Deus:

“…E que nenhum eunuco reclame: ‘Não passo mesmo de uma árvore seca!’ Pois assim afirma o SENHOR: “Aos eunucos que… agirem do modo como me agrada e se apegarem à minha Aliança, a eles darei, dentro de meu templo e dos meus muros, um memorial e um nome melhor do que filhos e filhas, um nome eterno, que não será jamais apagado.” (Isaías 56:3-5 KJA)

Outra versão é ainda mais clara:

“… E um eunuco não deve pensar: ‘Eu não posso ter filhos e por isso não posso pertencer ao povo de Deus.’ Pois o Deus Eterno diz aos eunucos: ‘…façam aquilo que me agrada e sejam fiéis à minha aliança. Se um eunuco fizer isso, eu lhe darei uma coisa melhor do que filhos e filhas. Eu farei com que o seu nome seja escrito no meu templo, e ele fará parte do meu povo para sempre; o seu nome nunca será esquecido.’” (Isaías 56:3-5 BLH)

Daniel é um belo exemplo de eunuco abençoado por Deus! Ele está hoje no Reino de Deus. Na terra, ele viveu, como eunuco — uma vida sóbria, agradável e fiel a Deus.

Mott quer os homossexuais como eunucos, mas os ativistas gays propõem mutilação sexual para pecar mais. A proposta de Jesus é mutilação do órgão para não pecar mais.

Com os órgãos sexuais cortados, os indivíduos que praticam atos homossexuais nunca mais farão propaganda de suas nojentas práticas sexuais anais e fecais. Eles também pararão suas frequentes perseguições aos líderes pró-família que denunciam a nocividade dessas práticas.

Em 2007, a Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) havia apresentado queixa no MPF contra mim por “homofobia”.

A queixa foi feita porque regularmente denuncio a conduta homossexual como imoral, e me oponho às metas do movimento homossexual.

Mott se regozijou então com a notícia. “Estamos todos orgulhosos da ABGLT pela denúncia contra este nosso arquiinimigo Julio Severo”, ele foi citado como declarando numa lista homossexual de emails do Yahoo. “Tomara que ele seja condenado à prisão perpétua em Sodoma e Gomorra”.

Mott é o mais importante promotor da agenda dos “direitos gays” no Brasil e aliado do governo socialista do Brasil. Ele também é um promotor da legalização da pedofilia e pederastia, um fato que eu ajudei a expor internacionalmente anos atrás (veja cobertura em inglês de LifeSiteNews em http://www.lifesite.net/ldn/2007/jul/07073011.html).

A influência de Mott tem sido fundamental para usar a ONU para pressionar o Brasil a criminalizar a “homofobia” — que inclui opiniões contrárias às práticas homossexuais.

Com castração, seus seguidores perderiam interesse na agenda gay, inclusive uma determinação obsessiva de impor a doutrinação homossexual nas crianças de escola.

Tomara que os seguidores de Mott, que ainda não defendem nem praticam a pedofilia, possam cortar seus órgãos sexuais a fim de seguir o excelente exemplo de Daniel! O caminho está aberto, com a bênção de Jesus, que disse (parafraseando):

“E, se o teu órgão sexual te fizer tropeçar, corta-o, pois é melhor entrares para a Vida mutilado do que, possuindo o órgão sexual, ires para o inferno, onde o fogo que arde jamais arrefece. Naquele lugar, os teus vermes devoradores não morrem, e as chamas nunca se apagam.” (Marcos 9:43-44 KJA)

Versão em inglês deste artigo: Luiz Mott: Homosexuals Are Eunuchs

Versão em espanhol deste artigo: Luiz Mott: Los homosexuales son eunucos

Fonte: www.juliosevero.com


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

4 Comentários

Comentários 1 - 4 de 4Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Em Marcos 9:43-44 Jesus quer explicar “dás certezas” do pecado em que não houve ou não há arrependimento e persiste isso pela vida até que terá sérias implicações espirituais de perder a alma e ir para o inferno, isso é fato, por isso Ele disse “seria melhor” que cortasse mão, pé, olho …
    Vide João 18:26 – Jesus colou a orelha de Malco, a qual Pedro havia cortado com uma espada.
    Se Jesus fosse a favor de “mutilação” Ele teria colado a orelha do rapaz??
    É tudo bobagem que essa bicha velha do L.M está falando.

  2. Essa mesma prática poderia ser usada para os adeptos das relações extraconjugais? E quanto aos fofoqueiros,  e aqueles que gostam de julgar os irmãos condenando-os, cortar-lhe-iam as línguas? Não seja tolo, Jesus se referiu ao abandono do pecado, não em mutilação propriamente. 

    1. david, está tentando embolar o meio de campo ? eu sei que Jesus referia-se ao abandono de pecado. e só chamar de “tolo” você é alvo de séria disciplina “E qualquer que o chamar de idiota estará sujeito ao fogo do inferno.” mt 5:22 – abre olho meia pataca.

  3. Um eunuco (Mt 19,12) da rainha Candace (At 8, 26-40) pediu para estudar a bíblia e ser batizado. Mesmo tendo sofrido tamanha violência de ter sido castrado, Deus não o repudiou. Deus envia um anjo para que Felipe possa ajudá-lo. Deus não odeia ninguém, aceita a todos como seus filhos.

Comentários 1 - 4 de 4Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement