Esqueceu a senha?

Malafaia chama PSOL de “partidinho medíocre”

por Artigo compilado - qua jul 09, 1:04 am

Pastor_Silas_Malafaiaento

No último domingo o pastor Silas Malafaia, presidente da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, respondeu às críticas feitas por integrantes do PSOL sobre sua participação na possível candidatura do pastor Jefferson Barros pelo partido.

Jefferson Barros teria sido indicado pelo líder da ADVEC para concorrer a uma vaga na Câmara Federal pelo Estado do Rio de Janeiro. O deputado federal Jean Wyllys, também do PSOL no Rio de Janeiro, acusa Barros de ser um militante infiltrado de Silas Malafaia para impedir a sua reeleição.

Wyllys avisou ao PSOL que não se candidatará a deputado federal caso o partido autorize a candidatura de Barros. A crise no Partido Socialismo e Liberdade do Rio de Janeiro se agravou com a manifestação de apoio dos deputados Chico Alencar e Marcelo Freixo a Wyllys e dos vereadores Eliomar Coelho e Renato Cinco.

Os parlamentares chegaram a publicar uma nota acusando Jefferson de ser homofóbico e chamando o pastor assembleiano de “principal liderança do fundamentalismo homofóbico brasileiro”.

Na nota os integrantes do partido também afirmam que os “motivos do questionamento à pré-candidatura do cidadão Jefferson Barros são vários e não têm nada a ver com a sua religião ou com sua condição de pastor”.

O líder da ADVEC usou sua conta no Twitter para responder a provocação do que ele chama de “partidinho medíocre”. De forma irônica Malafaia diz que “é muita honra” ser citado na nota publicada pelos integrantes do partido.

Silas também lembrou as origens do partido, criticando a militância e lembrando que um dos fundadores do partido é considerado terrorista: “Me chamaram de fundamentalista homofóbico. Tenho fundamentos, sou à favor da família e eles da prostituição; sou contra as drogas, eles a apoiam. O PSOL tem como um dos seus membros fundadores um terrorista assassino italiano, eu tenho Jesus”, disse Malafaia.

O pastor também lembrou que a liberdade de expressão permite que ele seja contra a prática homossexual e que Jean Wyllys já tentou processá-lo em outras ocasiões devido suas opiniões.

“Me chamam de homofóbico porque não suportam a liberdade de expressão. O deputado gay já tentou de forma inescrupulosa me processar… Não arrumou nada. O ativismo gay, de forma mentirosa, tentou me processar por homofobia, o juiz federal deu uma aula de liberdade expressão”, disse Malafaia.

Responsável pela filiação do pastor Jefferson ao PSOL, Janira Rocha quer que os parlamentares provem a acusação. No sábado, Janira e Jeferson Barros estiveram juntos na Marcha para Jesus, organizada pelo pastor Silas Malafaia no Rio.

Extraído do site gospelprime em 09/07/2014


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

10 Comentários

Comentários 1 - 10 de 10Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Se é “partidinho mediocre” então porque tentaram filiar-se?esse negócio de cristão,crente,evangélico entrar na politica é uma faca de dois gumes. S.Paulo tentou entrar no parlamento romano do império para de lá proteger os cristãos?

    1. se construtivo não destrutivo, contribui pela verdade não pela mentira

    2. Josué, este seu “versículo” está em qual parte da Bíblia ? 

  2. alguém poderá dizer : ” – ah estamos num mundo globalizado, então crente tem que ser politico.”
    então, aguenta as criticas também, e não se faça de vitima e de “perseguido”. 
    “…eu tenho Jesus”, disse Malafaia” 
    Jesus está onde dois ou três reunidos em seu Nome. na politica?!

  3. Dê a Cesar o que é de Cesar ! mas não disse : ” seja um dos Cesares ”
    cristão na politica é a mesma cousa que descer por uma chaminé até a lareira. entra limpo e saí sujo. tem uns que entra sujo e saí mais sujo ainda.
    EM NENHUM LUGAR DA PALAVRA DIZ PARA CRENTE SER POLITICO.

    1. Jcp, eu me lembro de um pastor aqui de MG que dizia que política era coisa do diabo, que o Lula era do diabo, que o Collor era de Deus…depois ele entrou para a política também, o resto, nem quero falar, dá nojo…

  4. Nos dias de hoje não da pra se envolver com politica.

  5. Para mim, o que suja o PSOL é justamente o Jean Wyllys, de sobra, é um partido muito mais integro que muita igreja por aí. No mais, concordo com tudo que o Jcp afirmou acima.

    1. O Psol já é uma contradição no próprio nome. “Partido Socialismo e Liberdade”. Ou é socialismo ou é liberdade. Dizer que esse partido é íntegro é entregar o atestado de ignorância. 

  6. PSOL Parece ter uma Postura Anticristã.o PSOL defende ideias Contrarias ao Cristianismo.

Comentários 1 - 10 de 10Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement