Esqueceu a senha?

Mateus 28.19 não se encontra nos originais?

por Pr. João Flávio Martinez - dom ago 16, 2:00 pm

O DIDAQUÊ , ou o Ensino dos Doze Apóstolos, que apareceu por volta do ano 110, afirma: Quanto ao batismo, procedam assim: depois de ditas todas essas coisas, batizem em água corrente, em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo”. E mais adiante declara: “Na falta de uma outra, derrame três vezes água sobre a cabeça, em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo”

JUSTINO MÁRTIR, escrevendo no ano 165, afirma que com relação aos novos convertidos “são trazidos a um lugar onde existe água, e recebem de nós o batismo nas águas, em nome do Pai, Senhor do Universo, e de nosso Salvador Jesus Cristo e do Espírito Santo”.

IRINEU, cristão do ano 190, escreveu o seguinte: “Temos recebido o batismo… em nome de Deus, o Pai, em nome de Jesus Cristo, o Filho de Deus que se encarnou e morreu e ressuscitou dos mortos e em nome do Espirito Santo de Deus” (citado por J. N. D. Kelly in “Early Christian Doctrines”, N.Y., Harper & Row, 1958, p. 193).

QUATRO PROVAS IRREFUTÁVEIS DA COMPROVAÇÃO DE AUTENTICIDADE DE MATEUS 28.19

1) Em todas as versões bíblicas existentes tem esse texto.

2) Até na versão herética das tjs (que excluiu e modificou vários textos bíblicos), tem esse texto.

3) O Didaquê (o documento de registro histórico da igreja mais antigo) tem essa ordem

4) Os Pais da Igreja (dos quais os mostrados no vídeo, viveram com os apóstolos ou viram os originais) confirmam esse mandamento. Como poderiam fazer se não estivesse no original (chamado autógrafo) de Mateus? (Resumo: Eduardo França)


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário