- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Microchip no seu corpo

MAIS DE 20% DOS ALEMÃES AFIRMAM ACEITAR UM MICROCHIP EM SEUS CORPOS  [1]

Pesquisa feita pela Associação Alemã das Empresas de Informação, Telecomunicação e Novas Mídias (Bitkom) revela que 23% dos moradores do país topam ter um microchip inserido no próprio corpo, contanto que isso traga benefícios concretos a eles. O levantamento, realizado com cerca de mil pessoas de várias cidades, foi divulgado na feira de tecnologia Cebit, que vai até o próximo sábado (7), em Hannover.

A pesquisa tem como objetivo mostrar que a divisão entre vida real e vida digital é cada vez mais estreita. O tema da Cebit neste ano é “Connected Worlds” (“Mundos Conectados”). “Esse é um grande exemplo de quão longe as pessoas querem que as redes cheguem”, disse o presidente da Bitkom, August-Wilhelm Scheer.

Pesquisa semelhante feita no final de 2006, na Inglaterra, mostrava que um em cada vinte adultos se dizia disposto a usar um microchip no corpo para evitar o uso de cartões de crédito ou dinheiro vivo nas compras. O estudo, promovido pelo Instituto Britânico para o Estudo do Setor da Alimentação (IGD), mostrava ainda que a proporção aumentava para um em dez quando o público entrevistado era composto por adolescentes.

NOTA:
 Antes que alguém pergunte, não, não acredito que o microchip seja o “número da besta” (pelo menos não nos padrões atuais). Pelo relato bíblico (Apocalipse, 13), o famigerado número que permitirá àquele que o usar “comprar, vender e fazer negócios” será colocado conscientemente, isto é, por pessoas que sabem o que estão fazendo; e no contexto bíblico, isto significa aceitar a autoridade da “besta” (“animal”), ou um sistema global, ou uma pessoa que simbolize este sistema, que é antagônico a Deus. O simples fato de se colocar um microchip poderá ser pior à privacidade individual, mas duvido que seja “a marca da besta”, posto que muitos – apesar de completamente secularizados -, o estarão colocando por motivos econômicos e práticos, e não religiosos/dogmáticos.

Em Cristo Jesus, Pr. Artur Eduardo

Fonte: O Galileu

[2] [3]Compartilhar [4]