Esqueceu a senha?

Moonismo

por Artigo compilado - sáb set 08, 12:36 pm

Recentemente a mídia esteve a divulgar algumas atividades que a seita do Reverendo Moon está realizando no Brasil. Conhecida também como Igreja da Unificação, esta próspera seita adquiriu em 1994 uma grande fazenda no estado do Mato Grosso do Sul, chamada de Fazenda Nova Esperança. A fazenda tem uma excelente infra-estrutura, e lá são realizados seminários, nos quais os seguidores “aprendem” sobre a importância de se conhecer a “verdade”.

Mas o que prega e o que é esta seita? Este estudo visa esclarecer alguns pontos acerca disso, e verificar se a doutrina e os costumes da “Igreja da Unificação” estão baseados na Bíblia.

ALGUMAS CARACTERÍSTICAS:

A seita foi fundada pelo Rev. Sun Myung Moon, em 1954. A “igreja” de Moon tem como base de doutrina o livro “Princípio Divino”, escrito pelo próprio Reverendo, o qual é o líder internacional da seita. Moon sempre esteve presente em manchetes de Jornal pelo mundo afora, sempre devido a escândalos, como por exemplo quando foi preso nos EUA, por sonegação fiscal (a pena terminou em 1985).

Moon é às vezes chamado de Senhor do Segundo Advento por seus seguidores. O Senhor do Segundo Advento é a pessoa que irá completar a missão de Jesus, a qual foi incompleta. Os seguidores são chamados freqüentemente de Moonies.

A Seita também é chamada de A Igreja da Unificação, ou Associação das Famílias para a Unificação e a Paz Mundial.

HISTÓRIA:

Nascido na Coréia do Norte, em 1920, Moon reivindica ter tido uma visão de Jesus em 1936 na manhã de Páscoa. Nesta visão, Jesus lhe disse “para restaurar o reino perfeito de Deus ” ou seja, que Moon seria o que “completaria a salvação dos homens, sendo a segunda vinda de Cristo”. Esta primeira visão foi seguida por comunicações com ” Moisés, Buda, e outros”

Em 1946, Moon estabeleceu sua primeira igreja, a Broad Sea Church. Estudou também com “Paik Moon Kim, um messias auto-proclamado”. Alguns ensinos de Kim, junto com “o elemento forte do messianismo encontrado na religião coreana foram emprestados por Moon, que citou Chung Kam Nok, um texto de uma seita do décimo quinto ou décimo sexto século, para suportar a reivindicação que o messias viria da Coréia ”

O nome da igreja foi mudado em 1954 para Igreja da Unificação. Moon mover-se-ia para América em 1959 onde estabeleceu suas matrizes internacionais. Em 1965 um dos eventos mais interessantes da vida de Moon ocorreram. Teve um encontro com famoso Espírita-Médium Arthur Ford. Nesta sessão espírita, foi-lhe dada a informação por Fletcher, guia do espírito de Ford, a respeito de seu destino como um líder espiritual. Estiveram presentes neste serimonialismo oculto, Ford, Moon, Bo Hi Pak (um líder na Igreja da Unificação), assim como a senhora Kim, intérprete de Moon.

Depois que Ford entrou em um transe, Pak perguntou, “Poderia você perguntar-lhe qual é a relação entre a nova era e a missão de nosso líder aqui hoje? ” Fletcher respondeu, “ele é um dos que serão o instrumento humano através de quem o Professor do Mundo poderá falar… O Jesus da Galiléia não retornará, não é necessário. O Cristo que se manifestou através dele é o eterno, e ele manifestar-se-á outra vez. Mas uma coisa importante que devemos recordar é que quando Deus quer fazer uma revelação tem que escolher um instrumento humano…. estou falando, mais especificamente de Sun Myung Moon. Eu tenho falado para um grupo de pessoas aqui. Este grupo parece cercá-lo. E o poder que flui através dele, a inteligência, não é apenas um grupo, mas é um grande grupo de pessoas. E vêm todos para se alimentar de sua inspiração e de seu conhecimento, da fonte, a qual parece ser derramada simbolicamente em um poço e de maneira simbólica este poço vem a ser Sun Myung Moon.”

Fletcher, tendo relatado a revelação, foi questionado por Pak, “você está falando da Nova Revelação; isso significa que você está se referindo ao Princípio Divino escrito por Sun Myung Moon? ” Fletcher respondeu, ” que é em parte sobre isso, sim, mas Sun Myung Moon não esgotou as capacidades da mente divina. Ele é, e ao longo de sua vida será um canal para a revelação “. Devido aos muitos encontros de Moon com o reino do espiritismo, suas doutrinas são extremamente anti-cristãs.

Em 1972, a Igreja da Unificação compra por $85.000 uma propriedade perto de Tarrytown, Nova Iorque, como um centro de treinamento. A igreja compra uma propriedade por $620.000 para servir como residência para Moon, o Reverendo, que adquiriu um visto permanente de residência”. A Igreja da Unificação é uma das seitas mais ricas na América hoje.

A Igreja da Unificação ligou-se a uma variedade de organizações associadas. Entre estas estão The American Freedom Coalition, Collegiate Association for the Research of Principles (CARP), CAUSA USA, American Leadership Conferences, American Constitution Committee, National Committee Against Religions Bigotry and Racism, Conservative Action Foundation, National Council for Church and Social Action, The Washington Times Corporation, World Media Association, U.S. Property Development Corporation, Atlanta Video, Happy World Inc. assim como numerosas outras. DOUTRINA:

TRINDADE: Young Oon Kim, professor de Teologia Sistemática do Seminário Teológico da Unificação, declarou, que “a teologia da unificação começa com o fato da polaridade como o indício principal para compreender a natureza essencial de Deus. Por isso não é fundamental defender a doutrina da trindade dos credos do quarto século. (Unification Theology, p. 53).

DEUS PAI: “A teologia da unificação declara que Deus tem qualidades masculinas e femininas, baseada no fato da polaridade universal… No século dezenove a crença no Deus Pai-Mãe provocou um grande número de críticas. Quando Mary Baker Eddy, que descobriu a Ciência Cristã, disse que Deus tinha ambas as qualidades (masculina e feminina), foi muitas vezes chamada de herege.”

Tendo dito isto, Kim prossegue citando as semelhanças entre a teologia da Igreja da Unificação no que se refere a Deus Pai, e o conceito de deidade de I Ching, do Confucionismo, do Taoismo e a adoração hinduista a Deusa Mãe. Ele então escreve: “Deste modo, Deus tem de ter uma existência polar. Isto é, Ele tem de possuir uma natureza entre a masculina e a feminina, o que é perfeitamente expressado e completamente harmonizado em Sua natureza. A doutrina da polaridade divina defendida pela Igreja da Unificação deve ser vista não como uma novidade excêntrica, mas sim como a reafirmação de uma convincente teologia racional.”

DEUS FILHO: Assim como acontece com todos os grupos não cristãos, a Igreja da Unificação nega a completa deidade de Jesus. No livro Princípio Divino, temos a seguinte explicação: “Da mesma maneira, Jesus, sendo um só corpo com Deus, pode ser chamado de segundo Deus (imagem de Deus), mas de modo algum pode ser o próprio Deus.” (p. 151). Eles afirmam que o propósito real da vinda de Jesus era de estabelecer o reino de Deus. Assim, Jesus deveria casar-se com uma mulher perfeita e tendo com esta um filho perfeito. No entanto, Jesus foi crucificado antes de concluir isto. Assim, ele só é capaz de prover uma salvação parcial. A salvação completa foi deixada para o próximo Adão, ou Senhor do Segundo Advento.

Estas idéias são explicadas nos seguintes termos:

Jesus não pôde realizar a finalidade da providência da salvação física porque seu corpo foi invadido por Satanás. Contudo, ele conseguiu estabelecer a base para a salvação espiritual formando um fundamento triunfante para a ressurreição através da redenção pelo sangue na cruz. Por isto, todos os santos, desde a ressurreição de Jesus até o dia de hoje, só desfrutaram do benefício da providência da salvação espiritual. A salvação através da redenção pela cruz só é espiritual. Até mesmo em devotos homens de fé ainda resta na carne o pecado original, que é continuamente transmitido de geração a geração. Por isto, quanto mais devoto se torne um santo em sua fé, tanto mais severa se torna sua luta contra o pecado. Assim, Cristo deve vir novamente à Terra para realizar a finalidade da providência da salvação tanto física quanto espiritual, pela redenção do pecado original, que não foi liquidado nem mesmo pela cruz.” (p. 107)

O ESPÍRITO SANTO: De acordo com Kim, “na Igreja da Unificação o ponto principal é que o Espírito Santo não é uma entidade separada, ou uma existência separada de Deus Pai. O Espírito Santo simplesmente refere-se à atividade redentiva de Deus”. Além disso, afirmam que o Espírito Santo “…é citado como feminino, masculino e impessoal. …Assim como Deus, o Espírito Santo é invisível e incorporal – uma luz brilhante ou um campo magnético de energia.” (Unification Theology, pp. 201-202)

O DESTINO DOS HOMENS: De acordo com a teologia do Moonismo, o destino final dos homens é serem casados e terem uma família perfeita. Isso porém não pode atualmente se realizar por que Jesus falhou, e assim não executou a salvação completa. No Entanto, como comenta Bjornstad, “uma Nova Era teve início em 1960: ‘Naquele tempo, a profecia sobre as bodas do cordeiro, que se encontra no capítulo 19 de Apocalipse, cumpriu-se. Assim, o Senhor do Segundo Advento e Sua Esposa tornaram-se os Verdadeiros Pais dos homens” (1960 happens to be the year in which Rev. Moon married his wife Hak-Ja Han). Este messias irá estabelecer a família perfeita, tarefa esta Jesus conca completou. Outras famílias perfeitas serão formadas, as quais irão formar uma sociedade perfeita que se expandirá por todo do mundo.” (The Moon Is Not The Son, pp. 62-63).

Através dos casamentos em massa realizados pelo Reverendo Moon, parte deste destino está se cumprindo. Estes casamentos são anunciados em publicações, como o Jornal de Wall Street, pelo fato de suas proporções. “mais de 25.000 casamentos de 120 países ocorrerão como santos matrimônios amanhã, realizados pelo Rev. Moon. Com isto, será quebrado o recorde anterior, também alcançado pelo Ver. Moon, quando em setembro de 1988 ocorreram 6.515 casamentos, abrangendo 83 países, ocorreram nas proximidades de Seul.” (24 de agosto de 1992, p. A-1).OUTRAS DOUTRINAS:

Moon recentemente se auto proclamou como o Senhor do Segundo Advento, Salvador e Messias.

O Livro Princípio Divino é tido como a maior obra teológica da Igreja da Unificação. Entretanto, nele está contida somente parte da nova verdade. Revelações mais profundas da verdade virão com o passar do tempo.

CONTESTAÇÃO BÍBLICA:

1) A Trindade é bíblica, e não uma doutrina que começou a existir no quarto século. Há somente um Deus (Isaías 44:6-8, 45:22, 1Coríntios 8:4). O Pai é Deus (Filipenses 2:11, 2 Pedro 1:17), O Filho é Deus (João 1:1, 10:32, Apocalípse. 1:8), O Espírito Santo é Deus, e é pessoal (João 16:13-14, Atos 5:3-4, 13:2).

2) Jesus não falhou em sua missão. A crucificação não foi um erro!

“Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer.”
João 17:4

“Perguntou-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Respondeu Jesus: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.”
João 18:37

“Então Jesus, depois de ter tomado o vinagre, disse: está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.”
João 19:30

“fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus.”
Hebreus 12:2

“Mas Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado que o seu Cristo havia de padecer.”
Atos 3:18

3) Temos salvação somente em Jesus, não em um outro messias ou “Senhor do Segundo Advento”:

“Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.”
Mateus 7:15

“Porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão sinais e prodígios para enganar, se possível, até os escolhidos.”
Marcos 13:22

“E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos.”
Atos 4:12

“E o testemunho é este: Que Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida.”
1Jo 5:11-12

Assim, podemos verificar que a doutrina da Igreja da Unificação é anti-bíblica. É na verdade uma miscelanea de doutrinas emprestadas do Budismo, Espiritismo, Hinduísmo mixadas com um falso cristianismo. A Seita também tem características semelhantes às demais, como Testemunhas de Jeová, e mórmons, onde o indivíduo que nela ingressa, é “doutrinado” de forma a “deduzir” as “verdades” pregadas pela seita.

Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema. Como antes temos dito, assim agora novamente o digo: Se alguém vos pregar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Gl 1:8-9

  • Comentários desativados
  • 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos)
    Loading ... Loading ...
  • 1284 views
  • Print

Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement