Esqueceu a senha?

Mormonismo – assuntos a serem esclarecidos

por Pr. Natanael Rinaldi - qui dez 25, 1:22 pm

mormo 52166c6465cf6.preview-620

Respondendo a um ouvinte mórmon no programa de rádio Consultado a Bíblia, o Pr. Natanael Rinaldi esclareceu que o Jesus dos mórmons não é o Jesus da Bíblia, considerando o que os mórmons ensinam sobre Jesus:

 

  1. Que Jesus é irmão de Lúcifer

“A posição de Cristo como Salvador do mundo é rejeitada por um dos outros filhos de Deus. Ele era chamado Lúcifer… este espírito irmão de Jesus tentou inutilmente tornar-se o Salvador da humanidade” (The Gospel Throught the Ages, edição 1945 – pg. 15).

RESPOSTA:

Jesus é Criador e não criatura: Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse” (Cl. 1.16-19).

 

  1. Que Jesus não foi gerado pelo Espírito Santo.

“Quando a Virgem Maria concebeu o menino Jesus, o Pai o havia gerado à sua própria semelhança. Ele não foi gerado pelo Espírito Santo… Jesus, o nosso irmão mais velho, foi gerado na carne pelo mesmo personagem que estava no Jardim do Éden, e que é nosso Pai Celestial”.

RESPOSTA:

Esse é um ensino que separa o mormonismo do Cristianismo histórico. Como lemos em Doutrina e Convênios 130.22, o Pai tem um corpo de carne e ossos tão tangível quanto o nosso e o nascimento de Jesus foi o resultado do relacionamento sexual de Deus, o Pai, com a virgem Maria.

 

  1. Que Jesus era casado e polígamo

“Jesus Cristo foi casado em Caná da Galileia, com Maria, Marta, e outras foram suas mulheres e ele gerou filhos …o grande Messias, que foi o fundador do Cristianismo, foi um polígamo…” (Journal of Discourses Vol. 02 – pg. 21).

RESPOSTA:

“E disse: Portanto deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne. Assim, não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou, não o separe o homem” (Mt. 19.5-6).

 

  1. Que o relacionamento íntimo com Jesus é perigoso

O relacionamento pessoal com Jesus é “impróprio e perigoso” (Bruce McConkie, Church News, 20/03/1982, p.5).

RESPOSTA:

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gálatas 2.20).

 

  1. Que Jesus Não Deve Ser Adorado

O Élder Bruce R. McConKie declarou: “Adoramos o Pai, unicamente ele e a ninguém mais.

RESPOSTA:

Contraditoriamente, porém, o Livro de Mórmon afirma que Jesus é adorado. “Hosana! Bendito seja o nome do Deus Altíssimo! E lançaram-se aos pés de Jesus e adoraram-no” (3Néfi 11.17). “E todos eles, tanto os que haviam sido curados como os que eram sãos, prostraram-se a seus pés e adoraram-no” (3Néfi 17.10).

E, no céu, Jesus é ainda adorado: “E outra vez introduz no mundo o primogênito, diz: e todos os anjos de Deus o adorem” (Hebreus 1.6). “Que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações da graças. E ouvi toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e todas as coisas que neles há, dizer: ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas ações de graças, e honra, e glória” (Ap. 5.12-13).

 

  1. Que Jesus não é o único Salvador. É preciso aceitar Joseph Smith

“Se Joseph Smith foi realmente um profeta, e se disse a verdade ao afirmar que esteve na presença de anjos enviados pelo Senhor, e obteve as chaves da autoridade e o mandamento de novamente organizar a Igreja de Jesus Cristo na Terra, então este conhecimento é de vital importância para o mundo inteiro. Nenhum homem pode rejeitar este testemunho sem incorrer nas mais terríveis consequências, pois não poderá entrar no reino de Deus. Portanto, é dever de todo homem investigar, para que possa avaliar a questão cuidadosamente e conhecer a verdade” (Doutrinas de Salvação, Vol. 01, edição 1987, pg. 206; autor Joseph Fielding Smith; editora Bookcraft – grifo nosso).

RESPOSTA:

A Bíblia declara que a salvação é obra exclusiva de Jesus Cristo e mais ninguém: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (At. 4.12). “Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai” (Fp. 2.9-11).

 

  1. Que a expiação de pecados nefastos só se consegue pelo próprio sangue

Eis o que disse Brighan Young: “Não há um homem ou uma mulher que quebre a aliança feita com Deus, que não seja requerido a pagar o preço. O sangue de Cristo nunca o limpará, o seu próprio sangue terá de expiar por ele”.

RESPOSTA:

“No dia seguinte João viu a Jesus que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (Jo. 1.29).

“Mas se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” (IJoão 1.7-9).

 

  1. Que Jesus tinha um avô

“De modo que, se Jesus teve um Pai, o que nos impede de crer que o Pai também teve um Pai? Desprezo a ideia de ficar atemorizado por causa desta doutrina, porque a bíblia dela está repleta” (“Ensinamentos do Profeta Joseph Smith, edição 1975, pg. 365, autor Joseph Smith, Editora A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias).

RESPOSTA:

“Vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá” (Is. 43.10). “Porventura há outro Deus fora de mim? Não, não há outra rocha que eu conheça” (Isaías 44.8).

Pode uma igreja ensinar sobre Jesus o que a Igreja Mórmon ensina, e ser considerada uma igreja verdadeira, como você (ouvinte mórmon) pretende fazer crer? Lembre-se do que está escrito em Romanos 3.4: “sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso; como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras, E venças quando fores julgado”.

Confesso que meus sentimentos para com você (ouvinte mórmon) são os mesmos do apóstolo Paulo quando escreveu 2Co. 11.3-4: “Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo. Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis”.

 

Diz em seguida o ouvinte mórmon: “Nada temos contra as outras religiões, e não as combatemos, pois como diz nossa doutrina: Pretendemos o privilégio de adorar a Deus Todo-Poderoso de acordo com os ditames da nossa própria consciência; e concedemos a todos os homens o mesmo privilégio, deixando-os adorar como, onde ou o que desejarem. Assim, se alguma igreja tiver qualquer coisa virtuosa, amável, de boa fama ou louvável, nós a procuraremos”

RESPOSTA:

Permita-me discordar de suas declarações que, são, aliás, muito simpáticas e atraentes. Mas, entendo que você deve ter conhecimento de como se deu a origem da Igreja Mórmon, ou não? Como Joseph Smith Jr. explica a fundação da igreja mórmon? Nada mais do que usando o nome de Jesus para justificar seu ataque furibundo contra as igrejas evangélicas existentes em sua época:

“Foi na manhã de um belo e claro dia, no início da primavera de 1820. Era a primeira vez na vida que fazia tal tentativa, pois em meio a todas as ansiedades que tivera, jamais havia experimentado orar em voz alta. Meu objetivo ao dirigir-me ao Senhor era saber qual de todas as seitas estava certa, a fim de saber a qual me unir. Portanto, tão logo me controlei o suficiente para poder falar, perguntei aos Personagens que estavam na luz acima de mim qual de todas as seitas estava certa (pois até aquele momento jamais me ocorrera que todas estivessem erradas) e a qual me unir. Foi me respondido que não me unisse a qualquer delas, pois estavam todas erradas; e o Personagem que se dirigia a mim disse que todos os seus credos eram abominação a sua vista; que aqueles religiosos eram todos corruptos; que eles se aproximam de mim com os lábios, mas seu coração está longe de mim; ensinam como doutrina os mandamentos de homens, tendo aparência de religiosidade, mas negam o seu poder. Novamente me proibiu que me unisse a qualquer uma delas” (A Pérola de Grande Valor, 1997, p. 53-54).

RESPOSTA:

Como não lembrar das promessas de Jesus quanto à sua Igreja? A promessa de Jesus de que as portas do inferno não prevaleceriam contra a sua igreja: “…edificarei, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt. 16.18). Prometeu ainda que, quando estivessem dois ou três reunidos em seu nome, ele estaria presente (Mt. 18.20); disse também que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos (Mt. 28.20); e que suas palavras não passariam, isto é, não deixariam de cumprir-se (Mt. 24.35).

Como justificar a alegada apostasia geral apontada por Joseph Smith, frente à promessa de Jesus de não permitir que isso acontecesse? Deve-se ter presente ainda a declaração de Paulo em ICoríntios 3.11: “Porque ninguém pode por fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo”. Se Jesus é o fundamento, poderia tal fundamento cair?

 

PARADOXAL

Desde que admitem que a igreja de Jesus foi restaurada por eles, os mórmons ensinam: “A missão da verdadeira igreja, sob a inspiração e orientação divina é a de reunir numa igreja todas as verdades que são encontradas em todas as outras igrejas cristãs, bem como aquelas que não foram percebidas ou que pescas, e eliminar todos os erros e doutrinas feitas pe!os homens. Isto foi o que o Senhor fez ao restaurar a sua Igreja à terra através da instrumentalidade do Profeta Joseph Smith” (Uma Obra maravilhosa e um Assombro, edição 1966, pg. 26; autor LeGrand Richards; editora A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias – grifo nosso).

Ora Joseph Smith Jr alegou, para justificar a apostasia geral da igreja, que, Jesus lhe declarara “todos os seus credos eram abominação a sua vista; que aqueles religiosos eram todos corruptos; que eles se aproximam de mim com os lábios, mas seu coração está longe de mim; ensinam como doutrina os mandamentos de homens”. Se todos os credos eram abomináveis e os ensinos eram mandamentos de homens, como poderia fundar-se uma igreja verdadeira com o propósito de juntar todas as verdades que são encontradas em todas as igrejas cristãs, se não havia nada que se aproveitasse, considerando que todas estavam erradas?


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

9 Comentários

Comentários 1 - 9 de 9Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. A bíblia que vc tanto defende foi modificado centenas de vezes por interesses políticos e sujos do homem…então ela não é garantia de verdade no mundo de hj, e alem dos quatro evangelhos outros 76 foram escritos e excluídos no concilio de Niceia pois muitos falavam apenas do Jesus homem comum

  2. As provas do livro de Mórmon, existem sim e muitas delas ja foram confirmadas por arqueologistas. Eu acredito na biblia e nunca questionei em cima de provas concretas. Apenas pela minha fé em ler as palavras de Deus.Bendito aquele que acredita sem ver. Vejo onde se pegam para perseguir,busque

  3. maria, o livro mormon NÃO TEM provas ou evidências arqueologicas, por exemplo onde está as “placas de ouro” que o tal “anjo moroni” entregou a Smith ? e também falar que os indios americanos eram tribos israelitas também é um absurdo. refugo e refuto seu livro em galatas 1:8

    1. JCP te pergunto onde esta a arca da aliança? muitos afirmam terem subido aos céus, assim as placas de ouro foram levadas pelo anjo Moroni. Vc precisa de provas pra acreditar na biblia? eu não preciso, o espirito me revela e a muitos, assim como o livro de mormon,Vc é um São tomé?

  4. Triste! Site feito por pessoas que perderam seu tempo buscando o que acham ser erros nos outros. Por que não perder tempo buscando erros na sua vida e lutando para consertá-los? nosso tempo é curto. Sou Mormon e deixo meu testemunho pessoal que Cristo vive e é nosso Salvador, o único caminho!!!

  5. O que promovem aqui é o Espírito de discórdia, que não é de Deus. Se querem pregar o evangelho, publiquem ensinamentos de Jesus e convidem as pessoas a seguir o exemplo perfeito de nosso Salvador. Existem sites de tantas outras igrejas que promovem o fortalecimento da fé, não esse aqui!

  6. O porque de tanta especulação sobre a religião Mormon ? estas pessoas fazem mal a alguém para serem tão perseguida ? alguém por favor poderia me responder a estas perguntas ?

  7. Eu e minha família somos da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias,todo ensinamento que foi postado neste site é pura farsa e só serve para gerar desavenças,pesquisem mais sobre a Igreja antes de postarem coisas que não são verdadeiras,coisas que denigrem a Igreja de Jesus Cristo.

    1. galatas 1:8-9

Comentários 1 - 9 de 9Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement