Esqueceu a senha?

Muçulmana sugere uso de escravas sexuais

por Artigo compilado - seg jan 07, 1:52 pm

Salwa AL-Mutairi (foto), ativista islâmica, defendeu em seu programa de TV no Kuwait o uso pelos homens de mulheres não muçulmanas como escravas sexuais. Assim, segundo ela, os maridos se manteriam decentes, viris e devotados a sua mulher e não cometeriam adultério.

Para “abastecer” os homens – e cada um deles poderia ter mais de uma escrava –, Salwa disse que o país poderia importar prisioneiras. “A Rússia, por exemplo, deve ter muitas prisioneiras por causa da guerra com Chechênia.”

Salwa já foi representante parlamentar e agora se encontra em campanha para obter novo mandato.

Pela proposta dela, as estrangeiras poderiam ser contratadas em escritórios mantidos pelo governo, semelhantes aos que existem para as empregadas domésticas.

Disse não haver “vergonha alguma nisso” e que as escravas até agradeceriam porque passariam ter o que comer.

Como exemplo para sustentar a sua proposta, Salwa citou Haroun al-Rashid, líder do século 13 que se gabava de ter 2.000 mulheres.

O Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos, permite que os homens tenham concubinas.

“O profeta do Islã legitimou a escravidão sexual”, disse.

Maomé teve várias mulheres. Aos 50 anos de idade, ele teria se casado com A’isha, que passaria ser a sua concubina preferida. Ela tinha 9 anos.

Nota do CACP:

O Alcorão na Surata 4.24 diz: “E vos é proibido esposardes as mulheres casadas, exceto as escravas que possuís … ”

Samir El Hayek, um dos teólogos mais relevantes no Brasil, diz o seguinte sobre o texto vergonhoso: “… isto é, as cativas da guerra contra aqueles que perseguem a fé… era permitido o casamento com as cativas casadas…” Ou seja, os homens podem casar com mulheres casadas de infiéis. Pior, admitem a possibilidade de se ter escravas ainda hoje. El Hayek chega admitir que ainda hoje em nossa sociedade ocidental existam casos de “escravidão branca”, mostrando que tal absurdo continua sendo tangível, apesar do fato ser visto de uma (fonte) hodierna. Acho que ele está se referindo a mulheres que são cativas no mundo da prostituição. Sei que é uma tentativa desesperadora na possibilidade de argumentação explicativa do texto obtuso e obscuro do Alcorão. Seria mais fácil admitir que tal impropério não seja mais válido pra hoje – mas fazer o quê, se o besteirol alcorânico não pode ser alterado?

Com informação do Daily Mail, entre outros sites.

Fonte: http://www.paulopes.com.br


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

11 Comentários

Comentários 1 - 11 de 11Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Na palavra de Deus diz ” … faça aos homens o que você gostaria que outros lhe fizessem, pois essa é a lei e os profetas…” embora seja um versiculo da Biblia, em outras religiões essa palavra tem um breve entendimento geral. Essa mulher Salwa AL-Mutairi que deseja tanto prejuizo para outras pessoas (mulheres), deveria ela mesma passar pelo sofrimento, mas de forma dobrada.
    pela foto repara-se que é uma mulher arrogante e desprezivel.

    1. Nossa Julio, por que falar assim? Jesus não ensinava a julgar os outros, nem a falar dessa forma. Como cristãos, não há desculpa pra agir assim. Não há. Tudo bem, discordar é uma coisa, ser contra essa afirmação dessa mulher, refutar, criticar. Mas partir pra ofensa não é necessário. Assim como também achei extremamente desnecessário chamar o Alcorão de “besteirol”. Mesmo que a gente não creia, acho que as coisas não são por aí… que impressão a gente passa como cristãos, agindo dessa forma?

    2. Jayme, vc deve ser um daqueles irmão que vai na igreja com um terno de 1940 e sapatos bicudos bem lustrados. se tivesse uma mulher de sua familia como escrava neste local, o seu discurso seria outro. “que dê em paga tribulação aos que vos atribulam” 2Tess1:6

  2. Num pais como o nosso onde a liberdade religiosa não permite ataques a outras religiões classificando a intolerância como crime, se abriga religiões como a muçulmana que curte a intolerância religiosa até à morte dos que se negam a aceitá-la!

  3. Parece ate’ que ela se inspirou na Biblia: “Agora, pois, matai todo o homem entre as crianças, e matai toda a mulher que conheceu algum homem, deitando-se com ele. Porém, todas as meninas que não conheceram algum homem, deitando-se com ele, deixai-as viver para vós.”
    Números 31:17-18

    1. Estamos no NT no ministério do Espirito Santo, e não no Mosaico embora respeitamos muito e aceitamos a seguinte palavra “NA VERDADE AMAS OS POVOS; todos os seus santos estão na sua mão; postos serão no meio, entre os teus pés, e cada um receberá das tuas palavras.”
      Dt 33:3

  4.  Bem, se ela pensa assim,pq ela ñ se candidata s se tornar uma “coisa” pra ver o q é bom pra tosse?

  5. Essa mulher Salwa AL-Mutairi  tem cara de chefona de harem de mulheres de algum sultão. 
    e quando chegar o dia dela falecer, irá para o céu de allah ser “mestra” das multidões de virgens com olhos “como gazela”. como pode? uma civilização de milhões de pessoas e crer nisso?

  6. Essa mulher quando ela morrer vai para um paraíso com 70 homens, lá vai ter muita farra, muita bebedeira, comida etc.

  7. Alow…ela não tá falando da Bíblia ela tá falando do Alcorão algo totalmente diferente. …

  8. Religião desumana, desigual… mulheres são criadas com o mínimo de cultura para posteriormente se conseguirem viver em um cabresto imposto pela sociedade masculina. No mínimo essa mulher é uma revoltada frígida ou não gosta de homem e tá querendo jogar a responsabilidade nas “escravas”.

Comentários 1 - 11 de 11Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement