- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Muçulmano-bomba mata 63 no Paquistão


Soldado paquistanês conforta um homem após ataque em instalações hospitalares na cidade de Quetta – BANARAS KHAN / AFP
PUBLICIDADE

QUETTA — Um homem-bomba matou ao menos 63 pessoas e feriu dezenas de outras em um ataque no hospital de Quetta, de acordo com autoridades da capital do Baluquistão, província do Sudoeste paquistanês assolada pela violência.

O muçulmano se explodiu no momento em que mais de cem pessoas, a maioria advogados e jornalistas, se reuniam no departamento de emergência do hospital para acompanhar o corpo de um advogado proeminente que havia sido morto a tiros na cidade mais cedo nesta segunda-feira, disse à agência Reuters Faridullah, um jornalista que estava entre os feridos.

— Há muitos feridos, então o saldo de mortes pode aumentar — afirmou Rehmat Saleh Baloch, o ministro da Saúde provincial.

Abdul Rehman Miankhel, um alto funcionário do hospital, disse a repórteres que pelo menos 63 pessoas foram mortas, com mais de 50 feridos.

Imagens de televisão mostraram cenas de caos, com pessoas em pânico fugindo em meio aos destroços à medida que a fumaça tomava conta dos corredores do hospital.

O motivo do ataque não estava claro e nenhum grupo havia assumido ainda sua responsabilidade, mas vários advogados foram visados durante um surto recente de assassinatos em Quetta.

O primeiro-ministro paquistanês, Nawaz Sharif, condenou os ataques.

— Ninguém poderá perturbar a paz da província — disse ele.

Extraído do Jornal O Globo em 08/08/2016

 

[1] [2]Compartilhar [3]