Esqueceu a senha?

Muçulmanos tacam terror na França

por Artigo compilado - qui out 29, 10:33 am

Além do atentado na catedral de Nice, em que três pessoas foram mortas, um vigia do consulado francês em Djeddah, na Arábia Saudita, foi atacado com uma faca. Um terceiro ataque ocorreu em Avinhão, sem deixar vítimas. Um homem que gritava “Alá é Grande” em árabe tentou ferir transeuntes também com uma faca. Ele foi morto pela polícia.

O ex-primeiro ministro da Malásia, Mahatir Mohamad, país de maioria muçulmana, disse no Twitter que “muçulmanos têm o direito de estar zangados e de matar milhões de franceses pelos massacres do passado”.

Depois da decapitação do professor francês Samuel Paty, que usou uma caricatura de Maomé numa aula de liberdade de expressão, o presidente turco Recep Erdogan disse que o presidente Emmanuel Macron deveria ser submetido a um exame de sanidade mental por ter defendido o direito dos franceses de expressar-se livremente quanto a qualquer assunto. A França somos nós.

————-

FONTE: oantagonista.com/mundo/a-franca-sob-ataque/


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário