Esqueceu a senha?

Nova versão do filme `Ben-Hur´

por Artigo compilado - sáb jul 30, 11:19 am

Nova versão do filme `Ben-Hur´ estreia no Brasil em agosto

Longa apresenta a história de Judah Ben-Hur (Jack Huston), um príncipe falsamente acusado de traição por seu irmão adotivo Messala (Toby Kebbell), um oficial do exército romano

Uma refilmagem do filme Ben-Hur, produzido pela Paramount Pictures e Metro-Goldwyn-Mayer, estreia nos cinemas do Brasil no dia 18 de agosto. O longa americano conta com atuação do ator brasileiro Rodrigo Santoro interpretando Jesus. De acordo com produtora executiva do filme, Roma Downey, ele foi “a escolha perfeita para interpretar o personagem”.

A locação escolhida para rodar as cenas foi o Parque Temático Cinecittà World, perto de Roma (Itália) e também na cidade de Matera. O longa que traz uma nova versão desta poderosa história de amor, vingança, redenção e perdão, apresenta a história de Judah Ben-Hur (Jack Huston), um príncipe falsamente acusado de traição por seu irmão adotivo Messala (Toby Kebbell), um oficial do exército romano.

Destituído de seu título, afastado de sua família e da esposa (Nazanin Boniadi), Judah é forçado à escravidão. Depois de muitos anos no mar, Judah retorna à sua pátria em busca de vingança, mas encontra a redenção. Baseado no romance clássico de Lew Wallace, Ben-Hur: Uma História dos Tempos de Cristo, o filme também é estrelado por Morgan Freeman como Sheik Ilderim.

Para Santoro, interpretar o papel de Jesus foi um compromisso sério. “Foi uma tremenda responsabilidade, mas foi também uma oportunidade única de ter a chance de explorar e ter uma compreensão mais aprofundada de tudo pelo que Ele passou e tentar praticar seus ensinamentos”, comentou.

“Acho que a primeira coisa que tive que fazer foi tentar apagar qualquer ideia preconcebida que eu tinha sobre ele”, disse Santoro. “Coisas que ouvi e até mesmo coisas que minha avó me contou durante minha infância. Fui para um lugar neutro e comecei a partir dali”.

O ator brasileiro ainda declara que interpretar Jesus foi o maior desafio de sua carreira, por causa de sua simplicidade e complexidade. “Como entender, o mais profundamente possível, esse homem e tudo que ele representa? Queria criar um retrato do homem por trás do mito. Queria fazê-lo alguém com que as pessoas pudessem se identificar, sem sacrificar nenhum de seus ensinamentos, sua aura, sua espiritualidade e tudo que era tão exclusivo sobre ele. Foi a coisa mais desafiadora que já fiz”, ressaltou.

Confira o trailer:

Extraído do site da CPAD em 30/07/2016


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

2 Comentários

Comentários 1 - 2 de 2Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. no primeiro filme Ben Hur (1959) NÃO MOSTRAVA o rosto de Jesus, achei interessante esse detalhe, quem idealizou essa cena foi muito sábio, o diretor deixou a cargo do publico pensar e imaginar o rosto de Jesus.Mas agora nesta nova versão estão estragando com esse santoro.

  2. Concordo , Templario.Na verdade, Hollywood trabalha para o mercado cinematografico e nao para o texto fiel biblico.Nada se compara à versão de 1959,onde tudo foi feito com talento e competencia,sem recursos digitais .Ben- hur nunca será como a força em cena e o talento de Charlton HEston

Comentários 1 - 2 de 2Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement