Esqueceu a senha?

O Brexit e a vingança dos globalistas

por Julio Severo - ter jun 28, 10:12 am

Comentário de Julio Severo: Providencialmente, o Dr. Scott Lively participou, logo após a votação do Brexit, de uma importante reunião com líderes pró-família em Londres para traçar planos para o futuro do movimento pró-família britânico. Sua visão sobre o Brexit está no artigo a seguir publicado no WND (WorldNetDaily):

LONDRES, Inglaterra — A votação bem-sucedida do Brexit no Reino Unido é a maior vitória da soberania nacional e liberdade individual no mundo num longo tempo. É uma vitória enorme!

As elites globais, lideradas por Obama, têm estado desesperadas para avançar rápido sua agenda de governo mundial durante a presidência dele e consequentemente avançaram rápido demais no “casamento” gay, fronteiras abertas e o estabelecimento de sua infraestrutura de governo planetário — despertando o gigante populista dormente no mundo ocidental. Cada vez mais em todos os lugares as pessoas estão reconhecendo que a campanha de Trump, o crescimento da direita política na Europa Oriental e o Brexit são partes de um fenômeno mundial. E que as explosões de caos no mundo inteiro com os desastres da Primavera Árabe e a irresponsável campanha de propaganda de guerra contra a Rússia têm uma só origem: Obama e a elite globalista.

É importante observar que as elites têm plena consciência de que suas políticas estão provocando rebelião — e poderiam ter aplacado o povo em qualquer tempo simplesmente recuando ou até mesmo confessando que suas políticas não estavam funcionando. Mas em vez disso elas se dispuseram a arriscar revoluções totais para cumprir seu sonho de uma ordem socialista mundial e criam que poderiam suprimir a oposição por meio de propaganda e manipulação psicológica. Essas ferramentas sempre funcionaram para elas no passado. Mas a vitória do Brexit representa o fracasso desses mecanismos de controle, e a revolução contra a agenda delas agora ganhou muito incentivo.

Então o que você acha que as elites farão em resposta ao Brexit? Confessarão que foram derrotadas e se renderão à vontade do povo? Desistirão de seu sonho e começarão a reafirmar a importância da família natural, liberdade pessoal e soberania nacional? Duvido.

Ou farão tudo o que puderem para reestabelecer controle sobre o povo e esmagar a rebelião?

Minha estimativa é que farão tudo para reestabelecer controle sobre o povo e esmagar a rebelião, mediante uma crise econômica orquestrada a curto e médio prazo como forma de castigo — com a meta de fazerem os britânicos lamentarem sua decisão e colocando medo e incerteza no coração de outros movimentos rebeldes. E acredito que poderão também instigar guerra, provavelmente com a Rússia, possivelmente uma guerra na Síria, para desviar a atenção do mundo da rebelião, para deter seu ímpeto e criar o pretexto para um novo nível de controles de estado policial ou lei marcial sob a qual qualquer outra rebelião semelhante seja tratada como conduta criminal ou traição.

Scott Lively

Traduzido e editado por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): The people’s Brexit and the coming globalists’ revenge

Fonte: www.juliosevero.com


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement