Esqueceu a senha?

O Deus das TJs, praticou o maior ato de amor?

por Artigo compilado - dom fev 22, 12:05 am

As Testemunhas de Jeová ensinam que o maior ato de amor de Deus foi enviar um "anjo" chamado Miguel para morrer pela humanidade.

De acordo com o argumento da Sociedade Torre de Vigia, Deus não é uma trindade e Jesus não é Deus encarnado. Devido a isso, algumas vezes pergunto às Testemunhas de Jeová o seguinte:

– O que você acham, Deus praticou o maior ato de amor?

Sempre obtenho diversas respostas e isso se deve ao fato de que não foram ensinados sobre esta pergunta na revista A Sentinela. A maioria das respostas, estranhamente, são o ponto de vista pessoal da Testemunha ao invés de algo transmitido por sua organização. Porém, quase sempre eles respondem que o maior ato de amor de Deus foi enviar o seu filho para morrer por nós. Até aqui, aparentemente temos uma boa resposta, porém, ela está correta?

Em seguida, cito João 15:13:

“Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.”

A “Tradução do Novo Mundo” traduz essa passagem assim:

“Ninguém tem maior amor do que este, que alguém entregue a sua alma(vida) a favor de seus amigos.”

Podemos ver que o maior ato de amor é alguém sacrificar a sua própria vida por outros. Note que Jesus disse que este sacrifício, seu mesmo sacrifício, é o maior ato de amor. Então, pergunto novamente às Testemunhas de Jeová:

– “O que você acha? Jeová praticou o maior ato de amor?”

Isto é um verdadeiro problema para as Testemunhas de Jeová. Eu então lhes digo que como trinitário, posso afirmar que Deus praticou o maior ato de amor, pois Jesus É Deus encarnado e portanto, o próprio Deus deu a sua vida por nós. Ele praticou o maior ato de amor que pode existir assim como Jesus ensinou. Então, pergunto às Testemunhas de Jeová:

-”Porque você quer que eu renuncie ao maior ato de amor realizado por meu Deus? Será que o seu Deus não foi capaz de realizar o maior ato de amor?”

Porém, eles geralmente nunca tem uma boa resposta. A seguir, apresentamos algumas citações que ajudam a tornar mais claro o tema bíblico em questão.

Deus é amor

1 João 4:16 – “E nós temos conhecido e crido o amor que Deus tem para conosco. Deus é amor, e o que permanece no amor, permanece em Deus e Deus nele.” (A Tradução do Novo Mundo diz: “E nós mesmos temos chegado a aconhecer e temos crido o amor que Deus tem em nosso caso.”)

De acordo com as Testemunhas de Jeová, o anjo Miguel é quem praticou o maior ato de amor e não Jeová.

Deus demonstra o maior ato de amor. Ele é infinito, santo, amoroso e ninguém pode demonstrar estas qualidades melhor que Deus mesmo. Deus tem toda a capacidade para demonstrar sua própria natureza.

Pode alguém superar a Deus em amor?

Jesus representa com exatidão ao Pai. Hebreus 1:3 diz:

“O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;”

João 14:9: “… quem me tem visto, tem visto o Pai…”

A tradução do Novo Mundo traduz este texto da seguinte maneira, acrescentando entre colchetes a palavra “também”:

Jesus disse-lhe: “Tenho estado tanto tempo convosco e ainda não vieste a conhecer-me, Filipe? Quem me tem visto, tem visto [também] o Pai. Como é que dizes: ‘Mostra-nos o Pai’?

Conclusão: Se Jesus não é Deus e ele entregou a sua vida, ele fez algo maior que o Pai jamais poderia fazer! Mas se Jesus é realmente Deus e entregou a sua vida, então Deus está praticando o maior ato de amor que pode existir.

Esperamos que isto possa ser usado por alguém para trazer as Testemunhas de Jeová   ao Deus verdadeiro que nos ama tanto que se converteu, através da encarnação, em homem, morrendo por nós e mostrando-nos assim o maior ato de amor de todos os tempos.

Autor: Matt Slick

Extraído do site http://www.extj.com.br/ em 21/02/2015


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement