Esqueceu a senha?

O Ensino Bíblico e a Vida Cristã

por Artigo compilado - qui dez 10, 2:58 pm

“E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros” (IITm 2.2).

A igreja tem a responsabilidade de salvaguardar a verdadeira e original doutrina bíblica, que se acha nas Escrituras, e transmiti-la aos fiéis sem transigência nem corrupção.

1- A Bíblia menciona as seguintes razões para a necessidade do ensino bíblico:

a) Transmitir o evangelho de Cristo a crentes fiéis, para que conheçam (IITm 15), guardem (IITm 1.14), e ensinem a verdadeira fé bíblica (ITm 4.6,11; IITm 2.2) e a santidade de vida (Rm 6.17; ITm 6.3);

b) Demonstrar a necessidade primordial de “batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos” (Jd 3), e dar-lhes os meios pelos quais possam defendê-la contra todas as teologias falsas (ver At 20.28-31; Gl 1.9; ITm 1; ITm 6.3-4; Tt 1.9);

c) Guiar os crentes ao crescimento contínuo no caráter, mediante “a doutrina que é segundo a piedade” (Js 1.8; SI 1.2,3; 119.97-100; Jo 17.14-18; 1 Ts 4.1; 1 Tm 5 nota; 4.16; ITm 6.3; IITm 3.16);

d) Preparar cada crente para fortalecer outros crentes e levá-los à maturidade espiritual, de modo que juntos possam refletir a imagem de Cristo no lar, na igreja e no corpo de Cristo (Ef 4.11-16);

e) Levar os crentes a uma compreensão e experiência mais profundas do reino de Deus na terra e seu conflito contra o poder de Satanás (Ef 6.10-18);

f) Motivar os crentes, através das verdades eternas do evangelho, a dedicar-se sem reservas à evangelização dos perdidos e à pregação do evangelho a todas as nações, no poder do Espírito Santo (Mt 28.18-20; Mc 16.15-20);

g) Aprofundar a experiência que os crentes têm do amor de Cristo, da comunhão pessoal com Ele e do dom do Espírito Santo (Jo 17.3,21,26; Ef 3.18-19), exortando-os a seguir a orientação do Espírito Santo que neles habita (Rm 8.14), a levá-los ao batismo no Espírito Santo (At 2.4), e ensinando-os a orar (Mt 6.9), a jejuar (Mt 6.16) e a adorar, enquanto aguardam a volta de Jesus Cristo com o fervor espiritual dos santos do Novo Testamento (IITm 8; Tt 2.13).

2- O ensino bíblico deve ser administrado somente por aqueles que em tudo são leais às Escrituras como a Palavra de Deus plenamente inspirada (IITm 1.13-14; Ed 7.10), bem como ao Espírito Santo e seu ministério de verdade, de justiça e de poder.

O autêntico ensino bíblico enfatiza um viver santo – isto é, conhecer a santidade, ser santo e proceder santamente – e não apenas ter uma mera compreensão das verdades ou fatos bíblicos. As grandes verdades reveladas nas Escrituras são verdades redentoras e não acadêmicas; são questões que envolvem a vida ou a morte; exigem uma resposta e decisão pessoais, tanto do mestre quanto do discípulo (Fp 1.9; Tg 2.17).

——————-

Fonte: Bíblia de Estudo Pentecostal, pág. 1879, com anotações do Pr. Natanael Rinaldi.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário