Esqueceu a senha?

O homem que Deus usa – parte 2

por Pr. Aureo Ribeiro - seg dez 23, 12:07 pm

homem-de-negocios_21338212

O homem que Deus usa parte 2: uma análise tendo como base o chamado de Gideão

Observação: leia, caso não o tenha feito, a parte 1, Clique aqui

 c. Gideão possuía ânimo forte

O versículo 14 destaca isso. O anjo, ao dizer a Gideão “vai nessa tua força” ele estava dizendo “vai nesse ânimo”. Isso é estado de espírito. Isso não é apenas a coragem, mas é a força que estimula a coragem. São coisas diferentes. A coragem se manifesta pontualmente. Uma pessoa pode ser corajosa para enfrentar um obstáculo, mas ser fraca para enfrentar outro obstáculo. Um homem pode ser corajoso para saltar de um avião, mas pode ter medo de um inseto.

Quem tem ânimo tem um estado de espírito de disposição. Estar sempre pronto. Isso vai te levar a ter coragem em diversas situações.

É esse o aspecto que está ligado ao valoroso. Ânimo tem a ver com espírito, estado de espírito. Em Atos 27.22 e 25 Paulo desafia que todos tivessem ânimo. Eles deviam se animar com as palavras proféticas de Paulo. Quantos perderam ricas bênçãos por  não esperarem na palavra que Deus os mandou?

Repare que Deus disse a Gideão: “vai nesta tua força”.  Qual força era FISICAMENTE visível em Gideão naquele momento? Ao contrário, ele era o menor do mais pobre. Mas ele, no seu interior, tinha ÂNIMO, DISPOSIÇÃO, VONTADE, QUERIA RESOLVER O PROBLEMA. ELE ERA PARTE DA SOLUÇÃO DO PROBLEMA E NÃO PARTE DO PROBLEMA.

Como Deus tem falado com você? Vai nessa covardia? Vai nesse seu medo? Vai nessa sua amargura? Vai nessa sua tristeza? Ou Deus está olhando para você e vendo em você um Gideão?

d. Gideão usava uma GARANTIA: A PALAVRA DO ANJO DE DEUS (versos 15 e 16)

Paulo escreve aos tessalônicos algo interessante. “irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa” II Tess 2.15. Diz Paulo: estai firmes. Firmes em que? Na palavra. Firme na promessa.

Em Hebreus 8.6, está claro que temos as melhores promessas.

“Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de uma melhor aliança que está confirmada em melhores promessas” Além de termos uma melhor aliança, aliás, superior aliança, temos as melhores promessas.

Isso era um termo de garantia que levava Gideão a ter mais e mais confiança no que Deus havia dito que ia fazer por meio de sua vida.

Em Isaías 30.15, falando de Israel e de sua insensibilidade ao que Deus exortava, mostra-nos que o poder de vitória estava no sossego e na confiança, ou seja, na garantia que Deus estaria cumprindo sua promessa. Quem possui a garantia possui sossego. Você observa que muitos crentes tem tudo para parecer crente, menos sossego. Qualquer vento de mal o abala. Sua garantia é a promessa. A prova que você confia na garantia é o seu sossego. O seu descanso.

Você tem o selo da promessa. Tem a palavra completa. Mas, ainda assim, Deus está te desafiando a aprender com Gideão.

e. Gideão era adorador–(V 19,20 e 21)

Deus procura fiéis para andar com ELE (Sl 101.6). Enoque andou com Deus e foi levado. Deus está a procura de verdadeiros adoradores. Seu testemunho adora? Sua oferta adora? Seu dízimo adora? Seu palavriado adora? Sua conduta adora? A conduta de um vencedor carrega esse espírito adorador. A adoração revela uma conduta de vida com Deus, uma vida cheia do Espírito e controlada por Deus.

Quando Jesus se encontra a mulher samaritana, o que se destaca é justamente o valor de um adorador. Jesus mostra o que é verdadeiro adorador. João 4.23 nos ensina que aquele que está na PALAVRA e no ESPÍRITO. Veja como nos ensinam errado. Onde está falando em música? Adorar com música tem origem no paganismo e não na Bíblia. A Bíblia aponta para uma cultura judaica influenciada por outros povos. No começo, antes de Moisés, não se falava em cantar ou adorar ao Senhor e ainda assim, no tempo de Moisés, quem assim fazia era uma parte dos LEVITAS e não o povo todo. Isso excluía o povo, mas Deus nunca excluiu ninguém. Daí porque ADORAR fala de TESTEMUNHO e de VIDA COMPORTAMENTAL. Palavra e Espírito. Isso produz adoradores.

f. Gideão era obediente (V 25 e 26)

Mesmo que a Palavra de Deus seja contrária a qualquer coisa que possa nos agradar, temos que obedecer e fazer aquilo que for determinado por DEUS. Gideão correu sérios riscos de brigar com seus familiares. Ele atacou os ídolos que seus familiares estavam adorando. Ele desafiou as obras mortas que reinavam entre alguns israelitas. Fez isso por obediência. Não teve dúvida. Obedeceu. Não tentou acordos, nem com Deus nem com seus familiares. Ouviu a ordem e cumpriu. Na realidade, estava sendo já provado por Deus (outro ponto a ser falado).

g. Gideão tinha certeza que era guiado por Deus (V 36 a 40)

Fez provas para testar se era ou não Deus quem falava com ele. Veja Sl 34.8 (Provai e vede que o senhor é bom)  Parece que Gideão conhecia até aquilo que ia ser escrito. Se Deus não guiar, virá o fracasso. Isaías 48.17 – O Senhor nos guia pelo caminho onde andar. Deus nos guia para o SUCESSO. Salmos 1º fala que TUDO QUE FIZER PROSPERARÁ. Você tem convicção da presença de DEUS nos teus projetos? Se tiver, tudo prosperará.

h. Gideão era provado.

Deus prova seus servos (não é prova de doenças e outros sofrimentos, é prova de lutas familiares-trabalho na igreja e outras). Havia muito povo com ele. De 22 mil, ficou com 300.

Que dura prova. Sair com 32 mil e ficar apenas com 300. Mas é no fogo que Deus forja o aço bom. Você está sendo provado pelo fogo.

Pedro nos ensinou que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, deve se achar em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo. (I Pedro 1.7)

i. Gideão tinha espírito de vencedor

GIDEÃO FOI UM GRANDE VENCEDOR. E VOCÊ? É UM VENCEDOR OU UM DERROTADO?

Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. (Rom 8.37)

Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono. (Apoc 3.21)


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement