- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

O messias da Igreja Messiânica é Jesus?

igreja-messianica-_-culto-da-cumeeira-3

Pergunta: A Igreja Messiânica Mundial é uma igreja evangélica?

Resposta: Não. É uma igreja de origem japonesa e seu messias é Mokiti Okada. Declara ele: “Não houve outro caso semelhante a não ser Cristo que outorgou sua força aos seus 12 discípulos (Apostila Para Aula de Iniciação, p. 23, aula 4).

 

Pergunta: A Igreja Messiânica do Brasil tem qualquer ligação com a pessoa de Jesus Cristo, conhecido mundialmente como o Messias?

Resposta: Não. Absolutamente não. O messias da Igreja Messiânica do Brasil nada tem de perto com o Jesus da Bíblia. O messias dos messiânicos é Mokiti Okada, fundador da Igreja Messiânica Mundial em 1 de janeiro de 1935 no Japão.

 

Pergunta: Quando nasceu esse fundador da Igreja Messiânica Mundial, Mokiti Okada?

Resposta: Ele nasceu em Tóquio, Japão, em 25 de dezembro de 1882. Começou suas pesquisas religiosas na primavera de 1928, e segundo ele, Deus lhe confiou a obra de construir o paraíso terrestre e assim fundou a igreja que hoje é chamada Igreja Messiânica Mundial. No dia 15 de junho de 1931 recebeu de Deus a revelação de Deus de que começava a se processar no mundo espiritual a transição da Era da Noite para a Era do Dia, conduzindo a humanidade nesta fase de mudanças, através da trilogia verdade, bem e belo.

 

Pergunta: Como é chamado Mokiti Okada por seus seguidores?

Resposta: Ele é chamado de Meishu Sama, que significa ‘portador de luz’. Segundo os messiânicos, nunca houve caso semelhante, ou seja, nunca outro igual a Mokiti Okada ou Meishu Sama, senão Jesus Cristo, que outorgou sua força aos seus 12 discípulos (Apostila Para Aula de Iniciação, p. 23, aula 4). Ele é considerado como fonte principal para a salvação.

 

Pergunta: É verdade que os adeptos da Igreja messiânica mundial dirigem orações a Mokiti Okada embora morto e não ressuscitado?

Resposta: Sim. Enquanto os cristãos são orientados a orarem ao Pai celestial, em nome de Jesus: “E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei” (João 14.13-14), os messiânicos são orientados a orar a Deus e a Meishu Sama. Quando os messiânicos oram eles dizem: “Peço a Deus e Meishu Sama que enviem Luz para aliviar este sofrimento” se é o caso de a pessoa estar portando algum mal. A fonte principal de salvação é Jesus Cristo, conforme indicado em Atos 4.12, e a luz espiritual só é enviada por Jesus, que se declarou a luz do mundo (João 8.12). O próprio João, em 1.9 declara: “Ali estava a luz verdadeira, que alumia a todo o homem que vem ao mundo”. Portanto, a oração não deve ser feita em nome de nenhuma outra pessoa, a não ser no nome de Jesus, como lemos em João 14.13-14. Isso também é corroborado em 1 Timóteo 2.5, que afirma ser Jesus o único mediador entre Deus e os homens.

 

Pergunta: Mas tudo isso não contraria a Bíblia?

Resposta: Sim. A palavra Messias é aplicada apenas a Jesus, porque nele se cumpriram as profecias do Antigo Testamento. A palavra Messias é de origem hebraica, traduzida para o grego por Cristo e em português significa Ungido. Isaías, cognominado o profeta messiânico, falou de Jesus profetizando o seu nascimento virginal: “ Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome EMANUEL” (Isaías 7.14). O profeta também escreveu: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz (Isaías 9.6). Esse versículo 5 é citado em Mateus 1.21-23, com a respectiva tradução “Deus conosco”, isto é, Emanuel. Indagando Jesus dos seus discípulos sobre sua identidade, Pedro tomou a palavra e declarou: Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo” (Mateus 16.16). Pedro foi elogiado por Jesus por sua resposta, como decorrente de uma revelação especial de Deus ao apóstolo. Logo, só existe um Messias, que é Jesus Cristo, que foi rejeitado pelo povo judeu, mas que ressuscitou dos mortos e hoje está entronizado no céu, sentado à direita do Pai, enquanto isso Mokiti Okada morreu no dia 10 de fevereiro de 1955 e não ressuscitou.

 

Pergunta: Essa reivindicação não é exclusiva dos messiânicos. Existem outros grupos religiosos que se ufanam de ser a única religião verdadeira. Mas religião não salva ninguém. O único Salvador é Jesus Cristo. Paulo em 1 Coríntios 3.11 declara que ninguém pode por outro fundamento além do que já está posto que é Cristo, não é verdade?

Resposta: Sim. Jesus Cristo é o caminho e a verdade e a vida. E Jesus acrescentou ninguém vem ao Pai senão por mim. Nisso não podemos ser tolerantes, pois é uma verdade bíblica fundamental. Além disso deve-se ter presente que Jesus avisou que para nossos dias apareceriam falsos cristos e enganariam a muitos (Mateus 24.5,11,23-25).

 

Pergunta: Jesus profetizou que viriam outras pessoas que se diriam ser o Cristo e enganariam a muitos?

Resposta: Sim. “Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito; porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Eis que eu vô-lo tenho predito (Mateus 24.23-25). Ademais, quando Jesus conversava com a mulher samaritana e disse-lhe que a salvação viria dos judeus: “Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos, porque a salvação vem dos judeus” (João 4.22). Logo, se a salvação vem dos judeus, Mokiti Okada, sendo japonês, não poderia se identificar como o Messias.

 

Pergunta: Os adeptos da Igreja Messiânica Mundial possuem algum livro religioso, como nós cristãos temos a Bíblia?

Resposta: A fonte de autoridade religiosa dos messiânicos são as revelações de Meishu Sama. Afirmam que eles portam luz e dão testemunho de que milhares de pessoas obtiveram milagres extraordinários, simplesmente por lerem os Ensinamentos de Meishu Sama. O respeito aos livros com os ensinamentos do fundador, é tão grande que os messiânicos são aconselhados a colocar tais livros em locais altos e separados de outros objetos. Nunca devem pô-los numa cadeira ou no chão. Nenhum objeto deve ser posto acima dos Ensinamentos (Recomendações Para os Messiânicos, p. 26,27). Enquanto isso, encontramos as palavras do verdadeiro Messias, Jesus Cristo: “Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus” (Mateus 22.29). “Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade” (João 17.17). Logo, os que andam nas trevas não sabem para onde vão, sendo Jesus a verdadeira luz que alumia todo o homem que vem ao mundo. “Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo” (João 1.9).

 

Pergunta: Que mais o Pastor nos informa sobre a Igreja Messiânica Mundial?

Resposta: Embora aparentemente manifeste ser uma religião ecumênica, isto é, que aceita a união de todas as religiões, na verdade a Igreja Messiânica Mundial se declara a única religião verdadeira: Declara no livro Alicerce do Paraíso, vol. 4, p. 40: “Podemos dizer mesmo que é uma Ultra Religião, até hoje inédita para a Humanidade”. Depois prossegue: “Conforme venho esclarecendo, a nossa Igreja Messiânica Mundial não é “uma religião” e sim “A Religião”.

 

Pergunta: Quando o carcereiro de Filipos indagou de Paulo e Silas sobre o que fazer para se salvar, qual foi a resposta?

Resposta: A resposta de ambos foi rápida: “E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa” (Atos 16.31). Então a salvação é obra exclusiva de Jesus Cristo, e é o que devemos anunciar, como também fez o apóstolo Pedro: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4.12).

————————–

Nota: Perguntas respondidas pelo Pr. Natanael Rinaldi, em 07/01/1996, diante da repercussão da inauguração do “Solo Sagrado do Brasil”, em 11/11/1995, às margens da Represa de Guarapiranga em São Paulo.

[1] [2]Compartilhar [3]