- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

O povo de Deus ficará na Terra?

SALMO 37.9,11 E SALMO 115.16 – ESTES VERSÍCULOS PROVAM QUE ALGUMAS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DO POVO DE DEUS NÃO IRÃO PARA O CÉU, MAS VIVERÃO PARA SEMPRE NA TERRA?

De acordo com as Testemunhas de Jeová, esses versos dizem que nem todas as boas pessoas irão para o céu. Por causa das frases “aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra”; “os mansos herdarão a terra e se deleitarão na abundância de paz”; “os justos herdarão a terra e habitarão nela para sempre”, pensam os TJs que algumas pessoas viverão na terra por toda a eternidade.

RESPOSTA APOLOGÉTICA: Essas passagem das Escrituras não tratam de um futuro escatológico distante, no qual Deus destruirá os ímpios e criará um paraíso na terra para os justos. Ao invés disso, tratam das circunstâncias presentes naquele momento, e de um futuro próximo envolvendo os israelitas que viviam naquela ocasião na terra prometida.

Podemos observar que o termo hebraico traduzido como “terra” é empregado frequentemente no Antigo Testamento, quando se refere à terra prometida (Dt. 4.38).

O termo hebraico empregado significando “para sempre” possui uma ampla gama de representações, que vai desde “um grande período de tempo” até “pela eternidade” (Ec. 3.11). Nesse contexto, esse termo parece carregar consigo o significado de “um futuro impossível de ser previsto”. O salmista dá a entender que está se referindo às futuras gerações de israelitas justos, que continuariam a habitar na terra, adentrando um futuro impossível de ser previsto. Assim sendo, a essência dessas passagens é que o povo ímpio que viveu nos dias do salmista seria destruído, enquanto que os seus contemporâneos justos experimentariam bênçãos.

Ainda que o texto estivesse se referindo à condição eterna, a conclusão das TJs — de que nem todas as boas pessoas irão para o céu — não seria de modo algum justificável. Todos aqueles que creem em Jesus Cristo podem ter o anelo de seguir em direção ao seu destino celestial, e não apenas um seleto grupo de 144.000 pessoas (Ef. 2.19; Fp. 3.20; Cl. 3.1; Hb. 3.1 e 12.22; IIPe. 1.10-11). Jesus afirmou que todos os que nEle creem estarão juntos em “um só rebanho” e terão “um só pastor” (Jo. 10.16). Não haverá dois “rebanhos” — um na terra e outro céu.

————————–

Fonte: Resposta Às Seitas, Norman L. Geisler e Ron Rhodes, CPAD, 2000 – Texto compilado e adaptado pelo Pr. Edison Miranda da Silva. Bíblia Apologética, ICP, 2000.

[1] [2]Compartilhar [3]