Esqueceu a senha?

O professor de Escola Bíblica eficaz

por cacp - qua set 12, 1:15 pm

O bom professor é aquele que almeja a excelência do ensino e se empenha em alcançá-la. Tem que ser como o apóstolo Paulo exortou: “…o que ensina, esmere-se em fazê-lo” (Rm 12.7). Paulo recomenda àquele que ensina a dedicação total desse ministério. Dedicação que resultará num progresso constante do professor, quer seja em relação à habilidade no ensino e crescimento espiritual de seus alunos; quer seja em relação a sua própria vida cristã.

O professor da escola dominical deve ser o primeiro a viver o que ensina. A classe nunca deve ser subestimada (muito menos a dos pequeninos). Ela saberá se o professor está sendo sincero no que diz. Como também saberá se o professor se preparou adequadamente para a aula. Fazer pesquisas de última hora e preparar a aula às pressas nunca dá certo. Quando o professor não se esforça para fazer o melhor, ele não apenas desrespeita seus alunos como peca contra Deus.

Ser sincero, além de evitar o pecado, cria um atmosfera de segurança entre professor a aluno. Num questionamento, não é “feio” que o professor responda: NÃO SEI. Afinal, mesmo sendo professor da escola dominical, ele ainda continua sendo um ser humano com as mesmas limitações de antes e, digo com toda a certeza, ele não se tornou um super-herói invencível ou um grande sábio por estar ocupando um cargo de mestre. Vale ressaltar que o professor, ao se sentir sem saída em uma questão deve ter a sinceridade e a nobreza de dizer: Não sei, mas prometo que vou me informar do assunto para lhe responder.

Além de viver o que ensina, o bom professor conhece seus alunos. Ele nunca deve acreditar que basta, por exemplo, pegar a revista e ensinar o que está ali, por melhor que seja o seu trabalho de pesquisa. O professor da escola dominical deve conhecer a sua classe, cada um de seus alunos. É importante que o professor conheça seus alunos, até mesmo para uma transmissão mais natural e eficaz de sua aula.

“Levantar-se em um domingo pela manhã e ficar ouvindo alguém contar “ a história de Davi” por cerca de 1 hora, sem ver no professor nada de novo, um professor sem expressão, que está ali só pra “cumprir tabela”, dando aula sentado, estando com a cara feia e eu (o aluno) já sei essa história. Pra que continuar indo na escola dominical se posso ficar em casa descansando?”

Esse é o tipo de coisa que tem acontecido nas escolas dominicais de cada igreja ou ministério e precisa ser combatido. A criatividade, o dinamismo e a motivação devem fazer parte de cada aula ministrada pelo professor. Não importa para qual faixa etária o professor está ministrando, importa que ele seja o melhor, crie seus diferenciais e dessa forma motive seus alunos a participarem.

Professor, tenha consciência que, dentro da sua sala, você exerce a mesma posição do pastor, ou seja, a responsabilidade por aquelas almas, em conduzi-las ao céu, é sua. Cabe a você ensinar o caminho a que devem seguir.

Thais Freire dos Santos
Superintendente da EBD
http://igrejaremanescente.com/o_professor_eficaz.html


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement