Esqueceu a senha?

O que dizem os Adventistas sobre Lc 23.43?

por Pr. Natanael Rinaldi - seg jan 07, 8:54 am

E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso. Lc 23.43

“Certamente o ladrão não podia estar com Jesus no paraíso naquele dia, a menos que Jesus lá estivesse também. E Jesus foi para lá naquele dia? Não. Como sei? a) porque três dias depois, já ressurreto, disse à Madalena: “Não me toques, porque ainda não subi para Meu Pai” S. João 20:17. Estivera dormindo no túmulo, e não subira ao Pai. Ressurgira, e ainda não subira ao Pai” (Subtilezas do Erro, p. 253).

Refutação: Jesus, em corpo glorificado, só foi para o céu 40 dias depois de ressuscitado (At. 1.3, 9-11), mas na hora da sua morte clamou “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito” (Lc. 23.46). Logo, ao subir ao Pai em espírito, levou com ele o espírito do ladrão arrependido (Ef 4.8-10). Quanto à colocação da palavra “hoje”: “Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso” (23.43), o texto grego, na verdade, traz a pontuação antes da palavra “hoje” e não depois (The Intelinear Greek English New Testament de Nestle Greek Text).

A fórmula de expressar-se de Jesus “em verdade, em verdade”, ou simplesmente “em verdade” é encontrada 80 vezes nos evangelhos e nunca ele acrescentou “hoje”, o que demonstra que esta palavra, em Lc. 23.43, tem o sentido da imediata entrada do ladrão arrependido no Paraíso. O ponto de vista acima é confirmado ainda pelos adventistas, quando dizem:

“Matos Soares, Basílio Pereira e outros traduzem: “Em verdade te digo: hoje estarás comigo no Paraíso.” Se a pontuação fosse removida para depois da palavra “hoje”, teríamos: Em verdade te digo hoje: estarás comigo no Paraíso” (Subtilezas do Erro, 252).

Observe a declaração “se a pontuação fosse removida para depois da palavra hoje, teríamos: ‘em verdade te digo hoje: estarás comigo no paraíso’”. Nesse particular, louvem-se os Adventistas porque não tiveram que fazer uma tradução da Bíblia que apoiasse sua doutrina materialista da natureza do homem e preferiram ficar no “se”, medida que foi tomada pelas chamadas “Testemunhas de Jeová” na sua tradução do Novo Mundo, fazendo constar Lc. 23.43 exatamente como o “se” dos adventistas: “Em verdade te digo hoje: estarás comigo no paraíso”.

O que almejam os Adventistas agredindo a tradução clássica de Lucas 23.43, e o ensino bíblico da imortalidade da alma? Infelizmente manter os ensinos de Ellen White. A profetisa ensinou isso! Logo, eles devem ensinar isso, custe o que custar.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

1 Comentário

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. poderia aumentar o número de caracteres para omentários, 300 caracteres são insuficientes para qualquer tipo de argumento.

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement