Esqueceu a senha?

O sacramento Mórmon

por Artigo compilado - seg fev 16, 8:47 am

mormon-reuniao-sacramental

Quando Jesus instituiu a Ceia, Ele deu instruções claras aos seus discípulos. Essas instruções são encontradas em Mt 26.26-29; Mc 14.22-25; Lc 22.19-20.

Com especial atenção ao cálice da Ceia, examinemos algumas particularidades:

Em Mt 26.29 Jesus menciona o fruto da vide, em Mc 14.25 repete a mesma expressão, fruto da vide.

O “Livro de Mórmon” explica que Jesus instituiu esse ritual que é denominado na Bíblia como a Ceia do Senhor (1 Co 11.20). Em dois diferentes textos são encontradas referências: 3 Néfi 18.1-9; 20.1-9.

De acordo com o livro, “Doutrina e Convênios” 20.40, se menciona o Pão e o Vinho – os emblemas da carne e sangue de Cristo.

O livro (“Princípios do Evangelho”– Edição 1988, pp. 144-149) embora mencione que Jesus tomou o pão e em seguida um copo de vinho (p. 144) recomenda que a cerimônia seja celebrada com pão e água; assim, depois de fazer oração pelo pão, encontra-se a seguinte expressão – E aqui a oração para a bênção da água: Ó Deus, Pai Eterno, nós te rogamos em nome do teu filho, Jesus Cristo, que abençoes e santifiques este vinho para as almas de todos os que recebem dele… (pp.147-148).

 

Resposta Apologética:

Não é sem razão que muitos não podem crer no mormonismo. Ele se contradiz. Jesus disse: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim (Jo 14.6).

Por que Jesus instituiu o vinho ou o fruto da vide? Certamente porque este representa melhor o sangue de Cristo (Mt 26.27, 28; Mc 14.23-24; Lc 22.20; 1 Co 11.25). A água não representa sangue. A única razão que se pode ver para o mórmon de celebrar a Ceia do Senhor com água é seu intenso desejo de excluir Jesus como meio exclusivo de salvação e o sangue de Cristo como único meio de obter remissão de pecados; ensinando ao contrário, que o batismo é instituído para remissão de pecados.

Extraído da Série Apologética do ICP


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement