Esqueceu a senha?

O sistema de castas no Hinduísmo

por Artigo compilado - qua jul 22, 3:40 pm

O sistema de castas é uma classificação social que é composto por quatro grupos que compõem a sociedade Hindu, são eles: Os Brâmanes, os Xátrias, os Vaixás e os Sudras. Vivendo as margens desta hierarquia estão os Dalits. Há ainda um outro grupo, que não é mencionado no sistema de castas, visto que este, está acima deste sistema, são os monges, conhecidos como Sanyasin. Este grupo está liberto das questões seculares, materiais, ou seja, do âmbito social. No processo de iniciação, é repetido três vezes a Gayarti sagrada, que simboliza este processo, porém após abandonar o cordão sagrado, o monge fica descomprometido em exercer tal tarefa.  Ao nascer em determinada família, além de estar definido a casta que o individuo pertence, também estará definido a profissão que irá exercer. De acordo com Hawkins: “Em geral nascer numa família de casta elevada garantia um emprego de prestigio, mesmo para os poucos qualificados. Os que nasciam nas castas inferiores eram forçados a exercer profissões braçais, por mais talentos que tivessem para outras ocupações” (HAWKINS, 2018, p.132)

O sistema de castas é uma determinação dos deuses hindus, onde o homem jamais deverá modificar, de modo que, a observância e fidelidade á casta que foi atribuída ao individuo é que permitirá seu acesso ao céu (a pessoa é destina aquela sorte antes de nascer). Este sistema concede ás pessoas exerceram as atribuições que lhe competem, dada a sua posição dentro da sociedade, tal sistema é algo hereditário, onde é deixado para seus descendentes a permanência dentro da hierarquia, de tal modo que o individuo apenas poderá se casar com alguém que seja da mesma casta, logo não é permitido a mistura das castas num matrimônio, visto que as uniões mistas são uma degradação e reprovação social. Isto representa um ciclo interminável que beneficia apenas as classes superiores, o que é correto afirmar que jamais um Bramâne seria relegado á classe dos Vaixás ou ainda um componente da casta dos Sudras, que não podem ter acesso aos vedas, galgar a possibilidade de ascender á classe dos Brâmanes, ou seja, os poderosos sempre serão da classe elitizada, enquanto os humildes permanecerão na classe inferior. Ainda assim ocorrem casos de misturas de castas, que como dissemos é repudiável pela grande massa, tais uniões dão origem a novas castas, por esta razão há milhares de castas atualmente, fazendo com que aja muitos fragmentos dentro do sistema religioso Hindu. De acordo com Hellern: “No inicio do século XX havia em torno de 3 mil castas” (HELLERN, 2000, p.41). Existe a possibilidade de ser expulso de sua casta, mas tal situação é considerada como a pior punição possível, ocorrendo apenas em casos de crimes graves. Portanto, de maneira sucinta, vemos que as quatro principais castas existentes no sistema religioso Hindu determinam o modo em que o individuo se relaciona em sociedade, bem como a forma que estará procedendo no tocante á sua vida religiosa. De maneira objetiva Renou resumiu a sistemática do sistema de castas:

“No cimo dessa hierarquia encontram-se as três classes arianas ou livres, teoricamente dominada pelos Brâmanes que exercem o poder espiritual; em seguida vem os xátrias, que controlam o poder secular e finalmente há os vaixás, artesãos, agricultores que representam o aspecto econômico” (RENOU, 1964. P. 37).

———-

Por Edson Moraes


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário