- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Os feiticeiros serão lançados no inferno?

“Quanto aos tímidos…aos feiticeiros… a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, que é a segunda morte” (Ap 21.8).

“Os feiticeiros são os adeptos da Nova Era, os “espiritualistas”, aqueles dados à prática do ocultismo e do espiritismo. Não existe nem alto nem baixo espiritismo, assim como não há espírito de luz desencarnado, nem espírito de morto atrasado ou não, que se comunique com os vivos. Qualquer modalidade quer de espiritismo – ou do eufemismo ‘espiritualismo’ – quer de ocultismo, é prática satânica de consulta aos mortos. Estes não tem permissão divina, nem conseguem, em ato de desobediência, comunicar-se com ser humano algum, dentre os viventes. Os ditos médiuns ou sensitivos não passam de pessoas com as quais Satanás está a cirandar, a ridicularizar e a enganar, pois dela se utiliza para falar aos homens, fazendo-se passar por espírito familiar. O demônio [o autor refere-se a Satanás] é o pai da mentira, o usurpador por excelência. Toma alguns incautos e os convence de que, através de exercício de controle da mente, de sacrifício pessoal, de abstinência, podem desenvolver dons naturais e tornarem-se sensitivos ou médiuns – isto é, pensam vir a adquirir a faculdade de intermediar a comunicação com os mortos. A suposta comunicação com os mortos é na verdade um pecado grave – um ato de desobediência a Deus, que proíbe tal prática. Trata-se de fato de comunicação sobrenatural com o próprio demônio, que dela se utiliza para arrastar à condenação eterna tanto os médiuns ou sensitivos, como os que se chamam de espíritas, de espiritualistas, de ocultistas ou de adeptos de ritos afros – não adianta o apelido que se lhes dê, todos os que se dão a tais práticas estão incursos em pecado (desobediência a um ordenamento divino), e a consequência do pecado é a condenação eterna. Tampouco existe poder sobrenatural algum, nem iluminismo, latente na mente, que se desabroche através do exercitar-se mentalmente. Ocultismo-espiritualismo são linhas paralelas. Estas, por definição, nunca se encontram (ou encontram-se no infinito); vale dizer, linhas paralelas nunca, jamais levam ao encontro com Deus. Para ter-se um encontro com Deus, só há um caminho: “Eu sou o caminho…”. Mas ainda: “Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os ouviram” (Jo 10.8). Fora de Jesus não se chega à iluminação alguma, porque Jesus é a luz verdadeira, que alumia a todo homem que vem ao mundo (Jo 1.9). “Olhai para ele, e sede iluminados, e os vossos rostos jamais serão confundidos” (Sl 34.5). Além de Jesus, só há no mundo a iluminação solar e a luz elétrica. Não seja tolo, não se deixe engodar por Satanás, que o quer desviar da Luz Verdadeira. Quanto à proibição de o homem tentar comunicar-se com mortos e à impossibilidade de os mortos falarem com os vivos, veja 1Sm 28.7 a 20; 2 Cr 33.6; Is 18.19; Lc 16.27 a 31.

Fonte Livro “Uma visão do Apocalipse”, autoria do pastor Cariolano Fagundes.

Transcrição: Pr. Airton Evangelista da Costa

Extraído do site palavradaverdade.com em 25/09/2013

[1] [2]Compartilhar [3]