Esqueceu a senha?

Os quatro equívocos

por Pr. Natanael Rinaldi - sáb nov 12, 10:52 pm

BÍBLIA E OCULOS

Ninguém gosta de ser chamado de ignorante. É algo ofensivo chamar alguém de ignorante. Entretanto, nós, os leitores da Bíblia, por falta de pesquisa mais séria da Palavra, ficamos às vezes ignorantes do que Deus quer de nós. Paulo declarou que há um tempo na nossa vida que somos ignorantes da vontade de Deus. Disse ele: “Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam, porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que já destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos” (Atos 17.30-31). Já, como crentes em Jesus, ficamos ignorantes de certas bênçãos que Deus quer que conheçamos. Podemos ser ignorantes dos dons espirituais: “Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes” (1Coríntios 12.1). Com relação à situação dos que já faleceram pode dar-se também o mesmo: “Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança” (1Tessalonicenses 4.13). Só há um meio de deixarmos de ser ignorantes: conhecer um pouco melhor a nossa Bíblia.

OS QUATRO EQUÍVOCOS NO LIVRO DE JÓ

I- O PRIMEIRO FOI O DE SATANÁS

Ele acreditava que Jó servia a Deus apenas por interesse (Jó 1.9-10). Nunca acreditou que alguém pudesse servir a Deus por amor. Para ele, quando alguém se aproxima de Deus sempre tem um interesse escondido.

II – O SEGUNDO FOI O DA ESPOSA DE JÓ

Ela pensava que a vida de Jó estava centrada nos bens e na saúde que ele possuía: suas propriedades, animais, servos e até mesmo nos filhos e filhas. É verdade que muitos se afastam de Deus por causa das perdas que sofrem. Jesus disse que a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens (Lucas 12.15).

III- O TERCEIRO FOI O DOS AMIGOS DE JÓ

Eles pensavam que os sofrimentos de Jó eram consequência de seus pecados (Jó 11.13-14) “Se tu preparares o teu coração, e estenderes as tuas mãos para ele; se há iniquidade na tua mão, lança-a para longe de ti e não deixes habitar a injustiça nas tuas tendas”. Zofar, amigo de Jó, julgava que as dores de Jó eram um castigo dos céus. Hoje se dá que qualquer coisa de ruim que acontece com alguém é porque Deus está castigando.

IV- O QUARTO FOI O DO PRÓPRIO JÓ

“Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te veem os meus olhos” (Jó 42.5). Como podia um homem íntegro, reto e temente a Deus não conhecer a bondade divina? Muitos só conhecem a Deus porque ouvem falar dele. Nunca tiveram uma experiência pessoal como o novo nascimento (João 3.3-5; 2Coríntios 5.17; Colossenses 3.1-3). Ignoram que são filhos espirituais de Deus (1 João 3.1-3).

Pr. Natanael Rinaldi


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

1 Comentário

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. muito bom este estudo

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement