Esqueceu a senha?

Paganismo entre as Testemunhas de Jeová

por Prof. Paulo Cristiano da Silva - qui set 06, 11:31 pm

Uma das características entre as TJ é seu extremismo a respeito das chamadas práticas pagãs da cristandade. Elas dão este nome a diversos costumes, doutrinas e comemorações que os cristãos crêem e praticam. Pois para elas tudo tem uma origem pagã.

Sendo assim não comemoram:

. Natal;

. Páscoa;

. Ano Novo;

. Aniversários;

. Dia das mães;

. Dia dos namorados;

. Feriados nacionais políticos. (Raciocínios à base das Escrituras, pág. 167-174)

Mas veja que eles coam um mosquito e deixam passar um elefante, sendo que práticas consideradas pagãs são toleradas pelos líderes das TJ’s.

ALIANÇAS

A aliança é usada pelas TJ’s sem nenhum problema, até mesmo aparece um casal exibindo uma bela aliança numa foto em A Sentinela de 15/11/1995, pág. 31, que trata sobre o assunto do casamento. Mas o que muitas TJ’s não sabem é que usar aliança é de origem pagã como elas mesmos admitem, vejamos:

No livro “Revelação seu grande clímax está próximo” na pág. 236 (no rodapé) a aliança é claramente identificada com costumes pagãos.

“Indicando a origem não-cristã de muitas das doutrinas das cerimônias da cristandade e das práticas da cristandade apóstata, o cardeal católico romano John Henry Newman, do século 19, escreveu…’O emprego de templos…incenso, lâmpadas e velas, o anel nos casamentos…são todos de origem pagã” e advertem: “Jeová…ao invés de santificar tal idolatria, admoesta os cristãos ‘Saí do meio deles e separai-vos,…e cessai de tocar em coisa impura…’”

Mas as TJ’s longe de rechaçar tal coisa, defendem seu uso a ponto de chamar de “extremista” o TJ que era contrário à prática.

“Estes estavam também inclinados a ter pontos de vista extremistas com relação a diversos assuntos. Por exemplo, achavam ser errado a noiva vestir-se de branco e o uso de alianças” (Despertai 22/10/2000, pág. 23)

“Alguns costumes que outrora eram de natureza religiosa já não o são em muitos lugares. A aliança, por exemplo, outrora tinha significado religioso, mas hoje em dia já não tem na maioria dos lugares. Por isso, muitos cristãos verdadeiros aceitam o costume local de usar aliança como evidência de estarem casados. Em tais assuntos, o que geralmente conta é se atualmente o costume em questão está vinculado com a religião falsa” (A Sentinela 1/9/1992, pág. 30)

Raciocine: Aliança sim, aniversária não. Porque? Se a razão de se liberar o usa da aliança é porque hoje ela não tem mais ligação com costumes religiosos, não podemos dizer o mesmo dos aniversários? Atualmente possuem sentidos religiosos os aniversários, os dias das Mães, dos namorados e pátrios? Mas porque não os comemoram as TJ’s? Demais disso está realmente à aliança isenta de sentido religioso? Claro que não! Só existe uma razão para as TJ’s continuarem a não comemorar aniversários criando até divisões dentro da família: obediência cega ao Corpo Governante.


CRENÇA NUM PARAISO

Quanto a crença num paraíso diz a A Sentinela de 15/11/2000 que era aceita entre povos pagãos:

“A crença num paraíso original, perdido por causa do pecado, era amplamente aceita entre os antigos babilônios, assírios, egípcios e outros.”

Raciocine: Se era aceita entre povos pagãos a crença num paraíso não daria o caso das TJ’s estarem pregando algo manchado pelo paganismo? Teria autoridade tal religião para censurar a doutrina da alma imortal, do inferno de fogo e da Trindade só porque os pagãos tinham uma crença parecida? Veja ainda que elas dizem “Mui freqüentemente, existe um fato histórico central, ou um personagem, ou ainda um evento, que mais tarde foi exagerado ou distorcido, formando o mito. Um desses fatos históricos é o registro bíblico da criação. (O Homem em busca de Deus, pág. 41/2). Não se enquadraria nesta explicação a Trindade, a alma e o inferno? Não poderiam ter sido distorcidos igualmente pelos pagãos? Há base para rejeitarmos o batismo, a doutrina do logos, a santa ceia, o nascimento virginal de Cristo só porque os pagãos tinham em seu bojo religioso algo parecido? O que diria você de uma Organização parcial como essa?”


EMBALSAMAR O CORPO

A Sentinela de 15/6/1982, pág. 11 diz que a mumificação era uma pratica pagã associada com a crença na alma imortal.

“Todavia, diferente dos israelitas os egípcios criam que a alma era imortal, e a embalsamação realizada por eles estava associada a essa idéia falsa”

Mas o Corpo Governante defendem a posição de José ao embalsamar o corpo de Jacó nos seguintes termos:

“Os egípcios costumavam embalsamar os mortos. O fiel patriarca José não reagiu mecanicamente, dizendo: ‘Este é um costume pagão, de modo que nós, hebreus, temos de evita-lo’Em vez disso ordenou aos seus servos, os médicos, que embalsamassem seu pai…” (A Sentinela 15/10/1991)

Raciocine: Se hoje em dia José comemora-se um aniversário, ou dia das mães ou mesmo o ano novo, estaria ele errado só porque em alguma época isto foi associado com alguma forma de superstição? Então porque as TJ’s evitam tais costumes dizendo “Este é um costume pagão, de modo que nós, cristãos verdadeiros temos de evita-lo”.

“Na verdade, o dia 25 de dezembro foi escolhido pelos romanos como o dia de aniversário do deus-sol… os cristãos apóstatas adotaram essa data para celebrar o nascimento de Cristo. Por causa disso, os genuínos cristãos não celebram o natal nem outras festividades religiosas que se baseiam em crença da religião falsa.” (Conhecimento que conduz a Vida Eterna, pág. 126)

Estaria sendo coerente você em rejeitar a comemoração de um simples ano novo ou Natal enquanto Jacó e Jesus receberam em seus corpos um costume que estava ligado à crença na alma imortal? Pense nisso!


CREMAÇÃO

O que dizem as TJ’s sobre alguns costumes referentes à morte da pessoa?

“Certos costumes refletem a crença de que o homem tem uma alma imortal que sobrevive à morte do corpo…” (Raciocínios à base das Escrituras, pág. 247)

De onde vem o costume da cremação?

“Na antiguidade, a prática da cremação provinha de duas razões diferentes: a necessidade de trazer de volta os soldados mortos, para receberem sepultura em sua pátria, como ocorria entre os gregos; ou de convicções religiosas, como entre os escandinavos, que acreditavam assim libertar o espírito de seu invólucro carnal e evitar que o morto pudesse causar algum mal aos vivos.” (©Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações Ltda.)

As TJ’s se importam com isso?

“A cremação não impede a ressurreição da pessoa. E se as cinzas forem espalhadas com a motivação correta e sem cerimônias da religião falsa, então não é incompatível com as Escrituras” (A Sentinela 15/9/1996).

Raciocine: uma motivação correta sem cerimônias religiosas pode purificar um costume de seu elo com o paganismo? Pode-se dizer o mesmo dos aniversários, do dia das mães, do ano novo? Poderia você comemorar o dia de Natal com motivação correta sem cerimônias religiosas imposta pela religião falsa?


O USO DE FLORES NO ENTERRO.

Na A Sentinela de 15/10/1991 pág. 30/1, sob a pergunta dos leitores: “Quando alguém morre, é correto os cristãos darem flores á família ou enviarem flores para o local em que se realiza o funeral?”

A mesma revista responde: “Em alguns países é costume fazer isto. Mas o uso de flores em funerais às vezes tem significado religioso. Portanto, examinemos o assunto em pormenores, especialmente em vista de haver outros costumes que talvez pareçam ter ligações similares coma religião falsa.”

O uso de flores tem ligação com o paganismo?

“As flores relacionam-se com o domínio sagrado por sua ligação com deuses e deusas.”

“Cônscios de que as flores têm sido usadas em relação com a religião falsa, alguns cristãos acham que não devem dar ou enviar flores para um funeral”

Se tais costumes têm relação com o paganismo estaria certa uma TJ se abster de tais práticas?

“Fica claro que o uso pagão de flores ou de grinaldas não significava que os adoradores verdadeiros sempre tinham que evitar usa-las”

É verdade que “A Sentinela” defende práticas pagãs de maneira camuflada?

“No entanto, todos os tipos de objetos, desenhos e práticas receberam, em certa época ou lugar, uma interpretação falsa ou estiveram relacionados com ensinos não bíblicos. Arvores foram adoradas, o formato do coração foi encarado como sagrado, o incenso foi usado em cerimônias pagãs.” E arrazoam dizendo: “Significa isto que o cristão nunca deve usar incenso, incluir arvores em decoração alguma ou usar jóias com formato de coração? ESTA NÃO É UMA CONCLUSÃO VÁLIDA”(ibdem)

Só porque certos costumes tiveram práticas relacionadas com o paganismo no passado não é razão sólida para os rejeitarmos hoje em dia. É isto o que crê o Corpo Governante? Parece que sim, veja:

“O genuíno cristão deve considerar: Será que seguir determinado costume daria a entender que adotei crenças ou práticas não bíblicas? A época e o lugar podem influir na resposta. (É possível que certo costume 9ou desenho) tenha tido um significado relacionado com a religião falsa milênios atrás ou que tenha hoje tal significado num país distante. Mas sem fazer uma investigação que consome muito tempo, pergunte-se: Qual é o conceito comum onde moro?” (ibdem)

Raciocine: Parece que em última análise o que manda é mesmo o costume do local! E a relação com o paganismo, onde fica? Veja que o Corpo Governante usa dois pesos e duas medidas nesta questão. Quando fala do Natal da Páscoa, Ano Novo, aniversários, dia das mães dizem que os “genuínos cristãos”- que segundo eles são apenas as Testemunhas de Jeová – não se associam com tais práticas porque estão manchadas com práticas pagãs; mas quando se trata de coisas que do ponto de vista do Corpo Governante são inofensivas, aí então o critério de avaliação não é mais o paganismo, mas a época e local. Bem disse Jesus a respeito de tais pessoas: “Guias cegos! que coais um mosquito, e engulis um camelo.” (Mateus 23:24) Demais disso se uma TJ morasse em um pais muçulmano que não tem por costume comemorar o natal e a páscoa, estaria errada uma TJ comemora-los, já que o que manda neste caso é a localidade?

O que se percebe é que as TJ’s obedecem cegamente seus líderes de Brooklyn, Nova Iorque. Não raciocinam por conta própria, mas deixam que o Corpo Governante pense por elas.

Com todo o respeito a você amigo TJ, e gostaríamos que não se ofendesse, mas refletisse por si mesmo: o que tem crido nestes últimos anos; é palavra de Deus ou de Homem falíveis? Medite no que o próprio Corpo Governante diz:

“Precisamos examinar não só o que nós mesmos cremos, mas também o que é ensinado pela organização religiosa com que talvez nos associemos… Se amarmos a verdade, não precisamos temer tal exame” (A Verdade que Conduz a Vida Eterna, pág.13).

E ainda: “Qual deve ser sua reação caso se lhe apresente prova de que aquilo em que crê é errado?… Será que o orgulho e a obstinação lhe impediriam admitir que está na estrada errada? (Poderá Viver Para Sempre… pág.33).


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

8 Comentários

Comentários 1 - 8 de 8Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Nota-se que vc leva o tempo distorcendo assuntos pelos quais vc não deveria ter interesse. Qual seu interesse nisso? 

    1. Alice, TJ ….?! 
      qual seria o interesse em permitir-se que um ente familiar querido faleça por falta de transfusão de sangue em um hospital padrão ? é muita calhordice sua em distorcer os fatos. 

  2. Acho tão engraçado que até alguns líderes religiosos admitiram por exemplo que o natal é uma data pagã e outros teimam em dizer q não é. ..o protestantismo é uma religião tão engraçada e irônica kk

    1. é irônica e engraçado deixar ente familiar falecer no hospital por falta de transfusão de sangue ?

      se tem algum “pagão” aqui, este alguém é o sr. 

  3. Se tá por fora seu apóstata descendente de víboras , 2 Timóteo 4:1 é p vcs…..descendência de Satanás

  4. ESTÁ DE PARABÉNS AMIGO, POIS QUEREM ENSINAR OS OUTROS E ANDAM TODOS ERRADOS, MARCANDO DATAS FALSAS E REBAIXANDO A CRISTO JESUS

  5. Ah que pena! Nada de novo nesse site argumentos e questionamentos contras as TJ que são mais velhos que minha vó. Lambadas, Aliança, cremação e blá blá vaaculharam as centenas de publicações das TJ para dizer que elas são pagas com esses fatos fúteis.
    Vocês estão precisando melhorar

    1. a sua vó não é argumento ok, porém acredito que nem ela concordaria em deixar parente TJ falecer no hospital por desobedecer procedimento médico quando há necessidade urgente de transfusão de sangue, no Brasil já morreu muito TJ por causa dessa fanatismo vide 1 Timoteo 5:8

Comentários 1 - 8 de 8Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement