Esqueceu a senha?

Por que devemos aprender sobre o Islã?

por Artigo compilado - ter abr 24, 10:05 am

Os cristãos às vezes se perguntam: “Por que devemos aprender sobre o Islã?” Há muitas razões pelas quais as pessoas em geral, mas especialmente os cristãos, devem aprender sobre o Islã. Consideremos cinco delas.

Primeiro, os números. O islamismo é a segunda maior religião na história (após o Cristianismo). Existem cerca de 1,6 bilhões de muçulmanos no mundo. Isso é mais de um quinto da população mundial. Atualmente existem mais de 1200 mesquitas nos Estados Unidos e mais de 6000 na Europa. E de acordo com muitas fontes, o Islã é a religião de mais rápido crescimento no mundo. Então, o Islã é grande e está ficando maior. Quando muitas pessoas acreditam em algo, é uma boa ideia aprender o que elas acreditam.

Segundo, os Cristãos não podem comunicar o Evangelho claramente aos muçulmanos sem entender o que os muçulmanos acreditam, porque o Alcorão distorce o significado das reivindicações Cristãs. Por exemplo, os Cristãos afirmam que Jesus é o Filho de Deus. Mas quando dizemos: “Jesus é o Filho de Deus”, os muçulmanos pensam que estamos afirmando que Deus fez sexo com uma mulher e produziu Jesus como descendente. Eles acreditam nisso porque o Alcorão diz: “Como Deus pode ter um filho quando ele não tem esposa?” (Sura 6, verso 101). Agora, quando os Cristãos chamam Jesus de Filho de Deus, não estamos falando que Deus tenha relações sexuais e produz uma prole. Nenhum cristão jamais quis dizer isso. Mas é isso que os muçulmanos pensam que queremos dizer, porque o Alcorão diz que é isso que significa chamar alguém de Filho de Deus.

Há um problema semelhante quando se trata da doutrina da Trindade. De acordo com o Alcorão (Surah 5, verso 116), os Cristãos acreditam em uma Trindade composta por Deus, Jesus e Maria. Aqui, novamente, nenhum Cristão jamais acreditou nisso. Mas há muçulmanos que pensam que acreditamos em uma Trindade composta de Deus, Jesus e Maria, por causa de como o Alcorão distorce as doutrinas Cristãs. Então, se não sabemos o que os muçulmanos acreditam, não entenderemos como eles estão interpretando mal o que dizemos quando pregamos o Evangelho.

Em terceiro lugar, os muçulmanos são treinados para desafiar as principais doutrinas do Cristianismo. Jesus ensinou aos seus seguidores muitas coisas, mas quando pregavam o Evangelho no Livro de Atos, eles pregavam que Jesus é o divino Filho de Deus, que morreu na cruz pelos pecados e ressuscitou da morte – deidade, morte e ressurreição. Estes são os três ensinamentos fundamentais do Evangelho Cristão. O Islã nega todos os três, e assim os muçulmanos são ensinados a desafiar os Cristãos nessas questões. Os muçulmanos são ensinados a atacar o Cristianismo, onde mais importa. Se os Cristãos não conhecem o Islã, não saberemos como os muçulmanos vão desafiar nossas crenças e não saberemos como desafiar suas crenças.

Em quarto lugar, muitos muçulmanos são tão confiantes de que o Islã é verdadeiro (porque lhes foi dito toda a vida que é indiscutivelmente a verdade) que eles não podem considerar seriamente quaisquer alternativas ao Islamismo. Meu melhor amigo na faculdade era muçulmano. Foi por isso que eu comecei a estudar o Islã. Falamos sobre o Cristianismo por alguns anos, mas ele estava tão confiante que o islamismo era verdadeiro, que realmente ele não estava levando o Cristianismo a sério. Foi só depois que começamos a olhar para alguns dos problemas com Muhammad e com o Alcorão que ele percebeu: “Talvez o que me disseram sobre o Islã toda a minha vida não é verdade. Talvez eu precise pensar sobre tudo isso com mais cuidado.” Ele é um Cristão agora. Ele é um dos palestrantes do Ministério Internacional de Ravi Zacharias. Assim, dar aos muçulmanos alguns fatos sobre Muhammad e o Alcorão é crucial, e não podemos dar-lhes esses fatos a menos que saibamos quais são os fatos.

Em quinto lugar, o Islã prospera em uma atmosfera de ignorância. Conheci muitos convertidos ao Islã ao longo dos anos. Mas nunca conheci uma única pessoa que se converteu ao Islã depois de estudar cuidadosamente o Islã. Quando encontro um convertido ao islamismo, e pergunto: “Por que você se converteu ao islamismo?” É quase sempre porque a pessoa recebeu informações falsas. A razão pela qual tantas pessoas se apaixonam por esta informação falsa é que existe uma atmosfera geral de ignorância sobre o Islã, que permite que os pregadores muçulmanos digam praticamente tudo o que eles querem, porque ninguém vai corrigi-los. Esses pregadores são então livres para adaptar sua mensagem aos valores [morais e culturais] de seu público. No Ocidente, acreditamos nos direitos das mulheres, então o pregador muçulmano diz: “Você acredita nos direitos das mulheres? Muhammad foi um campeão dos direitos das mulheres. Ele provavelmente era o maior defensor das mulheres que já viveu”. As pessoas no Ocidente geralmente têm um alto respeito pela ciência, então o pregador muçulmano diz: “O Alcorão está cheio de afirmações científicas que só puderam ser verificadas séculos após a morte de Muhammad . A ciência prova que o islamismo é a verdade”. Numa área em que ninguém sabe muito sobre o Islã, muitas pessoas acreditam no que ouvem desses pregadores muçulmanos e se convertem ao Islã. A única maneira disso parar é se chegarmos a um ponto em que conhecemos o suficiente sobre o Islã para refutar as declarações falsas. Quando um pregador muçulmano diz: “Muhammad foi um campeão dos direitos das mulheres”, as mãos precisam ser levantadas para fazer uma pergunta sobre os versículos do Alcorão que o refutam.

Então, o Islã já é uma religião massiva, e está crescendo rapidamente; Os muçulmanos geralmente não entendem o Evangelho porque estão interpretando mal nossas reivindicações com base na distorção do Alcorão de nossas reivindicações; Os muçulmanos foram ensinados a criticar as principais doutrinas Cristãs; muitos muçulmanos não podem levar o Evangelho a sério até que suas próprias crenças tenham sido desafiadas; e as pessoas estão se convertendo ao Islã com base em informações falsas – todas essas são razões para que os Cristãos aprendam sobre o Islã.

Por David Wood, Tradução Walson Sales

Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=NDsMn15jmRU


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement