- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Por que não usamos o ósculo em nossas saudações?

O ósculo santo, como o chama Paulo, ou ósculo de caridade, como o denominou posteriormente Pedro; era uma saudação de trato ou hábito puramente social, que teve lugar entre os irmãos componentes de algumas igrejas nos dias apostólicos, mas sem finalidade religiosa, sem que se consti­tuísse doutrina nem meio de santificação, pois quem santifica a Igreja é Jesus, pelo Espírito Santo.

Sendo o ósculo, apenas, uma forma de trato social, passou com o tempo e ficou sujeito a mudanças como mudam os costu­mes regionais, que ora são abolidos, ora transformados, ora substituídos. Os hábi­tos morais são os que mais se arraigam à sociedade, e, mesmo assim, sofrem trans­formações ou são esquecidos.

Destarte, reiterando o que foi dito algures, o ósculo, como todos os costumes so­ciais era periódico, sujeito a mutações com o passar do tempo. Assim aconteceu, e dizemos que caiu em desuso.

Também se deve levar em conta o sen­tido higiênico, pois o beijo pode até transmitir doenças. Devemos também conside­rar o desenvolvimento da maldade do cora­ção humano. Ademais, “A paz do Senhor” quando dada com sinceridade, traduz todo o amor e apreço cristão.

Extraído do livro “A Bíblia Responde” – Editora CPAD

[1] [2]Compartilhar [3]