Esqueceu a senha?

Por que ter medo da verdade?

por Artigo compilado - sáb nov 02, 10:29 am

Sim, essa é a pergunta feita na edição de 15 de outubro de 1962 da revista A Sentinela [em inglês]. O artigo dá alguns excelentes exemplos da razão por que algumas pessoas têm medo da verdade. O artigo naturalmente deixa implícito que as Testemunhas de Jeová são muito diferentes dos outros neste aspecto. Claro que elas são destemidas e intransigentes na sua procura da verdade.

A questão que se impõe neste assunto é a seguinte: São as Testemunhas de Jeová diferentes de todas as outras pessoas quando confrontadas com evidência que contradiz o seu próprio sistema de crenças? Estão as Testemunhas de Jeová com medo de investigar a história e ensinos da organização? Será que elas fazem isso com plena confiança de que a verdade prevalecerá ou têm um medo tão grande, que não se atrevem a empreender qualquer investigação? A Sociedade Torre de Vigia encoraja as Testemunhas de Jeová individuais a investigar esses assuntos?

O artigo acima citado disse:

“Quando as Testemunhas de Jeová tocam às portas das pessoas no decurso do seu trabalho educacional cristão, algumas pessoas recusam-se a trabalhar com elas, chegando mesmo a fechar-lhes a porta na cara de maneira rude, e outras declinam ler quaisquer das suas publicações porque, conforme declaram, os seus ministros proibiram-nas de as ler. Não estão estas pessoas manifestando o mesmo medo da verdade que aqueles que se recusaram a escutar Paulo?” (The Watchtower [A Sentinela], 15 de junho de 1962, p. 358 [em inglês])

Que horrível! Imagine só! Algumas pessoas de fato recusaram falar com as Testemunhas de Jeová, e declinaram ler quaisquer publicações da Torre de Vigia! E isso torna-se ainda mais claro quando elas deram a razão. Os seus ministros proibiram-nas. Ora, ora, quão apropriada é a conclusão tirada na mesma citação.

Essas pessoas estavam “manifestando o mesmo medo da verdade que aqueles que se recusaram a escutar Paulo”. Sim, claro que concordo totalmente, pessoas que nem sequer falam ou lêem algo, só porque os seus ministros assim lhes ordenaram, de fato manifestam um medo muito grande da verdade!

Como é que as destemidas Testemunhas de Jeová reagiriam se alguém ocupado em trabalho educacional viesse à porta delas e quisesse que elas lessem matéria que critica as suas crenças? Se as Testemunhas de Jeová se recusassem a falar, e declinassem a leitura, não estariam elas manifestando o mesmo medo da verdade que as pessoas descritas na citação acima? Se elas declinassem ler simplesmente porque os seus “ministros” proibiram isso? São as Testemunhas de Jeová diferentes daquelas pessoas descritas acima?

Vejamos:

“Ora, o que fará então quando se vir confrontado com ensinos apóstatas — raciocínios sutis — afirmando que aquilo que você crê como Testemunha de Jeová não é a verdade? Por exemplo, o que fará se receber uma carta ou alguma literatura, e, abrindo-a, vê logo que procede dum apóstata? Será induzido pela sua curiosidade a lê-la, só para ver o que ele tem a dizer?” (A Sentinela, 15 de março de 1986, p. 12, §7)

Sim, de fato, o que fará? E ainda mais interessante, o que os seus “ministros” desejariam que você fizesse? Bem, esta imagem e a legenda dão a resposta:

Quando a Torre de Vigia proíbe os seus membros de lerem literatura que os critica, e a rotula de “pornografia espiritual”, ela espera ser obedecida sem hesitações. Ao mesmo tempo, a Torre de Vigia afirma que pessoas que se recusaram a ler a sua própria literatura tomaram essa atitude porque têm medo da verdade! Quando as Testemunhas de Jeová fazem exatamente o mesmo, não vemos a palavra medo mencionada em parte alguma. Concordo que os ministros não podiam ter muita confiança nos seus ensinos e no seu rebanho, mas será que os líderes da Sociedade Torre de Vigia são diferentes em algum aspecto? Mas como os líderes da Torre de Vigia, por razões compreensíveis, não podem usar a palavra medo, qual é a razão que eles apresentam para as Testemunhas de Jeová não lerem a matéria?

“Quando outra pessoa nos diz: ‘Não leia isso’, ou: ‘Não escute isso’, talvez fiquemos tentados a desconsiderar seu conselho. Mas, lembre-se de que, neste caso, é Jeová quem nos diz na sua Palavra o que devemos fazer.” (A Sentinela, 15 de março de 1986, p. 13, §10)

Raciocínios sutis, não acha? Quando todas as outras pessoas se recusam a ler as publicações da Torre de Vigia, isso deve-se a medo da verdade. Quando as Testemunhas de Jeová se recusam a investigar as suas próprias crenças, é porque Deus proibiu isso!

A verdadeira razão por que tanto os ministros como a Torre de Vigia proíbem que os seus seguidores leiam literatura crítica é resumida de forma excelente nesta citação:

“Os líderes religiosos não estavam felizes por as pessoas comuns estarem sendo libertadas. Eles não queriam perder a sua posição de autoridade e o controlo que tinham sobre as pessoas.” (The Watchtower [A Sentinela], 15 de junho de 1962, p. 357 [em inglês])

Naturalmente, os líderes da Torre de Vigia não estão mais interessados do que os líderes da cristandade em perder a autoridade e controlo que exercem sobre as Testemunhas. Essa é precisamente a idéia subjacente às religiões, ‘controlar’ o indivíduo e manter esse “controlo”.

Conforme podemos ver, as Testemunhas e a Torre de Vigia não são diferentes em nada de todos os outros que querem acreditar numa ilusão em vez de conhecer a verdade. Pessoas com tal atitude mental nunca sentirão verdadeira liberdade. Muitas pessoas religiosas apegam-se a crenças religiosas para as quais não há apoio bíblico ou qualquer outro, e elas naturalmente têm receio de tudo o que trate disso e, compreensivelmente, têm medo da verdade. Elas simplesmente não querem encarar o fato de que as crenças que elas tanto prezam são apenas invenções da imaginação humana. Conforme podemos observar diariamente neste fórum, não há absolutamente nada mais assustador para uma Testemunha de Jeová fiel do que a verdade!

Norman Hovland do site corior.blogspot.com em 02/11/2013

 


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement