- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Portanto, vigie

olhando-o-cc3a9u (1)

Portanto, vigiem, porque vocês não sabem quando o dono da casa voltará: se à tarde, à meia-noite, ao cantar do galo ou ao amanhecer. Se ele vier de repente, que não os encontre dormindo! O que lhes digo, digo a todos: vigiem(Mc 13.35-37)

 Você já reparou quantas advertências temos no Novo Testamento acerca da necessidade de vigiarmos? O próprio Senhor Jesus deu muita ênfase a esta necessidade. Por exemplo, em Marcos 13.32-37, em somente seis versículos, Ele ressalta seis vezes que devemos “ficar atentos”, “não sermos encontrados dormindo” e “vigiarmos”. Vigiar significa cuidar atentamente, zelar, observar com cuidado, proteger contra perigos, ser prudente, antecipar perigos e ameaças.

A Bíblia nos recomenda a vigilância em face aos perigos espirituais que nos cercam. Em IPedro 5.8, encontramos: Estejam alertas e vigiem. O Diabo, o inimigo de vocês, anda em redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar. Sendo este texto verdadeiro, isto significa que neste exato momento, amigo que lê este texto, alguém que odeia sua vida está a espreita, cheio de más intenções. E o que fazer quanto a isto? Vigie.

A Bíblia nos alerta para o perigo das fraquezas da carne. Em Mateus 26.36-41, quando Jesus estava no Getsêmane com três dos apóstolos, Ele demonstrou sua insatisfação pelo sono e falta de vigilância dos discípulos. No verso 41, Jesus declarou: Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca. Nossa carne precisa ser vigiada, caso contrário, nos levará por caminhos de perdição e desonra. Vigie sua carne.

A Bíblia nos manda vigiar nossos lábios. Em Salmo 141.3, o Salmista ora a Deus: Coloca, Senhor, uma guarda à minha boca, vigia a porta de meus lábios. Infelizmente, não são poucos os que ignoram que palavras são decretos. Uma palavra maldita pode abrir oportunidade para prejuízos terríveis. Quem fala muito tem mais possibilidade de pecar. Vigie seus lábios.

A Bíblia nos ensina a vigiar nossos sentimentos. Em Provérbios 4.23-27, o Senhor nos ensina a necessidade de vigiarmos nossos corações e que desta atitude dependem todas as áreas de nossas vidas. Sentimentos como rejeição e amargura são por demais destrutivos. É preciso vigiar para não deixar de raízes malignas brotem em seu coração. Vigie seu coração.

O Senhor Jesus enfatizou, especialmente, a necessidade de vigiarmos até a volta do Filho do Homem. Esta é a ênfase do texto de Marcos 13.35-37. Jesus voltará com poder e grande glória e importa que os filhos de Deus estejam preparados para isto. Portanto, vigie.

Extraído do site paulopetrizi.blogspot.com.br/ em 03/06/2014

[1] [2]Compartilhar [3]