- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Prefeitura recua e tira “direito” de travestis

Prefeitura recua e tira direito de travestis ocuparem ala feminina em hospitais

Durou sete dias a resolução que permitia travestis e transexuais ocuparem as enfermarias conforme a identidade de gênero

Rio – A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, voltou atrás na decisão de conceder o direito a travestis e mulheres transexuais ocuparem as alas femininas e homens transexuais as alas masculinas nas unidades de saúde do Município. A resolução inicial havia sido comemorada por entidades ligadas aos direitos LGBTs. Com a revogação, caberá às equipes médicas decidir onde instalar os pacientes. Na última segunda-feira, o pastor Silas Malafaia agradeceu ao prefeito Eduardo Paes por revogar a medida.

O secretário municipal Saúde, Daniel Soranz, comentou em poucas palavras a nova decisão tomada no dia 9, apenas sete dias depois da anterior. ” Cabe aos médicos decidirem o melhor lugar onde as pessoas devam ser instaladas nas unidades de saúde do Rio. A resolução apenas estabelece o que deve ser feito corretamente.”, disse. Quando questionado o motivo da nova resolução o secretário foi ainda mais sintético: “Tomamos a decisão por critérios técnicos”.

Secretário revogou medida apenas sete dias após colocá-la em pratica. Motivo: “Critérios técnicos”

Foto:  José Pedro Monteiro / Agência O Dia

Em vídeo no Youtube, o pastor Silas Malafaia, que anteriormente havia criticado a medida que possibilitava a internação conforme a identidade de gênero, elogiou o prefeito Eduardo Paes pelo recuo. “Essa resolução esdrúxula, estúpida, inconsequente não é dar direito, é dar privilégio a um grupo. Quer fazer uma enfermaria para travesti, para transexual? Eu não tenho nada contra, é problema de cada governo. Agora, infligir as mulheres a isso? Isso era uma afronta, uma vergonha. Parabéns ao prefeito Eduardo Paes. Parabéns pela sensatez”, disse o líder do ministério Vitória em Cristo da Assembleia de Deus.

FELIPE MARTINS

Extraído do site http://odia.ig.com.br/ em 16/06/2015

[1] [2]Compartilhar [3]