Esqueceu a senha?

Qual o significado de “Aquele que”?

por Artigo compilado - qui jun 18, 8:38 am

Não há escape. A Bíblia diz todo “aquele que” em referência à salvação que vem do céu por meio do Senhor Jesus Cristo.

Numa tentativa de se mostrarem mais instruídas (espertas) do que nós, algumas pessoas, incluindo os calvinistas, envolvem sua ideologia nos mantos de uma erudição equivocada. Diante de algo que é definido tão claramente pela Bíblia, os calvinistas precisam trabalhar no aspecto acadêmico para que sua doutrina espúria não seja desprezada de imediato.

Quando a decisão tem de ser tomada — e você tem de decidir sobre tais questões — nossa recomendação séria é que o leitor consulte sempre a Bíblia.

A frase pronominal todo “aquele que” [ou semelhantes] aparece 183 vezes na Bíblia: 73 no Antigo Testamento e 110 no Novo Testamento. Como nosso espaço aqui é limitado, gostaria de apresentar somente alguns exemplos. Ficará óbvio ao leitor casual, e absolutamente inegável ao estudante cuidadoso da Bíblia, que nela “todo aquele” significa, na verdade, todo “aquele que”.

  1. Provérbios 20.1

“O vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio.”

Jovem ou velho, rico ou pobre — o “todo aquele” de Provérbios 20 afirma que qualquer pessoa e todas as pessoas que ingerem bebida alcoólica são tolas.

Não há exceção nem isenção. O “aquele que” é inclusivo absoluto.

  1. Isaías 59.8

“Não conhecem o caminho da paz, nem há juízo nos seus passos; as suas veredas tortuosas, as fizeram para si mesmos; todo aquele que anda por elas não tem conhecimento da paz.”

Quando os seres humanos e as nações escolhem caminhos tortuosos, abandonam o “caminho da paz”. Qualquer um de nós pode decidir se afastar de Deus e mergulhar nos caminhos do mundo, mas “todo aquele” que segue esse percurso, faz isso por sua própria conta e risco.

Não há exceção nem isenção. O “aquele que” é inclusivo absoluto.

  1. Ezequiel 33.4

“Se aquele que ouvir o som da trombeta não se der por avisado, e vier a espada e o tomar, o seu sangue será sobre a sua cabeça.”

A trombeta da advertência nos alerta a prestar atenção, corrigir o percurso e proteger-se. Se decidimos ignorar a trombeta do vigia nos alertando, a culpa não é do vigia, se acabarmos mal. “Aquele que” deixar de obedecer deve assumir toda responsabilidade por si mesmo.

Não há exceção nem isenção!

  1. Mateus 5.41

“Se qualquer um te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.”

A abrangência de nossa responsabilidade cristã não está limitada à família e aos amigos. “Qualquer um” que precisar de nós é a única convocação que precisamos para caminhar a primeira e a segunda milha. “Qualquer um.”

Não há exceção nem isenção!

  1. Mateus 7.24

“Todo aquele que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha.”

Você escolhe onde construir. Pode escolher a rocha sólida ou a areia movediça. “Aquele que” escolhe a rocha é sábio. Pode não ser brilhante, pode não ser rico, mas é sábio!

Isso se aplica a todo mundo — sem exceção nem isenção.

  1. Mateus 10.32,33

“Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus.”

Se você se entrega a Cristo, ou deixa de se entregar, as consequências são previsíveis não importa quem você seja. Não dá pra reclamar dizendo que não sabia ou que há atenuantes. Não haverá parcialidade. “Aquele que” significa exatamente isso!

Não exceção nem isenção!

  1. Mateus 10.42

“E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão.”

A recompensa prometida pelo bem realizado a qualquer “pequenino” impotente e vulnerável está à disposição de todos nós. Algumas pessoas acham que não vale a pena fazer o que é certo, mas vale, sim. “Qualquer um que” significa você e eu! Dediquemo-nos a garantir o bem-estar daqueles que precisam de nós.

A antítese de fazer o bem é observada pelo “qualquer que” de Marcos 9.42:

“E qualquer que escandalizar um destes pequeninos que creem em mim, melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma grande pedra de moinho e que fosse lançado no mar.”

  1. Marcos 10.43

“Mas entre vós não será assim; antes, qualquer que, entre vós, quiser ser grande será vosso serviçal.”

Você quer ser alguém na vida? Pare de se achar o máximo! Pare de tocar sua própria trombeta! Torne-se servo de Deus e servo dos outros! “Qualquer que” desejar ser importante tem de ministrar muito bem ao outros para alcançar seu objetivo.

Não há exceção nem isenção!

  1. João 3.15,16

Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

Quando o assunto é eternidade, o Senhor tornou possível a salvação de todas as pessoas. “Aquele que” significa literalmente “aquele que”. Não se trata de um grupo escolhido ou de uma elite muito bem selecionada. O magistral plano da salvação está à sua disposição, não importa quem você seja, o que tenha feito ou onde tenha estado!

“Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas.” — João 12.46.

  1. Atos 10.43

“A este dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele creem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome.”

A mensagem consistente de todos os profetas do Antigo Testamento era messiânica. Os profetas anunciaram a vinda do Salvador e revelaram o plano de Deus para a salvação dos pecadores. Os profetas apontam para Jesus e dão testemunho a todos os que se achegarem a ele.

“Todos os que” buscarem Jesus ficarão livres da dívida do pecado. Não há exceção nem isenção!

Lembre-se: “Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.” — Romanos 10.13.

  1. Apocalipse 20.15

“E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.”

As consequências da rejeição a Cristo são catastróficas à potência máxima! O “lago de fogo” é um inferno literal, eterno queimante! Você não passaria as férias num lugar desses, passaria? Não passaria seu dia de folga ali, com toda certeza! Então por que se arriscaria a passar a eternidade inteirinha ali?

“Aquele que” significa exatamente isso — não há exceção nem isenção!

  1. Apocalipse 22.17

“E o Espírito e a esposa dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha; e quem quiser tome de graça da água da vida.”

Este é o último de muitos apelos que a Bíblia nos faz. Ele também menciona “aquele que”. A salvação “de graça” está à disposição, e você pode recebê-la “de graça”! A decisão é sua!

“Aquele que” vai a Cristo! Não há exceção nem isenção.

Alguns tentarão evitar a intenção clara desses versículos explicando que “aqueles” entre “os eleitos” ou “aqueles” entre “os escolhidos”. Isso é Calvinismo! O Calvinismo está muito distante das verdades da Bíblia. Não há nenhuma justificação para tal uso das palavras bíblicas, a não ser que a pessoa tenha segundas intenções.

Obviamente “quem quer que” significa exatamente isso. Quando um pastor ou professor tenta torcer esse significado, é bom abrir os olhos, porque estão conduzindo você por um caminho longo e tortuoso através do qual você não precisa viajar.

“Aquele que” na Bíblia significa literalmente todos nós — vermelhos, amarelos, negros, brancos; baixos, altos, ricos, pobres, jovens, velhos!

Quando Jesus nasceu em Belém, ele iniciou uma jornada de três décadas que o levaram à cruz em Jerusalém. Foi ali que “o SENHOR fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos” (Is 53.6). Isso é uma salva de palmas para o “qualquer um que”. Amém!

“Aquele que” significa simplesmente “aquele que”!

———–

(Dr. Shelton Smith – Sword of the Lord) – Fonte: Revista o amigão do pastor – Vol. 24 – 07 de julho/2014


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário