Esqueceu a senha?

Quantos por cento o Novo Testamento é confiável?

por Artigo compilado - sex jan 31, 2:12 pm

 biblia-aberta-branca

Alguns têm desafiado a precisão dos manuscritos do Novo Testamento (NT) baseados em uma declaração contida em nosso livro A General Introduction to the Bible, inadvertidamente atribuída a Bruce Metzer, de que o NT é copiado com 99,5% de exatidão. No entanto, esta é uma crítica inconsequente por várias razões. Em primeiro lugar, as autoridades textuais de NT Westcott e Hort estimam que apenas cerca de um sexto do texto resulta “trivialidades”, que podem ser chamadas de “variações substanciais”. Em suma, o NT é 98,33% puro. Em segundo lugar, o especialista em grego Ezra Abbott disse que cerca de 9/20 (95%) das leituras são “diferentes” em vez de leitura “rivais”, e cerca de 9/20 (95%) do restante não faz nenhuma diferença apreciável no sentido da passagem. Assim, o texto é 99,75% preciso. Em terceiro lugar, o erudito em NT grego A. T. Robertson observou que a verdadeira preocupação é com a “milésima parte de todo o texto”. Desse modo, o texto reconstruído do NT é 99,9% livre de preocupação real.

Philip Schaff estima que dos milhares de variações em todos os manuscritos conhecidos em sua época apenas 50 foram de real significado, e destas nenhuma afetou “um artigo de fé”. Mesmo o agnóstico e crítico do NT Bart Ehrman admite que “na verdade, a maioria das alterações encontradas no início de manuscritos cristãos nada têm a ver com a teologia ou ideologia. De longe, a maior parte das mudanças é o resultado de erros puros e simples – erros ortográficos, omissões acidentais, acréscimos inadvertidos, palavras mal escritas, erros de uma espécie ou de outra”.

O famoso especialista em manuscrito britânico Sir Frederick Kenyon resumiu bem a questão quando declarou que “o intervalo entre as datas da composição original e a mais antiga evidência existente se torna tão pequena que, de fato, é insignificante, e a última base para qualquer dúvida de que as Escrituras foram repassadas substancialmente como foram escritas foi agora removida. Tanto a autenticidade como a integridade geral dos livros do Novo Testamento podem ser consideradas como definitivamente estabelecida”.

Considere a seguinte mensagem: “V#ocê ganhou dez milhões de dólares”. Observe que, embora haja erro no texto, a mensagem é 100% compreensível.

Considere também esta mensagem com duas linhas e dois erros:

– Vo#ê ganhou dez milhões de dólares.

– V#cê ganhou dez milhões de dólares.

Aqui nós estamos ainda mais convictos da mensagem com dois erros nela. Na verdade, quanto mais erros como esse, mais certa é a mensagem, uma vez que cada nova linha traz uma confirmação de cada letra, exceto uma. O NT tem cerca de 5.700 manuscritos que fornecem centenas, e em alguns casos até mesmo milhares, de confirmações de cada linha dele.

Na verdade, pode haver uma elevada porcentagem de divergência nas letras e ainda uma identidade de 100% da mensagem. Considere as seguintes linhas:

– Você ganhou dez milhões de dólares.

– Tu ganhaste 10 milhões de dólares.

– Vocês ganharam US$ 10.000.000.

Observe que das 28 letras e números na linha dois apenas 7 na linha três são as mesmas. Isso é 25% da identidade das letras e números, mas a mensagem é 100% a mesma. Elas diferem na forma, mas são idênticas no conteúdo. O mesmo é verdadeiro com relação a todos os ensinamentos básicos do chamado NT.

Norman Geisler

ThM em Teologia e Ph.D. em Filosofia, fundador do Southern Evangelical Seminary, professor em diversas universidades americanas e considerado o maior apologista cristão da atualidade.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement