Esqueceu a senha?

Quem fez o diabo pecar?

por Norman Geisler - qua abr 30, 12:09 am

SATANÁS

Quem fez o diabo pecar?

Para os calvinistas extremados, a pergunta suprema e: quem fez o Diabo pecar? Quem causou o pecado de Lúcifer? Se a livre-escolha e fazer o que se deseja e se todos os desejos vem de Deus, segue-se logicamente que Deus fez Lúcifer pecar contra Deus! Mas e contraditório dizer que Deus age contra si próprio. Deus e essencialmente bom. Ele não pode pecar (Hb 6.18). Alias, ele não pode nem mesmo olhar com aprovação para o pecado. Habacuque diz a Deus: “Teus olhos são tão puros que não suportam ver o mal; não podes tolerar a maldade” (Hc 1.13). Tiago relembra-nos: “Quando alguém for tentado, jamais devera dizer: ‘Estou sendo tentado por Deus’. Pois Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta” (Tg 1.13).

Assim, se não for por outra razão, a posição do calvinismo radical deve ser rejeitada porque e contraditória. E a Bíblia exorta-nos a evitar “as ideias contraditórias” (lTm 6.20). Os opostos não podem ser verdadeiros ao mesmo tempo e no mesmo sentido. Deus não pode ser bom e não-bom. Ele não pode ser essencialmente bom e, ao mesmo tempo, ser contra essa bondade, dando a Lúcifer o desejo de pecar contra ele. Em resumo, Deus não pode ao mesmo tempo e no mesmo sentido estar a favor e contra si mesmo.

Consequentemente, alguns calvinistas menos radicais afirmam que I ) Deus não dá quaisquer desejos maus, apenas os bons. Contudo, essa posição traz dois problemas. Primeiro, por que Deus daria o desejo de lazer o bem somente a uns, e não a todos? Se ele e todo-amoroso, certamente deveria amar a todos, como a Bíblia diz que ele faz (Jo 3.16; lTm 2.4; 2Pe 3.9), Em segundo lugar, isso não explica a origem do desejo de pecar de Lúcifer. Se esse desejo não veio de Deus, então deve ter vindo dele mesmo. Nesse caso, seu ato original maligno foi auto causado, isto e, gerado pelo próprio Satanás — exatamente a ideia de livre-arbítrio do ser humano que o calvinista radical rejeita.

Quem fez o diabo?

Se Deus não fez o Diabo pecar, então quem fez? De maneira mais simples: quem fez o Diabo? As respostas bíblicas a essas perguntas são: Deus não fez o Diabo nem fez o Diabo pecar. Antes, Deus fez um anjo bom chamado Lúcifer, e este pecou livremente.

I ) Deus fez somente boas criaturas

A Bíblia afirma que Deus fez somente criaturas boas. Ao final de quase todos os dias da Criação, ela diz: “Deus viu que ficou bom” (Gn 1.4,10,12,18,21, 25). E, quanto ao ultimo dia, declara: “Deus viu tudo o que havia feito, e tudo havia ficado muito bom” (v. 31). Salomão acrescenta: “Assim, cheguei a esta conclusão: Deus fez os homens justos”  (Ec 7.29). As Escrituras nos dizem explicitamente que “tudo o que Deus criou e bom” (lTm 4.4). E um Deus absolutamente bom não pode fazer uma coisa má. Somente uma criatura perfeita pode vir das mãos de um Criador perfeito.

Deus deu livre-escolha às criaturas boas

Uma das coisas que Deus deu as suas criaturas boas foi um bom poder chamado livre-arbítrio. A raca humana intrinsecamente reconhece a liberdade como um bem; somente aqueles que usurpam e abusam desse poder a negam e, todavia, a valorizam e buscam para si mesmos. As pessoas nunca marcham contra a liberdade. Ninguém vê uma multidão nas ruas carregando cartazes dizendo “Abaixo a liberdade!” ou “Queremos a escravidão de novo!”. Mesmo que alguém fale contra a liberdade, ainda assim esta falando a favor dela, visto que valoriza a liberdade de expressar ideias. Em resumo, a livre-escolha e um bem inegável, visto que afirma o próprio bem, mesmo quando existe a tentativa de negá-la.

A livre-escolha é a origem do mal

Contudo, o poder da livre-escolha moral acarreta a capacidade tanto de escolher o bem que Deus designou para nos quanto de rejeita-lo. A última e chamada mal. E bom ser livre, mas a liberdade torna o mal possível. A liberdade da vontade e um bem em si, mas embutida nesse bem esta a capacidade de escolher o oposto do bem que, então, torna o mal possível.

Se Deus fez criaturas livres e se e bom ser livre, então a origem do mal esta no uso indevido da liberdade. Isso não e difícil de entender. Todos nos desfrutamos a liberdade de dirigir, mas muitos abusam dessa liberdade e dirigem imprudentemente. Todavia, não devemos culpar o governo de conceder carteira de motorista só porque alguns fazem mau uso do carro. Os que matam outros por dirigir irresponsavelmente são responsáveis pelo que aconteceu. Lembre-se: o governo que deu a permissão para dirigir também nos estabeleceu leis sobre como dirigir de maneira segura.

Da mesma forma, Deus e moralmente responsável por dar a boa coisa chamada livre-arbítrio, mas não e moralmente responsável por todos os males que fazemos com nossa liberdade. Salomao esclarece isso muito bem: “Assim, cheguei a esta conclusão: Deus fez os homens justos, mas eles foram em busca de muitas intrigas” (Ec 7.29). Em resumo, Deus fez o fato da liberdade; nos somos responsáveis pelos atos da liberdade.

O fato da liberdade e bom, embora alguns atos da liberdade sejam maus. Deus e a causa do primeiro, e nos, a causa dos últimos.

Extraído do Livro “Eleitos, mas livres” – Ed. Vida


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement