Esqueceu a senha?

QUERO! QUERO! QUERO!

por cacp - qui jan 06, 9:09 pm

Em 1Samuel, capítulos 8 a 12, lemos que o povo de Deus pediu: “Dê-nos um rei. Queremos ser iguais a todo mundo ao redor. Dê-nos o que desejamos”.

Geralmente, o que queremos e o que precisamos são coisas diferentes. Mas quero desejar o que devo ter. Três coisas específicas me vêm à mente.

Quero renovação do poder de Deus!

Igual a muitos cristãos de hoje, o povo de Israel queria ser igual a todo mundo, e este desejo iria lhes causar problemas com Deus. Até esse ponto da vida, Israel estava sendo governado por uma teocracia. Deus reinava.

Deus era o rei de Israel, e tinha um plano diferente para seu povo, mas os israelitas estavam infelizes com isso. Agora Deus iria lhes dar o que estavam querendo — um rei humano. Quando vamos aprender que “não podemos servir a Deus e ao Mamom?” (Mt 6.24).

Temos de largar mão de querer ser iguais aos outros. Vamos parar com isso de querer ser iguais a todo mundo, pois o povo de Deus não deve ser igual a este ou aquele. Somos e devemos continuar sendo um povo diferente.

O povo se reuniu contra a vontade de Deus e, em vez de lamentar, “se alegraram muito”, pois conseguiram o que desejavam. Receberam o que pediram, mas perderam o poder de Deus.

Quero o poder de volta!

Quero o renascimento do propósito de Deus!

Um número muito grande de igrejas acha que seu propósito é oferecer espetáculos ao povo, e o povo acha que deve ser entretido quando vai à igreja.

Se a pregação for contra o pecado, muita gente sai batendo os pés e recusa-se a voltar.

Hoje, nós também queremos o que os outros possuem. Queremos ser iguais à multidão mundana. Mas se continuarmos no rastro desses desejos, perderemos o rumo, pois é na vontade de Deus que encontramos segurança.

Quero o retorno dos preceitos de Deus!

Os preceitos de Deus, os próprios mandamentos e instruções que ele nos dá, deveriam sempre guiar nossos pensamentos e atitudes.

É importante compreendermos que os preceitos de Deus não são conselhos opcionais. Por que tantos filhos de Deus acham que só devem obedecer ao que foi comprovado com absoluta certeza?

A Bíblia nos manda fazer o que é certo, mas, no geral, parece que servimos a um Deus que não se importa nem pouco se obedecemos ou não às suas leis. Os mandamentos de Deus, seus preceitos, nos oferecem exatamente o que todo mundo procura — graça, misericórdia, paz. Encontramos felicidade quando guardamos os preceitos do Senhor.

Quando obedecemos ao que Deus ordenou, tratamos as pessoas do jeito que ele quer que as tratemos, e não do jeito que o mundo as trata.

Há muitos crentes que choramingam: “Eu quero! Eu quero! Eu quero!” Igual a uma criança de quatro anos que faz birra, esse pessoal, quando não ganha o que deseja, esperneia e berra querendo que sua vontade egoísta seja satisfeita. Temos de acabar com isso, e desejar as coisas que Deus deseja de todo o coração que tenhamos.

Pense em querer o que Deus quer!

Lemos em 1 Samuel 12.24: “Tão-somente temei ao SENHOR e servi-o fielmente com todo o vosso coração, porque vede quão grandiosas coisas vos fez”.

Ao meditar neste versículo, entendo que Deus conservou meu coração até um cristão pegar a Bíblia e apresentar-me o caminho da salvação.

Entendo que Deus trabalhou em mim — “Porque é mandamento sobre mandamento, mandamento e mais mandamento, regra sobre regra, regra e mais regra: um pouco aqui, um pouco ali” (Is 28.10) — para me deixar pronto para o chamado do ministério da pregação.

Eu quero — o poder de Deus de volta às nossas vidas! Eu quero — o retorno dos propósitos de Deus às nossas vidas! Eu quero — uma multidão de cristãos seguindo os preceitos de Deus.

Quero! Quero! Quero!

Pr. Mike Myrick

FONTE: AMIGÃO DO PASTOR  – VOL. 22 – Nº 12 DEZ/2012


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement