Esqueceu a senha?

Questões respondidas sobre o dízimo

por Pr. Natanael Rinaldi - ter jul 08, 2:16 pm

dizimoseoferta

PERGUNTA: Como proceder em relação ao dízimo no caso de não haver renda certa como acontece, por exemplo, com os comerciantes?

RESPOSTA: Se não sabe a rentabilidade do seu ramo de vida, no fim de cada mês, não se preocupe. Faça uma estimativa, e de açodo com a mesma, pague os seus dízimos. No fim do ano, quando o seu contador fizer balanço geral dos seus negócios, grandes ou pequenos, reponha o que faltar. Se, por acaso houve pagamento a mais, o que dificilmente acontece, diminua a diferença nos dízimos do ano seguinte.  Se, porém, o seu caso não se enquadra neste plano, porque você é um vendedor ambulante e não tem escrita organizada, então faça o seguinte: Separe o dízimo de toda a despesa que você fizer com a manutenção da família, sem omitir coisa alguma.

PERGUNTA: O dízimo inclui também o 13º Salário e outras rendas que o crente tenha?

RESPOSTA: Certa vez, os fariseus perguntaram a Jesus se era lícito pagar tributo a César, e Ele lhes disse: Trazei-me um denário para que o veja. E eles lhe trouxeram. Perguntou-lhes: De quem é esta efígie e inscrição: Responderam: De César. Disse-lhes então Jesus: Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus! (Mt 12.15,16). Aqui está a resposta, O crente paga o imposto de renda do 13º. E de qualquer outra renda que ele tenha. Igualmente, deve pagar o dízimo de toda a renda, à semelhança de Jacó. Os judeus, no tempo de Jesus, pagavam o dízimo até da hortelã, do endro, do cominho e assim por diante. Neste particular, eles davam bom exemplo. A ordem de Jesus é: “Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.” O dízimo é de Deus. Logo, não deve ser comido por César. Jacó disse; “DE tudo quanto me deres, certamente, te darei o dízimo”.

PERGUNTA: O dízimo deve ser descontado do salário bruto, ou apenas do líquido?

RESPOSTA: Se um crente tem um salário de R$1.000,00, mas só recebe R$ 870,00, por exemplo, porque ouve os descontos legais da previdência, e paga R$87,00 de dizimo, ele está certo.  Quando vier a aposentar-se do que recebe da aposentadoria ele continua dando o dízimo do valor que receber.  Ninguém perde por ser liberal no serviço do Senhor. Convém lembrar as palavras de Paulo à igreja de Corinto: II Coríntios 9:6-7 “E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará. Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria”.

PERGUNTA: A mesada que alguns maridos dão às esposas também deve ser dizimada?

RESPOSTA: Se se trata de uma ‘mesada’ já dizimada pelo marido crente, que deu o dízimo de toda a sua renda, a mesada está isenta.

PERGUNTA: Certas pessoas não se tornam crentes sob a alegação de que se fazê-lo terá que pagar o dízimo e isso vai diminuir sua capacidade de manter a família. O que responder?

RESPOSTA: O que tal pessoa deveria fazer é calcular quando ele gasta mensalmente naquilo que não é pão. Geralmente, tais pessoas sustentam vícios que levam maior valor de sua casa do que propriamente o dízimo que ele vai pagar como Cristão. Por exemplo: fuma, bebe, joga, gasta dinheiro em outras festas mundanas. Frequenta lugares escusos, gasta dinheiro em farras com seus companheiros, enfim, ele gasta mensalmente muito mais do que o dízimo do seu salário, chegando às vezes, a ir além dos 50% de sua renda.

PERGUNTA: Não pago o dízimo porque o dízimo é da lei e vivemos sob a graça por isso não estamos na obrigação de pagar dízimo que era da lei de Moisés.

RESPOSTA: Admito que o amigo não deve ler frequentemente a Bíblia e estar sendo orientado por pessoa também que nada sabe da Bíblia. E por que digo isso? Porque a primeira pessoa na Bíblia que pagou o dízimo não vivia sob a lei de Moisés e pagou o dízimo espontaneamente. Esse foi ABRAÃO a quem a Bíblia lhe dá o título o pai da fé. Gálatas 3.6-11: “Assim como Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. Sabei, pois, que os que são da fé são filhos de Abraão. Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia
de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti. De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão. Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las. E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé.”


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement