- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Racismo Mórmon

DIZEM QUE TER A PELE NEGRA É SER AMALDIÇOADO
[1]
No Livro de Mórmon, encontra-se uma estória de duas famílias de Judeus que “imigraram” para a América do Norte, oriundas de Jerusalém, lá pelo ano de 600 a.C., sendo uma da família de Leí e a outra de Ismael. Leí teve dois filhos, Nefi e Lamã, Nefi era justo, porém Lamã não, e por isso foi amaldiçoado por “Deus”. A maldição consistia em ter ficado com a pele de cor preta. Daí, concluímos o racismo . Até há poucos anos não havia nenhum negro dentro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias – Mórmons. Para eles Jesus só tinha morrido pelos brancos, para os negros não havia lugar (leia no Livro de Mórmon – II Nefi 5:21, Alma 3:6).

Atualmente, por causa da conveniência e do racismo ter se tornado um crime, os mórmons aceitam os negros. Embora, o Livro Pérolas de Grande Valor (um dos livros sagrados para os mórmons), proibir a entrada de negros no sacerdócio. Agora, “Deus” deu uma nova orientação e o negro até pode exercer o sacerdócio. Será que os mórmons vão mudar o Livro de Mórmon também?

Os cristãos verdadeiros sabem que não só o Livro de Mórmon é uma farsa, não só pelo seu conteúdo imaginário e desprovido de verdade, como pela problemática do racismo que nele está contido. Deus não faz acepção de pessoas e ama o negro quanto ama o branco (leia na Bíblia – Atos 10:34) – Adaptado do livro: “20 Razões Por que não sou Mórmon”, Justus)

Veja também o que diz o pr. F. Mcelveen, autor do livro – Ilusão Mórmon:

Os Negros

A posição mutável dos mórmons acerca dos negros na igreja é ainda outra contradição que grandemente enfraquece a validade da “única igreja verdadeira”.

Em junho de 1978, o presidente Spencer Kimball anunciou que por divina revelação a igreja mórmon está livre para aceitar os pretos em seu sacerdócio. Entretanto por muitos anos não fora esta a posição da igreja. Segundo a doutrina mórmon, por causa de algum pecado preexistente, os negros foram amaldiçoados com a pele preta. Esta maldição foi perpetuada mediante Ham. Por causa disso o negro para sempre (segundo alguns livros e algumas autoridades mórmons) não poderia receber o sacerdócio, nem o céu mais alto, etc.

O escritor mórmon Arthur M. Richardson, declara: “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias não foi chamada a levar o evangelho aos pretos, e não o faz.”[6] O ponto de vista de Richardson claramente contradiz Marcos 16:15: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura”; (pretos, vermelhos, brancos ou qualquer outra cor). Também contradiz o Livro de Mórmon 2 Nefi 26:28: “Eis que ordenou o Senhor a alguém que não participasse de sua bondade? Eis que vos digo, que não, mas todos os homens têm o mesmo privilégio e a nenhum foi verdade” (itálicos do autor).
____________
Notas
[6] Arthur M. Richardson, That Ye May Not Be Deceived, p.13. Citado por Tanner, Mormonism, Shadow or Reality, p.274.

[2] [3]Compartilhar [4]