Esqueceu a senha?

Reportagem “A Padroeira do Brasil”

por Artigo compilado - sex set 12, 2:34 pm

APA APARECIDA DO NORTE 12/10/2000 APARECIDA DO NORTE COMEMORACAO DO DIA DE NOSSA SENHORA APARECIDA

Pastor Natanael Rinaldi responde email da Revista Voz no Deserto

Prezado Pr. Natanael,

A matéria que veicularemos sobre a “padroeira do Brasil” não se refere ao dia da padroeira, mas pretendemos causar uma reflexão a nossos leitores sobre o fato de o Brasil ter uma padroeira oficial, discutindo, principalmente, a adoração à figura de Maria, culto às Imagens e até as possibilidades e dificuldades do ecumenismo entre católicos e protestantes. Pegaremos como gancho para a matéria a nova novela que começará na Globo “A Padroeira” e entrevistamos um padre para falar sobre o assunto, por isso gostaríamos de sua elaboração para, se possível, responder as perguntas seguintes, além de lhe colocar à vontade para quaisquer outros comentários a respeito que considerar relevante.

Perguntas:

1. Como o sr. vê a exaltação a Nossa Senhora Aparecida como padroeira do Brasil?

Resposta: Embora saibamos que a nossa Constituição reconhece a separação entre o poder civil e o poder religioso, a exaltação de N. S. Aparecida como protetora do Brasil é uma ingerência da Igreja Católica Romana no Governo brasileiro, uma forma tendenciosa de o Governo agradar os líderes católicos brasileiros.

 

2. A Bíblia diz que “feliz é a nação cujo Deus é o Senhor”. O sr. acha que essa questão da Nossa Senhora Aparecida pode trazer um tipo de “maldição”para o nosso país?

Resposta: Sem dúvida que sim. Basta espelhar-nos na história do povo de Israel. Envolvendo-se com a idolatria a nação de Israel se via frente dos castigos de Deus. Prova disso no tempo do profeta Elias, quando Acabe se casou com Jezabel eintroduziu a idolatria a Baal. Por três anos e meio não choveu sobre a terra, e a fome se alastrou pela nação. Só depois do abandono da idolatria é que houve chuva (IRs. 17.1; 18.44-45). Quando nos lembramos da carta de Pero Vaz de Caminha, declarando “em se plantando tudo dá”, e vemos o Brasil vivendo numa situação de miséria, principalmente nos Estados do Nordeste, só podemos concluir que a nação brasileira está sofrendo o castigo de Deus.

 

3. A adoração a imagens no Brasil é um problema só religioso ou também cultural?

Resposta: O problema daadoração de imagens não só é um problema cultural, como também religioso. Com a descoberta do Brasil, a religião católica tomou a dianteira e então a idolatria se tornou oficial. O Brasil é um país profundamente envolvido com a idolatria, tanto cultural como religiosamente.

 

4. Historicamente, como surgiu esse desvio da mensagem bíblica que levou o segmento cristão católico a adorar imagens de santos e padroeiras etc.?

Resposta: A Igreja Católica procura negar que pratica a idolatria. Criou três tipos de cultos: dulia, culto reservado aos santos; hiperdulia, culto reservado a Maria; e latria, culto prestado a Deus. Entretanto, na prática nenhum católico écapaz de discernir quando está prestando um culto distintamente de dulia,hiperdulia ou idolatria. Prostram-se diante de uma imagem e invocam-na. Porventura, isso não é idolatria?

 

5. Existiria uma maneira, na sua opinião, de minimizar (senão eliminar) a figura de adoração a Maria e suas advocações, recuperando-se assim, o ideal do evangelho na Igreja Católica?

Resposta: A CNBB, em reunião recente, reconheceu que, para ganhar terreno e não permitir o crescimento das ‘seitas’ protestantes, se deve tributar à pessoa de Cristo honras acima do que se presta a Maria. Entretanto, é difícil essa aceitação da primazia de Jesus pelo povo brasileiro, acostumado que está a cultuar Maria. Há mais igrejas católicas no Brasil dedicadas a ela do que dedicadas a Jesus. Maria possui vários atributos exclusivos de Jesus: medianeira, advogada, intercessora, rainha do céu etc. tudo isso, naturalmente, sem apoio bíblico (1Tm. 2.5; 1Jo. 2.1; Rm. 8.34; 1Co. 3.11).

 

6. Alguns católicos afirmam que as padroeiras não são colocadas como mediadoras entre Deus e o homem (esta função seria exclusiva de Jesus), mas são colocadas como apenas intercessoras por causa da identificação que o povo tem com esse tipo de entidade. O que sr. pensa a respeito?

Resposta: Como está declarado na própria pergunta, a identificação do povo brasileiro com a intercessão dos santos é tão arraigada no sentimento do povo brasileiro que qualquer alegação que se faça no sentido de que essa intercessão é apenas superficial não desclassifica o ato de idolatria.

 

7. A produção de imagens, estátuas etc. deve ser condenada em qualquer situação?

Resposta: Sem dúvida que sim. O mandamento declara não se prostrar e também não fazer (Êxodo 20.4-5).

 

8. Numa igreja presbiteriana de Seul existem diversas imagens (esculturas) de Moisés, Abraão e Davi. Isso é uma heresia?

Resposta: Embora se reconheça que os presbiterianos não são idólatras, deve-se ter presente a chamada teoria da pedagogia adotada pela Igreja católica, pela qual justifica o uso de imagens. Isso foi-se implantando paulatinamente na Igreja Católica com a ideia de que as imagens nas igrejas se tomam a Bíblia dos iletrados, dos simples e das crianças, exercendo a função pedagógica de grande alcance. O que a Bíblia é para os que sabem ler, a imagem o é para os iletrados São João Damasceno 117 PG-94, 1248c – Diálogo Ecumênico, p. 232). Esse é o caminho para a idolatria que presentemente observamos no Brasil.

 

9. Como o sr. vê a possibilidade de ecumenismo entre evangélicos e católicos?

Resposta: Não vejo possibilidade de ecumenismo entre católicos e evangélicos. Cito Amós 3.3, “Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?”

Desde já agradeço,

Taiane Almeida

Jornalista – Revista Voz


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

15 Comentários

Comentários 1 - 15 de 15Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. glórias a Deus pai filho e Espirito Santo que sempre aparece alguém preparado para combater frente a frente a este mal do século que é o secularismo

  2. A paz do Senhor!
    Respostas sábias de um homem de Deus. Que o Senhor continue usando o pr. Natanael Rinaldi.

    O tempo da colheita se aproxima. Maranata!

  3. O romanismo promove um não só um desrespeito ao segundo mandamento, mas à Bíblia toda. E muitas igrejas reformadas seguem várias heresias como essas de imagens porque o protestantismo nunca se desvinculou por completo de Roma.

    1. Na pergunta 8 é citado uma em particular e caso isolado em Seul, do jeito que você diz está generalizando. 

  4. Não é um caso isolado a igreja de Seul. Existe o Muro dos Reformadores com imagens de homens que são glorificados em Genebra, igrejas luteranas repletas de imagens, igrejas metodistas incluindo onde Wesley pregava que tem a imagem da deusa da abundância. É só pesquisar na net.

  5. O grande mal da maioria dos evangélicos é querer honrar a memória de homens que não merecem ser honrados e defender grupos que claramente estão em desacordo com a Bíblia só porque dizem acreditar em Jesus. Deixem de ser tolos e seguir homens.

    1. cabeção ! aqui ninguém apoia a idolatria seja católica ou protestante, se está tão indignado faça uma peregrinação nestas instituições e fale pessoalmente com eles, não adianta nada você ficar esperneando aqui. tolo aqui é só o sr.

  6. As “igrejas” filhas de Roma nunca se desvincularam de sua “mãe espiritual”, continuam a batizar crianças, pastores vestidos como padres, liturgias etc. É tempo de enxergar que muitas “igrejas” não estão de acordo com a Bíblia mesmo se dizendo evangélicas.

  7. Também não adianta colocar artigos falando sobre isso neste site que poucos devem se interessar de ver e não adianta ficar debatendo aqui escondido por trás de codinomes.

  8. E saiba o senhor (jcp) que falo sobre esses erros em todas as igrejas que visito, pelo menos milito mais que o senhor que passa seus dias sentado debatendo em fóruns e fazendo comentários que não passam de amontoados de lixo tóxico.

    1. “batista tradicional de meia-tijela” – como voce sabe que passo meus dias sentado debatendo? a minha máquina PC é movel falo de q.q.parte do país, e isso é para quem pode e não pára quem quer como um indigente como o sr. 

  9. “batista tradicional”, o sr. é um batista de meia-tijela. você é tão hipocrita dizendo “codinome”, e o seu nick name é seu nome real ? 

  10. jcp ofende nos comentários porque não passa de um pseudo intelectual, crente de fim de semana, arremedo de teólogo e metido à sabichão de doutrina. Não tem capacidade de discutir e argumentar dentro da ética e da lógica.

  11. batista tradicional, traquina!
    o pastor Billy hoje é um homem muito velhinho e doente, e é uma covardia você ficar maldizendo o mesmo. prova que você é um batista de meia-tigela, rebelde na sua igreja, que dá muito trabalho disciplinar ao seu pastor, que qualquer pesquisa revela.

  12. Atenção CACP, este cristão teórico, a si mesmo auto nomeado “batista tradicional” está difamando o Pastor Billy Graham por motivos torpes. Favor aplicar o desligamento deste covarde individuo e batista de meia tigela. 

Comentários 1 - 15 de 15Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement