- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Se Deus elege por presciência, quem colocou o futuro lá?

Resposta: Essa pergunta normalmente é feita por calvinistas para tentar frustrar a ideia da eleição condicional, pois segundo o pressuposto calvinista Deus escreveu o futuro e portanto não teria liberdade para que a eleição fosse condicional. Porém, esse pressuposto é falacioso porque não leva em consideração as seguintes colocações:

1) Deus não precisa determinar o futuro para que o mesmo exista. Deus criou o tempo e fez criaturas temporais para viverem dentro do  tempo, mas o próprio Deus não está preso ao tempo e portanto, pode saber o que as suas criaturas temporais vão fazer com a liberdade que Ele pela sua graça os deu.

2) Esse pressuposto coloca Deus inevitavelmente como o autor do mal, pois se o futuro existe apenas porque Deus  determinou cada ato da criatura, logo Ele não pode não ser o criador de todas as calamidades  feitas por suas criaturas ( estupro, assassinatos, violências e etc).

3) Tal argumento diminui a onipotência e presciência de Deus, pois se Deus para saber antecipadamente precisa determinar para saber, logo não saberia caso não tivesse determinado. Isso não apenas diminui a presciência, mas também atenta contra a onipotência de Deus colocando uma limitação no Todo Poderoso de não poder saber caso não determine.

Conclusão: O argumento do calvinista é na verdade um tiro no próprio pé, pois coloca Deus como o autor do mal e diminui a onipotência e onisciência de Deus.

Anderson de Paula

[1] [2]Compartilhar [3]