Esqueceu a senha?

Seita cria igreja para adorar Beyoncé

por Artigo compilado - qua maio 14, 10:25 am

BEYONCÉ-LADO

No início a mídia tratou como uma rumor, uma piada, mas agora é oficial. Um grupo de fãs da cantora Beyoncé organizou uma “igreja” para adorá-la. O nome oficial é Igreja Nacional de Bey, e a seita responde pelo nome de beyism.

Com sede em Atlanta, na Geórgia, seus fiéis reúnem-se aos domingos, em cultos cuja trilha sonora é de músicas de Beyoncé. Oficialmente, a cantora nunca se pronunciou sobre o assunto.

Obviamente, a iniciativa gerou muitas críticas da opinião pública. Pauline John Andrews, conhecida como “Ministra Diva”, é a pastora fundadora da Igreja.

Em entrevista ao site Christian Today ironizou o cristianismo: “Pedimos que as pessoas pensem no que é mais real: um espírito invisível em cima, ou uma deusa que fala e respira, mostrando sua verdadeira forma diariamente? Não acreditamos que Beyoncé seja o Criador, nós reconhecemos que Ele ainda está entre o trono dos deuses. Pedimos humildemente que respeitem nossas crenças pois queremos respeitar as suas. Abra sua mente para novas possibilidades e, como nós, veja que Bey é um verdadeiro poder superior… Divindades, muitas vezes, andam na Terra em carne e osso. Beyoncé transcenderá e voltará a ser espírito quando seu trabalho estiver finalizado aqui na Terra”.

Afirmou ainda que o grupo trabalha em sua própria versão da Bíblia, chamada de Beyble.

Muitas pessoas ligam o nome de Beyoncé e de seu marido, o rapper Jay-Z, ao movimento Illuminati. Ano passado, quando sua filha nasceu e foi batizada como Ivy Blue, boatos davam conta que Ivy seria uma sigla, Illuminati very youngest [A mais nova membro do Illuminati] e Blue também, Born living under evil [Nascida e criada pelo mal].  Por ocasião de sua apresentação na TV ano passado, na final do campeonato, ela fez um gesto com as mãos que teria “revelado ao mundo” sua ligação com os Iluminati e a defesa de uma Nova Ordem Mundial.

Contudo, ela não é a única cantora pop que flerta com a divinização. A cantora Lilly Allen recentemente lançou um vídeo e um disco com o nome de “Sheezus”. Trata-se de um trocadilho com a palavra (she) e Jesus, ou seja, um “Jesus mulher”.

Extraído do site gospelprime em 14/05/2014


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

8 Comentários

Comentários 1 - 8 de 8Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. [povo chamou Herodes] “Voz de Deus, e não de homem.”
    “feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus e, comido de bichos, expirou.”
    Atos 12:22
    Se ela for um pouco inteligente não vai aceitar a “divinização”.

  2. Não há como não sentir piedade de pessoas assim, mergulhadas num abismo tão grande que preferem preencher seus vazios com coisas perecíveis, e passageiras! Pai, os perdoem, pois eles não sabem o que fazem! Soli Deo Gloria!

  3. Esse pessoal é consciente, eles não tem piedade de nós quando joga os estercos das produções na mídia e blasfema contra o Nosso Senhor. 
    Quando Herodes aceitou a divinização das massas e foi ferido pelo Anjo, estava em pleno N.T e ele conhecia toda a história dos cristãos. 

  4. É pecado blasfemar de Jesus, o qual o Espirito Santo o glorifica e deste é réu eterno se blasfemado. E esses cantores extravagantes gostam atribular os cristãos com essas ofensas. 
    “é justo diante de Deus que dê em paga tribulação aos que vos atribulam” 2tess1:6

  5. Já está na hora dessa cambada de sem vergonhas (mas conscientes) começar a ser “comido de bichos” 

    Porque o cetro da impiedade não permanecerá sobre a sorte dos justos, para que o justo não estenda as suas mãos para a iniqüidade.Salmos 125:3

  6. O pior é que ela saiu direto dos púlpitos para a vida secular….

    1. Varias divas americanas eram cantoras gospel no início.

  7. já criaram uma igreja para adorar maradona.

Comentários 1 - 8 de 8Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement