Esqueceu a senha?

Será que existem muçulmanos pacíficos?

por Artigo compilado - sex nov 20, 5:28 pm

muçulmano fanático e moderado

É um grande equívoco chamar muçulmanos “inativos” (que não explodem e nem atiram em não muçulmanos) de pacíficos.

Eles concordam com tudo o que os muçulmanos ativos fazem.

Você NÃO VÊ a maioria muçulmana condenar os ataques à França; NÃO VÊ essa mesma maioria defender o direito de existência de Israel; NÃO VÊ um pronunciamento do “mundo islâmico” condenando veementemente as ações do Ramas, Ísis e Estado Islâmico; NÃO VÊ países de maioria muçulmana permitir a leitura da Bíblia, a construção de igrejas cristãs e a pregação do evangelho em seus territórios (como o ocidente permite que eles façam, ao construir suas mesquitas, venerar seu Alá e ler seu Corão).

Chamar muçulmanos OMISSOS de pacíficos é um grave equívoco. Eles não são da paz; seu livro sagrado não é da paz; seu profeta Maomé também não desejava a paz. Tanto seu livro sagrado quanto seu profeta assassino ordenou que todo não muçulmano fosse perseguido, capturado e morto, caso permanecesse não muçulmano.

O “caráter beligerante” do Islam se manisfestou claramente já em 632, quando começou a atacar as nações cristãs, ocupando todo o território do Egito à Espanha e parte da França, levando mais de um milhão de escravos cristãos para os países muçulmanos.

A Primeira Cruzada, em resposta ao ataque covarde, começou somente em 1095, ou seja, quatro séculos e meio depois do início das agressões islâmicas, e não teve por objetivo ocupar nenhuma nação islâmica, e sim apenas reconquistar uma parte ínfima do território invadido.

O islamismo é uma religião de guerra; os muçulmanos não são pacíficos, mas beligerantes, autoritários, intolerantes e perigosos.

Dividem-se APENAS em duas classes com os MESMOS propósitos:

OS MUÇULMANOS ATIVOS: terroristas que vão ao campo lutar, explodindo, matando, cortando cabeças, torturando, sequestrado, decepando clitóris femininos, estuprando mulheres e jovens cristãs, praticando a pedofilia e assassinando crianças.

OS MUÇULMANOS “INATIVOS”: terroristas que, apesar de AINDA não fazerem nada disso, concordam com tais posturas, ao não condenarem, publicamente, essas práticas e ao se omitirem quando poderiam fazer diferente em seus países.

PROPÓSITOS: Converter o MUNDO ao islã, não importa se pela espada ou pelo proselitismo.

Veja o vídeo:

Emerson Vale via Facebook em 20/11/2015

Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

5 Comentários

Comentários 1 - 5 de 5Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Radical ou moderado? 
    TUDO FARINHA DO MESMO SACO.

  2. conflitos movidos por religião são algo terrivel

  3. Quando acontece algum atentado terrorista contra os verdadeiros muçulmanos você vê a america se manifestar??
    Engraçado que quando teve o ataque na França todo mundo fez corrente e se uniram, mas quando milhares de muçulmanos morrem a america não está nem move um dedo.
    Allahu akbar 

    1. mas quando milhares de muçulmanos morrem a america não está nem move um dedo. ???

      nunca ouvi falar de perseguição contra muçulmanos exceto contra radicais ou nunca ouviu falar do 11 de setembro ?

    2. perseguição há sim, porém contra cristão em país do islã, onde os “verdadeiros” muçulmanos não fazem nada para impedir isso.

Comentários 1 - 5 de 5Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário