Esqueceu a senha?

Shemá e as TJs

por Artigo compilado - seg jan 20, 3:31 pm

Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Dt 6.4

Shemá Israel (em hebraico שמע ישראל; “Ouça Israel”) são as duas primeiras palavras da seção da Torá que constitui a profissão de fé central do monoteísmo judaico (Devarim / Deuteronômio 6.4-9) no qual se diz:

שְׁמַע יִשְׂרָאֵל יְהוָה אֱלֹהֵינוּ יְהוָה אֶחָד
Shemá Yisrael Adonai Elohênu Adonai Echad
Ouve Israel, ADONAI nosso Deus ADONAI é Um

A teologia do Corpo Governante, das Testemunhas de Jeová, ensina que – “Deus é um só e não três” e cita o presente texto.

Resposta apologética:

Escuta, ó Israel: Jeová, nosso Deus, é um só Jeová” (TNM). Esse texto é usado para desacreditar a doutrina da Trindade, mas, ao contrário disso, é o texto que prova que na unidade de Deus existe uma pluralidade, dando abertura para a concepção trinitariana. Como assim? Na língua hebraica, existem duas palavras para expressar unidade, a saber, ’ehadh e yehidh. A primeira designa uma unidade composta ou plural. Exemplo: Gn 2.24 diz que o homem e a mulher seriam uma (’ehadh) só carne, ou seja, dois em um. A segunda palavra é usada para expressar unidade absoluta, ou seja, aquela que não permite pluralidade. Exemplo: Jz 11.34 diz que Jefté tinha uma única (yehidh) filha. Qual dessas palavras é empregada em Dt 6.4? A palavra ’ehadh, o que indica que na unidade da Divindade há uma pluralidade.

 


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário