- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Sobre o livro “Calvinismo Recalcitrante”

Capa CalvinismoNa minha ótica bíblica, de acordo com os ensinos de Jesus, o caráter da pessoa é relevante e seu viver expressa seu interior. Mostro no livro que Calvino externou seu caráter em sua doutrina, é só querer e ver. No demais, negar os fatos históricos e documentados, penso não ser uma atitude salutar de cristãos comprometidos com Deus e com a veridicidade, não somos como os católicos que camuflam os dolos do passado e sacralizam seus papas delituosos. O historiador presbiteriano Alderi Souza de Matos corrobora com as pesquisas feitas no meu livro “Calvinismo Recalcitrante”- fato é fato e Calvino foi um déspota e homicida, é triste, mas é verdade.

No demais, somos livres pra nos engodar quanto a uma pessoa ou não, podemos pesquisar e descobrir a verdade, ou nos contentarmos com o que querem nos impor. Pra mim, nem Calvino e nem sua doutrina eram bíblicas (referente à problemática do determinismo). O Calvinismo nunca foi crido pela igreja primitiva, a patrística está ai pra quem quiser examinar e constatar. Quanto a minha afirmação que o fatalismo determinista é pagão, não é elucubração subjetiva, mas o concílio de Orange (529) condenou a dupla predestinação e o fatalismo como – “anátema e pagão“, ou seja, ao fazerem assim arguiram completamente a TULIP [1] do calvinismo e a renegaram. Claro, os calvinistas lutam por não querem ver os fatos. Repito e reitero: cada um pode acreditar no que quiser, pois somos livres pra isso.

Como já explicitei, meu breve livreto foi insuficiente pra externar todas as claudicações do calvinismo, então recomendo a Leitura das seguintes obras:

Quem quiser maiores informações, pode acessar também a coluna de debates do CACP – clique aqui [2]

No demais, é saudável quando vejo calvinistas fazerem uma nova releitura. Isso é ótimo e oro para que mais e mais calvinistas revejam seus conceitos cristocêntricos.

Forte abraço a todos.

[4] [5]Compartilhar [6]