Esqueceu a senha?

“Terrorismo islâmico não existe”, diz Papa

por Artigo compilado - ter fev 21, 8:36 am

A polemica declaração de Papa Francisco foram ignoradas pelos meios de comunicação.

CALIFÓRNIA – Em um discurso contundente, Papa Francisco negou a existência do terrorismo islâmico, e ao mesmo tempo declarou que “a crise ecológica é real”. Ele esteve presente na ‘Reunião Mundial dos Movimentos populares’, na Califórnia nos dias 16, 17 e 18 de fevereiro.

“Nenhuma religião é terrorista. O terrorismo cristão não existe, o terrorismo judeu não existe e não existe o terrorismo muçulmano… são generalizações intoleráveis que os fortalecem, baseando-se no ódio e na xenofobia”.

O site conservador Breitbart foi um dos poucos que noticiaram as declarações do Papa Francisco nesta ocasião. O artigo assinado pelo teólogo católico, autor e professora Thomas D. Williams, realizou uma avaliação da mensagem de Francisco.

“Suas palavras sugerem que não existe no mundo uma forma específica de terrorismo islâmico, e esta afirmação está aberta a contradição com os fatos estabelecidos. Francisco sugere em outra entrevista, que o terrorismo é principalmente o resultado das desigualdades econômicas, não às crenças religiosas”, disse Williams.

De modo geral, o Papa voltou a dizer que sua crença em que todas as religiões promovem a paz, e que o perigo de radicalizar a violência, existe em todas as religiões.

“Quando o Papa nega o terrorismo, ele fecha os olhos aos fatos diários e contínuos, de fotos e vídeos que mostram a frequente perseguição religiosa em todos os continentes”.

Os meios de comunicação, ignoraram a declaração destacando somente parte da declaração política. The Guardian foi o primeiro em afirmar que o Papa estava apoiando “os protestos contra Trump”, ainda que o próprio Papa negou esta afirmação, e declarou explicitamente “eu não estou falando de ninguém em particular”.

Na versão portuguesa, a agencia de notícias do Vaticano, deu ênfase unicamente à Parábola do Bom Samaritano, para fomentar a preocupação pelos pobres.

No entanto, o Vaticano, ainda existe uma forte competição entre os críticos do Para Francisco e aqueles que o apoiam em tudo. “Os cardiais respaldam ao Papa e expõem a guerra dos conservadores”, anunciou o jornal progressista ‘El país’.

O fato é que muitas das afirmações atuais do pontífice contrastam claramente com seu predecessor. Em 2006, Benedicto XVI deu uma conferencia na Alemanha titulada “Fé, razão e universidade”, onde citou a frase do imperador bizantino Manuel 2º Paleólogo: “Mostre-me apenas o que Maomé trouxe que era novo, e lá você encontrará apenas coisas mais desumanas, como sua ordem de difundir pela espada a fé que ele pregava”.

Esta declaração foi repudiada pelos muçulmanos, o que os levou a uma série de protestos nos países islâmicos e em comunidades pelo mundo.

Mas em parte, a declaração de Francisco está certa: Não houve nenhum ataque terrorista cujo cristãos ou judeus sejam autores.

Com informações Notícias Cristianas
Imagem: Reprodução web


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

4 Comentários

Comentários 1 - 4 de 4Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Esse papangu no minimo é simpatizante de alá.

  2. Ele simplesmente quer ser visto como bonzinho. Um verdadeiro populista.

    1. e o sr sabe o que populista sr?

  3. o que este site acha do governo temer?

Comentários 1 - 4 de 4Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement