Esqueceu a senha?

TJs: Jesus é Deus e Senhor

por Artigo compilado - sex maio 22, 9:59 am

tj 122

João 20.28 – Em resposta Tomé disse‑lhe: Meu Senhor e meu Deus! (Tradução do Novo Mundo).

Sim, este versículo realmente aparece na Bíblia das Testemunhas de Jeová! Talvez mude nas edições futuras, mas, enquanto ainda estiver lá, nós podemos indicá‑lo para as testemunhas de Jeová, em nossas conversas a respeito da divindade de Cristo. Tomé, apesar deter duvidado por mais tempo que os outros apóstolos, finalmen­te veio a aceitar Cristo como Senhor e Deus ‑ não “um deus” como os líderes da Torre de Vigia têm traduzido de forma errônea em João 1:1, mas “Deus”, como as palavras de Tomé demons­tram.

As testemunhas de Jeová acham este versículo muito difícil de se discutir porque não admitem o simples fato de que ele declara a di­vindade de Cristo. Tipicamente, elas tentam discuti‑lo de duas maneiras:

Primeiro, a testemunha de Jeová menos instruída pode tentar refutar o versículo dizendo: “Tomé estava apenas exclamando sua surpresa. Se víssemos um amigo retornar da morte, nós, também, diríamos: ‘oh! Meu Deus!’ em total surpresa. Tomé não quis dizer nada com isso!”

Se uma testemunha usar esta abordagem, nós devemos per­guntar‑lhe: “Você está dizendo que Tomé estava usando o nome de Deus em vão? Isto seria blasfêmia! Tomé certamente não faria isso!”  Então,  mostre‑lhe  que  no  próximo  versículo Jesus comentou o que Tomé havia dito. Se Tomé tivesse dito “Deus” em vão, Jesus certamente o teria repreendido por isso, mas, ao invés, ele reconhe­ceu que Tomé tinha finalmente “acreditado”. Acreditado em quê? Que Jesus Cristo é Senhor e Deus!

Segundo, uma testemunha mais sofisticada seguirá a abordagem sugerida na página 213 do livro da Sociedade Torre de Vigia de 1985, Reasoning from the Scriptures [Raciocínios à Base das Escri­turas]. Ela mencionará que o capítulo 20 de João termina di­zendo: “estes, porém, estão escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus…” (v. 31). Para a testemunha de Jeová, o fato de que o Pai é Deus, e que Jesus é o Filho do Pai, automatica­mente nega a divindade do Filho. Mas isto não é o que as Escrituras ensinam. (Veja os versículos relacionados abaixo.) A testemunha pode também citar João 20:17, onde Jesus refere‑se ao Pai como “meu Deus”, como a tão falada prova de que Jesus não é Deus. Contudo, em Hebreus 1:10, o Pai chama o Filho “Senhor” ‑ obviamente sem colocar em dúvida o fato de que o Pai, também , é “Senhor”.

Visto que as testemunhas de Jeová referem‑se a Jesus como “um deus” em contraste com o Pai, o qual eles chamam “o Deus”, você pode levar a testemunha de Jeová a procurar João 20:28 em sua própria Tradução Interlinear do Reino (1985). Palavra por palavra nos textos gregos mostram que Tomé literalmente chamou Jesus “o meu Senhor e o meu Deus!”

Fonte de pesquisa: “As Testemunhas de Jeová refutadas versículo por versículo”, David A. Reed; trad. de Marcelus Virgílius Oliveira e Valéria Oliveira. ‑ 2. ed. Rio de janeiro: JUERP, 1990.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement