Esqueceu a senha?

TJs: não batizam em nome do Pai, Filho e Espírito Santo

por Artigo compilado - ter set 30, 12:04 am

batismo_tjSe perguntar a qualquer Testemunha de Jeová se eles se consideram cristãos, certamente ouvirá a seguinte resposta:

– Claro que sim! e ainda, somos na verdade, dentre todas as religiões que se dizem seguidores de Jesus, os únicos que levam a sério o significado de ser um cristão genuíno!

Quando elas se reúnem em suas grandes reuniões, chamadas de Congressos Regionais ou Assembleias, muitos convertidos estão preparados para ser batizados como Testemunhas de Jeová. Depois de uma sabatina de perguntas e respostas tendo por base a publicação “Organizados para o Nosso Ministério” que pode durar até três meses, e de uma avaliação criteriosa feita por uma comissão de anciãos experientes, o candidato é aprovado ou não para ser imerso em água e declarado uma Testemunha “dedicada e batizada”. Mas como é o batismo  nesta organização religiosa? parece-se com o batismo realizado desde os tempos apostólicos pelas denominações cristãs? qual o seu significado? o que se espera de alguém  que se submete ao batismo da organização Torre de Vigia?

Como se sabe, a organização TJ costuma modificar suas doutrinas, regras e dogmas com o decorrer dos anos, segundo as circunstâncias. Elas chamam isso de “acompanhar o carro celestial de Jeová” que está em “pleno movimento”.

Uma das mudanças significativas tem a ver com o batismo realizado por elas. Veja a seguir como eram as perguntas feitas ao batizando TJ antes da década de 1980:

1ª pergunta: Arrependeu-se de seus pecados e deu meia-volta, reconhecendo-se perante Jeová como pecador condenado que precisa de salvação, e reconheceu perante ele que esta salvação procede dele, o Pai, por intermédio de seu Filho Jesus Cristo?

2ª pergunta: À base desta fé em Deus e na sua provisão de salvação, dedicou-se sem reserva a Deus, para fazer doravante a Sua vontade, conforme ele lhe revela por meio de Jesus Cristo e mediante a Bíblia, sob o poder esclarecedor do espírito santo? – Sentinela 01/11/73 pág.664

A Partir da metade da década de 1980, as perguntas foram modificadas para dar maior ênfase à organização Torre de Vigia que eles chamam de “Organização de Jeová”:

1ª A base do sacrifício de Jesus Cristo, arrependeu-se dos seus pecados e dedicou-se a Jeová para fazer a vontade dele?

2ª Compreende que a sua dedicação e o seu batismo o identificam como uma das Testemunhas de Jeová, em associação com a organização de Deus, dirigida pelo espirito dele? – Sentinela 01/06/85 pág.31

Jovem de pouca idade é submetido ao batismo induzido pelos pais Testemunhas de Jeová. O batismo das Testemunhas de Jeová não possui características Cristãs.

Antes de se formular as perguntas novas, o que se dava a entender era que o fiel reconhecia as Escrituras como fonte de entendimento sobre o Pai, Jesus e o Espírito Santo. Agora, a pessoa precisa aceitar a sujeição À organização, o resto fica em segundo plano. De fato, ao se batizar como um membro da Torre de Vigia, é preciso que o candidato ao batismo, reconheça que ela é a representante de Deus, orientada por seu Espírito.

Ora, mas como aceitar que uma organização é orientada pelo inerrante Espírito Santo de Deus se ela é culpada de tantas mudanças doutrinais e erros crassos de interpretação, além de falsas profecias relacionadas ao fim do mundo?

Quando os discípulos de Jesus batizavam pessoas em “Nome do Pai, Filho e Espírito Santo”, isto era sob a ordem do próprio Cristo em reconhecimento às três pessoas da trindade Cristã. Quando um cristão é batizado, ele reconhece que Deus é Pai, Filho e Espírito Santo, e que estes três são uma Unidade na Divindade, criador eterno, Pai de todos e em todos segundo a graça cedida por meio de Cristo Jesus. Este reconhecimento irá reger a sua inteira vida dali em diante. Como explicou Paulo:

“Procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz. Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; Um só Senhor, uma só fé, um só batismo; Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós. Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo. Por isso diz:Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro,e deu dons aos homens.” – Efésios 4:3-8

As Testemunhas de Jeová, por não aceitarem esse credo cristão, e ensinarem que apenas o Pai é Deus, procuram subtrair de seus dogmas, qualquer detalhe que ressalte os ensinos do Cristianismo, afinal, a sujeição à liderança imposta pelo Corpo Governante tem de estar em primeiro lugar na vida de um membro de sua organização.

Após o batismo, um membro TJ tem agora as portas abertas para “importantes privilégios” na organização do Corpo Governante. Se qualifica para servir como futuro pioneiro (pregador de tempo integral), servo ministerial ou ancião. Exige-se após isso, sujeição total a todos os dogmas da Torre de Vigia. O candidato pode não saber, mas estará também se sujeitando à disciplina e expulsão, resultantes de algum ato de rebeldia contra os que tomam a dianteira.

Alguma dúvida de que o batismo das Testemunhas de Jeová, nada tem de Cristão?

Autor: Tejota Livre do site extj.com.br/ em 29/09/2014


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement