- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

“Todos” são realmente “todos” ou “não são todos”?

Porque a graça salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens“. Tito 2.11

Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade“. 1 Timóteo 2:3,4

Vejo muitos dizendo que esses textos não se referem a todos os homens em geral e sim a uma classe de alguns homens como: alguns homens de varias tribos e nações, e usam outros contextos como Ap 5.9 para respaldar os textos de Tt 2.11 e 1 Tm 2.3-4, que são contextos bem diferentes. Nos contextos de Tt 2.11 e 1 Tm 2.3-4 são bem interligados, pois fala claramente que a vontade de Deus é que todos os homens venham à salvação, e também eu não encontrei nesses contextos falando de classes nacionalistas.

No texto de Tt 2.11 a palavra “todos” é transliterada do termo grego “PAS” é a mesma palavra usada em 2 Tm 3.16 em que diz que TODA escritura é inspirada, ela da ênfase a frase de que tudo que cita naquele texto, é realmente tudo ou todos e não alguns, se fosse assim então nem toda a escritura seria inspirada e Paulo estaria mentido.

E a palavra “homens” no grego de ambos os textos (Tt 2.11 – 1 Tm 2.3-4) é “anthrópos” refere-se a um contexto geral, tanto homens e mulheres, não enfatizando apenas classes nacionalistas e sim a raça humana em geral, quando o escritor escreve “anthrópos”, ele quer dizer toda criatura (homens e mulheres) feita por Deus, se fosse indivíduos, homens de cada classe o termo grego seria “Aner” é a transliteração hebraica de “Adam” que se refere a um determinado tipo de individuo ou um individuo específico e não “anthrópos” que tem a ideia geral de ” humanidade”.

Jesus sempre quis salvar toda a humanidade.

[1] [2]Compartilhar [3]